Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


Posts Tagged ‘avareza’

domingo, agosto 4th, 2019

“Porque eram as terras deste homem tão produtivas, se ele fazia tão mau uso da sua riqueza? É para mais intensamente se ver a manifestação da imensa bondade de um Deus que estende a Sua graça a todos.”

sexta-feira, janeiro 19th, 2018

“Há homens que dão tanta importância aos objetos de uso corrente, estão de tal maneira presos à necessidade deles, que se sentem incapazes de se entregar a ideais verdadeiramente grandes, pois sempre estão presos a uma multidão de coisas mesquinhas, de que são incapazes de se desligar. A menor perturbação das comodidades é bastante para lhes roubar a paz e a alegria. Quando, porém, incide sobre nós a influência de um valor elevado, quebram-se as amarras, esfumam-se os centros de interesse superficial e nada nos pode já reter.”

segunda-feira, junho 26th, 2017

“Da falta de generosidade à tibieza não vai senão um passo.”

segunda-feira, fevereiro 15th, 2016

“Não se encontra ninguém que queira dividir sua riqueza, mas a vida é distribuída entre muitos! São econômicos na preservação de seu patrimônio, mas desperdiçam o tempo, a única coisa que justificaria a avareza”.

quinta-feira, agosto 7th, 2014

A avareza é um tirano bem cruel; manda ajuntar e proíbe o uso daquilo que se junta; visita o desejo e interdiz o gozo. Plutarco.

sábado, julho 7th, 2012

A avareza é um perigo típico dos ricos. Padre Jacques Leclercq.

quinta-feira, agosto 19th, 2010

O avarento vive sempre na pobreza. Horácio.

quinta-feira, maio 20th, 2010

Eu bem sei que as coisas que tu tens, não são só tuas, mas Deus te deu-as para suprir as necessidades do homem: não são do homem, mas para as necessidades do homem. São Bernardino de Sena.

sexta-feira, abril 23rd, 2010

Aqueles que têm muito são frequentemente avarentos. Aqueles que têm pouco partilham sempre o que têm. Não me importaria nada de dormir sobre a erva fresca, no verão, e quando viesse o Inverno, de me abrigar junto do feno quente de um celeiro, ou no luxo de um estábulo, desde que tivesse amor no coração. […]

segunda-feira, fevereiro 1st, 2010

A abstinência torna-se estéril quando ditada pela fraqueza do corpo ou pelo vício da avareza. São Leão Magno (Papa).


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes