Mensagem do dia (12/05/2021)

Nós não podemos nada, não sabemos nada, não somos nada…, porém o Senhor é tudo, sabe tudo, pode tudo. Se nos abandonarmos nas mãos de Jesus Cristo como instrumentos dóceis, se, confiados em sua palavra, nos lançarmos mar adentro, as dificuldades desaparecerão, desvanecer-se-ão como a fumaça – mesmo que às vezes em nossa carne feridas e arranhões –, e a terra do mundo, seca e sedenta de Deus, será transformada em jardim radiante, cheio de flores e de frutos.

Beato Álvaro del Portillo.

Mensagem do dia (24/01/2021)

Abandonais muito, meus irmãos, se renunciais aos desejos deste mundo. Com efeito, o Senhor contenta-Se com os nossos bens exteriores, por muito pequenos que sejam; pois é o coração que Ele tem em conta e não o valor das coisas: não Lhe interessa a quantidade de coisas que Lhe sacrificamos, mas o amor que acompanha a nossa oferenda.

São Gregório Magno (Papa).

Mensagem do dia (08/04/2020)

Jesus sabia de antemão o que aconteceria com ele. Quando Jesus comeu a refeição da Páscoa com seus doze apóstolos, ele os colocou a prova e em dúvida (“um de vocês me trairá”) para ensiná-los a se examinarem corretamente, para evitar que fossem pretensiosos e se considerassem mais fortes do que de fato eram. Nós também devemos examinar a nós mesmos à luz da verdade e graça de Deus e pedir que Ele nos fortaleça na fé, esperança e amor, para que não falhemos com Ele ou O abandonemos quando somos tentados. Você deposita confiança suficiente nas palavras que Jesus nos deu para orar: “Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal”?

Don Schwager (fonte: www.dailyscripture.net)

Mensagem do dia (25/02/2020)

O meio para adquirires um tesouro imenso de méritos e obteres do céu as graças mais assinaladas, é seres fiel a Jesus Cristo em sua pobreza e fazer-lhe companhia neste tempo em que é mais abandonado pelo mundo. Como Jesus agradece e retribui as orações e os obséquios que nestes dias de carnaval lhe são oferecidos pelas suas almas prediletas!

Santo Afonso de Ligório.

Mensagem do dia (04/10/2019)

Foi assim que o Senhor me concedeu a mim, Frei Francisco, iniciar uma vida de penitência: como estivesse em pecado, parecia-me deveras insuportável olhar para leprosos. E o Senhor mesmo me conduziu entre eles e eu tive misericórdia com eles. E enquanto me retirava deles, justamente o que antes me parecia amargo se me converteu em doçura da alma e do corpo. E depois disto demorei só bem pouco e abandonei o mundo.

São Francisco de Assis.

Mensagem do dia (22/06/2019)

Abandonar ou vender os bens temporais possuídos neste mundo não significa o cumprimento, mas só o início da carreira no estágio; não é, por assim dizer, a meta, mas só a saída. O atleta não ganha quando tira sua roupa, pois a deixa de lado para poder começar a lutar. Só recebe a coroa de vencedor depois de ter combatido como se deve.

São Paulino de Nola.

Mensagem do dia (09/08/2017)

A nossa função consiste em amar e servir. Uma vez que Deus não abandona nunca o mundo que criou e ama tanto os homens, é impossível para nós, naturalmente, menosprezar o mundo e os homens. Não os abandonamos porque os consideramos sem valor, mas para estar livres para Deus.

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein).

Mensagem do dia (25/06/2017)

Para os discípulos não se sentirem abandonados nas lutas e perseguições, Jesus os encoraja, falando da providência do pai celeste, presente até nas mínimas circunstâncias da vida de suas criaturas. Se nem do passarinho descuida, como esqueceria os filhos expostos ao perigo por seu amor?

Padre Gabriel de Santa Maria Madalena.

Mensagem do dia (15/02/2015)

O gesto afetuoso de Jesus, que Se aproxima dos leprosos para os reconfortar e curar, tem a sua expressão plena e misteriosa na Sua Paixão. Torturado e desfigurado pelo suor de sangue, pela flagelação, pela coroação de espinhos, pela crucifixão, abandonado por aqueles que esqueceram o bem que Ele lhes tinha feito, na Sua Paixão Jesus identifica-Se com os leprosos.

São João Paulo II (Papa).

Mensagem do dia (02/09/2010)

Não pense que a santidade exige que se realizem coisas extraordinárias, ou que somente entrega a vida a Cristo aquele que sofre o martírio, ou que se devem abandonar as ocupações deste nosso mundo. Além disso, não espere situações excepcionais, que talvez jamais ocorram. Busque a santidade na vida cotidiana.

Dom Álvaro del Portillo.