Mensagem do dia (13/04/2023)

Jesus aparece: «A paz seja convosco! Não temais». Os apóstolos julgam ver um fantasma. É necessário que o Salvador os anime de novo; que coma na sua presença, e lhes mostre que um espírito não tem carne nem ossos… Convida-os a tocar nas suas chagas; ao mesmo tempo, dá-lhes a conhecer o sentido das Escrituras, e argui-os ainda uma vez de ser lentos em crer. Mas, na sua vida gloriosa, assim como antes, é sempre a mesma bondade. Aprendamos de Jesus a cumprir bem o difícil dever da correção fraterna, e dos apóstolos a aproveitar-nos das nossas faltas, fazendo-as redundar em proveito da humildade.

Padre Pierre Chaignon.

Mensagem do dia (30/03/2023)

A obediência é a absoluta renúncia à nossa própria vida, expressa com clareza nas nossas ações corpóreas ou, inversamente, a obediência é a mortificação dos membros, enquanto a mente permanece viva. A obediência é um movimento que não questiona, que aceita a morte livremente, uma vida simples, que encara o perigo sem preocupações, uma viagem segura, uma jornada adormecida. A obediência é o enterro da vontade e a ressurreição da humildade. Obedecer é colocar de lado a capacidade de fazer o seu próprio julgamento. A obediência é a desconfiança sobre o próprio declínio, em todos os assuntos, inclusive nos bons.

São João Clímaco.

Mensagem do dia (02/08/2022)

Ser humilde de coração é receber de Deus a ocasião de praticar a humildade como um belo sacrifício, e considerá-la um ato que Lhe renda muita glória. É ainda aceitar o estado e os deveres de uma posição em meio de graças extraordinárias. Quem ama a Jesus deve se assemelhar a Ele, amar o que Ele ama, o que Ele pratica e o que prefere a tudo: a humildade.

São Pedro Julião Eymard.

Mensagem do dia (14/04/2022)

Uma das memórias de Cristo mais dignas de serem recordadas é, evidentemente, esta última refeição, a santíssima ceia, onde o cordeiro pascal foi dado a comer, mas onde o Cordeiro Imaculado, que tira os pecados do mundo, foi também oferecido em alimento sob a espécie de um pão «capaz de todos os sabores e adaptado a todos os gostos». Neste festim, a doçura da bondade de Cristo brilha admiravelmente: Ele senta-Se à mesma mesa e come do mesmo prato que estes pobrezitos, os seus discípulos, e que Judas, o traidor. Admirável exemplo de humildade resplandece então, quando o Rei da glória, com uma toalha à cintura, lava com enorme cuidado os pés destes pescadores, incluindo aquele que O havia traído. Igualmente admirável é a generosidade da sua magnificência, quando dá o seu santíssimo corpo em alimento e o seu verdadeiro sangue como bebida a estes primeiros sacerdotes, e consequentemente a toda a Igreja e ao mundo inteiro, a fim de que aquilo que em breve seria um sacrifício agradável a Deus e o preço inestimável da nossa redenção fosse o nosso viático e o nosso sustento. Enfim, o admirável excesso do seu amor brilha principalmente na terna exortação que, amando os seus até ao fim, lhes dirige para os confirmar no bem, advertindo especialmente a Pedro para lhe fortificar a fé e oferecendo o peito a João para suave e santo repouso. Todas estas coisas são, pois, admiráveis e cheias de doçura! Pelo menos para a alma que é chamada a refeição tão excelente e que acorre com todo o ardor do seu espírito, a fim de poder lançar aquele grito do profeta: «Como suspira a corça pelas águas correntes, assim a minha alma suspira por ti, ó Deus».

São Boaventura.

Mensagem do dia (08/04/2022)

Aquele que é dócil ao Espírito do Senhor quer mortificar e humilhar aquilo que é egoísta, vil e abjeto na carne. Dedica-se à humildade e à paciência, à simplicidade pura e à verdadeira paz de espírito; aquilo que deseja sempre e acima de tudo é o temor de Deus, a sabedoria de Deus e o amor de Deus Pai, Filho e Espírito Santo.

São Francisco de Assis.

Mensagem do dia (20/03/2022)

Nosso Senhor zela por nós com muito cuidado, mesmo quando cremos estar quase abandonados e rejeitados devido aos nossos pecados, e reconhecendo que o merecemos. A humildade que assim adquirimos eleva-nos bem alto aos olhos de Deus. A graça divina faz nascer um tão grande arrependimento, compaixão e verdadeira sede de Deus, que o pecador, subitamente livre do pecado e da tristeza, é guindado até à beatitude, ao mesmo nível que os grandes santos.

Juliana de Norwich.

Mensagem do dia (19/03/2022)

De maneira semelhante, José brilha entre todos pela sua enorme dignidade, porque foi, por vontade divina, o guardião do Filho de Deus, considerado seu pai pelos homens. Donde resultava que o Verbo de Deus estava humildemente submetido a José, lhe obedecia, e cumpria todos os deveres que as crianças devem cumprir com seus pais.

Papa Leão XIII.

Mensagem do dia (30/01/2022)

“Sabes também que o Senhor Jesus começou por fazer antes de ensinar. Mais tarde, haveria de dizer: «Aprendei de Mim que sou manso e humilde de coração». E quis praticá-lo realmente, sem fingimento. Fê-lo de todo o coração, como era manso e humilde de todo o coração e em verdade. Nele não havia dissimulação. Estava de tal maneira mergulhado na humildade, no desprezo e na abjeção, aniquilara-Se de tal maneira aos olhos de todos, que quando começou a pregar e a anunciar as maravilhas de Deus, e a fazer milagres e coisas admiráveis, ninguém Lhe dava valor, antes O desprezavam e troçavam Dele dizendo: «Não é este o filho do carpinteiro?», e outras coisas parecidas. Assim se cumpre a palavra de São Paulo: «Aniquilou-Se a Si mesmo, tomando a condição de servo», e não apenas de servo comum, pela encarnação, mas de um servo inútil, através da Sua vida humilde e desprezada.”

São Boaventura.

Mensagem do dia (06/01/2022)

Passaram-se vinte séculos: muitas almas percorrem os caminhos da terra como os reis magos do Oriente e continuam a perguntar ao passar: «Vistes, acaso, aquele que a minha alma ama?» É também uma estrela de luz que, iluminando o nosso caminho, nos conduz à humildade de uma manjedoura e nos mostra o que nos fez sair «das muralhas da cidade». Ela mostra-nos um Deus que, sendo embora Senhor de tudo, carece de tudo. O Criador da luz e do calor do sol sofre de frio; Aquele que vem ao mundo por amor aos homens é esquecido pelos homens.

São Rafael Arnáiz Barón

Mensagem do dia (06/12/2021)

Irmãos, a vós, como às crianças, Deus revela o que ocultou aos sábios e entendidos: os autênticos caminhos da salvação. Meditai neles com suma atenção. Aprofundai no sentido deste Advento. E, sobretudo, observai quem é Aquele que vem, de onde vem e para onde vem; para quê, quando e por onde vem. É uma curiosidade boa. A Igreja universal não celebraria com tanta devoção este Advento se não contivesse algum grande mistério.

São Bernardo de Claraval.

Mensagem do dia (17/10/2021)

Ao cobiçar os primeiros lugares, os mais altos cargos e as honras mais elevadas, os dois irmãos, Tiago e João, queriam, na minha opinião, ter autoridade sobre os outros. É por isso que Jesus Se opõe à sua pretensão, e põe a nu os seus pensamentos secretos dizendo-lhes: «Quem quiser ser o primeiro entre vós, faça-se o servo de todos».

São João Crisóstomo.

Mensagem do dia (10/08/2021)

Podemos comparar o santo mártir Lourenço ao grão de mostarda. Triturado por múltiplas torturas, mereceu a graça de um martírio glorioso. Enquanto habitava o seu corpo, era humilde, ignorado e vulgar; depois de ter sido torturado, rasgado e queimado, difundiu sobre os fiéis de todo o mundo o bom odor da sua nobreza de alma.

São Máximo de Turim.

Mensagem do dia (31/05/2021)

Na Encarnação, Maria se humilha confessando-se a serva do Senhor… Porém, Maria não fica só na humilhação diante de Deus, pois sabe que a caridade e a humildade não são perfeitas se não passam de Deus ao próximo. Não é possível amar Deus que não vemos, se não amamos os homens que vemos. Esta parte realiza-se na Visitação.

São Francisco de Sales.

Mensagem do dia (01/04/2021)

Neste festim, a doçura da bondade de Cristo brilha admiravelmente: Ele senta-Se à mesma mesa e come do mesmo prato que estes pobrezinhos, os seus discípulos, e que Judas, o traidor. Admirável exemplo de humildade resplandece então, quando o Rei da glória, com uma toalha à cintura, lava com enorme cuidado os pés destes pescadores, incluindo aquele que O havia traído. Igualmente admirável é a generosidade da sua magnificência, quando dá o seu santíssimo corpo em alimento e o seu verdadeiro sangue como bebida a estes primeiros sacerdotes, e conseqüentemente a toda a Igreja e ao mundo inteiro, a fim de que aquilo que em breve seria um sacrifício agradável a Deus e o preço inestimável da nossa redenção fosse o nosso viático e o nosso sustento. Enfim, o admirável excesso do seu amor brilha principalmente na terna exortação que, amando os seus até ao fim, lhes dirige para os confirmar no bem, advertindo especialmente a Pedro para lhe fortificar a fé e oferecendo o peito a João para suave e santo repouso.

São Boaventura.

Mensagem do dia (25/03/2021)

Graças a esta luz, ó Maria, não foste como as virgens insensatas, mas estavas cheia da virtude da prudência. Foi por isso que quiseste saber como se poderia cumprir o que o anjo te anunciava. Tu sabias que «a Deus nada é impossível» e não tinhas qualquer dúvida sobre isso; então porque disseste: «eu não conheço homem»? Não era a fé que te faltava; foi a tua humildade profunda que te fez dizê-lo. Não duvidavas do poder de Deus, mas consideravas-te indigna de tão grande prodígio. Se te perturbaste com a palavra do anjo, não foi por medo. À luz do próprio Deus, parece-me que foi mais por admiração. E que admiravas tu, ó Maria, senão a imensidade da bondade de Deus? Olhando para ti própria, julgavas-te indigna daquela graça e ficaste estupefacta. A tua pergunta é a prova da tua humildade. Não estavas cheia de medo, mas unicamente de admiração diante da imensa bondade de Deus, comparada com a tua pequenez, com a tua humilde condição.

Santa Catarina de Sena.