Mensagem do dia (21/07/2023)

Oh, se considerássemos esta realidade!, ou seja, que Deus está verdadeiramente presente em nós, quando lhe falamos na oração; que Ele realmente ouve a nossa prece, mesmo que oremos simplesmente com o coração e com a mente. E que não só está presente e nos ouve, mas pode e deseja condescender de bom grado e com o máximo prazer às nossas exigências.

São Lourenço de Brindisi.

Mensagem do dia (17/06/2023)

Meus irmãos, em todos os vossos assuntos, nas vossas necessidades, perplexidades e aflições, recorrei ao coração da nossa Mãe cheia de caridade. É um coração que vela constantemente por nós e nas mais pequenas coisas. É um coração tão cheio de bondade, de doçura, de misericórdia e liberalidade que nunca algum daqueles que o invocaram com humildade e confiança deixou de receber as suas consolações.

São João Eudes.

Mensagem do dia (01/06/2023)

Não queremos viver na mentira, pois, desejando a vida eterna e pura, aspiramos à convivência com Deus, Pai e artífice do universo. E, por isso, nós nos apressamos a confessar a nossa fé, pois estamos persuadidos e acreditamos que esses bens podem ser conseguidos por aqueles que por suas obras demonstraram ter seguido a Deus e desejado sua convivência, onde nenhuma maldade poderá nos atingir.

São Justino.

Mensagem do dia (31/05/2023)

A festa de hoje, instituída por Urbano VI em 1389, situa-se entre a Anunciação do Senhor e o nascimento de João Batista, de acordo com o relato evangélico. Comemora-se a Visita de Nossa Senhora à sua prima, Santa Isabel, já avançada em idade, para ajudá-la na esperança da sua maternidade, e, ao mesmo tempo, para partilhar com ela o júbilo das maravilhas realizadas por Deus em ambas. Esta festa da Virgem, com a qual terminamos o mês que lhe é dedicado, manifesta-nos a sua ação medianeira, o seu espírito de serviço e a sua profunda humildade. Ensina-nos a levar a alegria cristã aos lugares aonde vamos. Como Maria, temos de ser causa de alegria para os outros.

Padre Francisco Fernández Carvajal.

Mensagem do dia (14/05/2023)

Enquanto viveu visivelmente entre os seus, Cristo surgia-lhes, segundo julgo, como o dispensador de todos os bens. Mas quando chegou o momento em que teve de subir ao Pai celeste, foi necessário que Ele continuasse presente entre os seus fiéis por meio do Espírito e que «habitasse pela fé nos nossos corações».

São Cirilo de Alexandria.

Mensagem do dia (15/04/2023)

Em Cristo teve início a nossa ressurreição, porque há uma prefiguração do objeto de nossa esperança naquele que por todos morreu. Não hesitamos, desconfiados, nem ficamos em dúvida à espera do incerto. Tendo recebido o começo do que nos foi prometido, já temos com os olhos da fé o futuro e alegres com a promoção de nossa natureza, já estamos de posse do que cremos.

São Leão Magno (Papa).

Mensagem do dia (17/03/2023)

Na medida da minha fé na Trindade, me convém reconhecer e sem noção do perigo, proclamar o dom de Deus e a Sua consolação eterna, confiantemente e sem temor difundir o nome de Deus por toda parte, afim de que mesmo depois da minha morte, eu deixe uma herança para meus irmãos e filhos e a tantos milhares de homens que batizei no Senhor.

São Patrício.

Mensagem do dia (15/03/2023)

Aprenderei a manter-me oculta em Deus, com o desejo de servi-Lo sem buscar, para coisa alguma, o testemunho dos homens e a satisfação de Sua comunicação, contentando-me com que Deus veja o que quero ser para Ele: para tal finalidade, quer que me entregue a Ele, a fim de realizar em mim esta disposição: assim o tenho feito, por Sua graça.

Santa Luísa de Marillac.

Mensagem do dia (12/03/2023)

Apressemo-nos pois a consagrar todo o amor do nosso coração a esse Deus que, para o obter, sacrificou o Seu sangue, a Sua vida, a Si próprio. «Se conhecesses o dom de Deus, diz Jesus à samaritana, e Quem é Aquele que te diz “Dá-me de beber”». Isto é: se conhecesses a grandeza da graça que recebes de Deus.

Santo Afonso de Ligório.

Mensagem do dia (23/01/2023)

Peço-te, rogo-te, Virgem Santa, que me concedas a posse de Jesus por meio daquele Espírito pelo qual geraste Jesus; que minha alma receba Jesus por aquele Espírito pelo qual tua carne concebeu o próprio Jesus; que eu conheça Jesus em virtude daquele Espírito pelo qual conheceste, retiveste e deste à luz a Jesus.

Santo Ildefonso de Toledo.

Mensagem do dia (20/12/2022)

O motivo por que Deus Se fez homem foi o seu amor imenso e o infortúnio dos homens, pois eles estavam alterados pela queda do pecado original e eram incapazes de se curarem dele. Mas o motivo por que Cristo realizou todas as Suas obras na terra não apenas segundo a Sua divindade mas também segundo a Sua humanidade é quádruplo, a saber: o Seu amor divino que não tem fim; o amor criado, ou caridade, que possuía na Sua alma graças à união com o Verbo eterno e graças à dádiva perfeita que Seu Pai Lhe fez; o grande infortúnio em que se encontrava a natureza humana; e, por fim, a honra de Seu Pai. Eis os motivos da vinda de Cristo, o nosso esposo, e de todas as Suas obras.

Beato Jan van Ruusbroec.

Mensagem do dia (09/12/2022)

Durante estas quatro semanas do Advento, Jesus bate com mais instância à porta dos corações; nascerá neles, se houver lugar para Ele: nos justos, dando-lhes um acréscimo de vida espiritual, nos pecadores, retirando-os da morte: porque Ele quer que até o ímpio se converta e viva. Nós (…) ajudemo-lo a realizar seus misericordiosos desígnios. Preparemos-lhe o caminho, endireitemos as veredas por onde deve chegar às almas.

Padre Pierre Chaignon.

Mensagem do dia (27/11/2022)

Conhecemos uma tríplice vinda do Senhor. Entre a primeira e a última há uma vinda intermediária. Aquelas são visíveis, mas esta, não. Na primeira vinda o Senhor apareceu na terra e conviveu com os homens. Foi então, como ele próprio declara, que viram-no e não o quiseram receber. Na última, todo homem verá a salvação de Deus e olharão para aquele que transpassaram. A vinda intermediária é oculta e nela somente os eleitos o vêem em si mesmos e recebam a salvação. Na primeira, o Senhor veio na fraqueza da carne; na intermediária, vem espiritualmente, manifestando o poder de sua graça; na última, virá com todo o esplendor da sua glória. Esta vinda intermediária é, portanto, como um caminho que conduz da primeira à última: na primeira, Cristo foi nossa redenção; na última, aparecerá como nossa vida; na intermediária, é nosso repouso e consolação.

São Bernardo de Claraval.

Mensagem do dia (05/10/2022)

O silêncio é como a espada na luta espiritual; a alma tagarela nunca atingirá a santidade. Essa espada do silêncio cortará tudo que queira apegar-se à alma. Somos sensíveis à fala e sendo sensíveis, logo queremos responder; não levamos em conta se é da vontade de Deus que falamos. A alma silenciosa é forte; nenhuma adversidade a prejudicará, se perseverar no silêncio. A alma recolhida é capaz da mais profunda união com Deus, ela vive quase sempre sob a inspiração do Espirito Santo. Deus opera sem obstáculo na alma silenciosa.

Santa Faustina Kowalska.

Mensagem do dia (29/09/2022)

A Igreja considera São Miguel como o mediador de sua prece litúrgica. Ele se mantém entre a humanidade e a divindade. Deus que distribui, com uma ordem admirável, as hierarquias visíveis e invisíveis, emprega por opulência, para louvor de sua glória, o ministério desses espíritos celestes que contemplam sem cessar a face adorável do Pai, e que sabem, melhor do que os homens, adorar e contemplar a beleza de suas perfeições infinitas.

Dom Prosper Guéranger.

Mensagem do dia (21/09/2022)

Mateus, o publicano, recebeu por alimento «o pão da vida e da inteligência»; e dessa mesma inteligência, fez em sua casa um grande banquete para o Senhor Jesus, pois tinha recebido uma graça abundante, em conformidade com o seu nome [que quer dizer «dom do Senhor»]. Um presságio desse banquete de graças havia sido preparado por Deus: tendo sido chamado enquanto estava no seu posto de cobrança, seguiu a Cristo e «ofereceu-Lhe, em sua casa, um grande banquete». Ofereceu-Lhe portanto um banquete, dos grandes – um banquete real, diríamos.

Rupert de Deutz.

Mensagem do dia (02/08/2022)

Ser humilde de coração é receber de Deus a ocasião de praticar a humildade como um belo sacrifício, e considerá-la um ato que Lhe renda muita glória. É ainda aceitar o estado e os deveres de uma posição em meio de graças extraordinárias. Quem ama a Jesus deve se assemelhar a Ele, amar o que Ele ama, o que Ele pratica e o que prefere a tudo: a humildade.

São Pedro Julião Eymard.

Mensagem do dia (31/07/2022)

Todos nós desejamos ser felizes e ter paz. Fomos criados para isso e só podemos encontrar a felicidade e a paz amando a Deus; o amor traz-nos a alegria e a felicidade. Muitas pessoas pensam, sobretudo no Ocidente, que viver fazendo o que lhes apetece as torna felizes. Eu penso que é mais difícil ser feliz na riqueza, porque as preocupações para ganhar dinheiro e o conservar nos escondem Deus. De qualquer modo, se Deus vos confiou riquezas, usai-as para servir as suas obras: ajudai os outros, ajudai os pobres, criai empregos, dai trabalho aos outros. Não desperdiceis em vão a vossa fortuna; ter uma casa, honras, liberdade, saúde, tudo isso nos é confiado por Deus para o pormos ao serviço dos que são menos afortunados do que nós.

Santa Teresa de Calcutá.