Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


Posts Tagged ‘lágrima’

terça-feira, abril 16th, 2019

“Pedro retratou-se por três vezes após ter participado na comunhão dos santos mistérios; as suas lágrimas absolveram-no.”

sábado, setembro 15th, 2018

“Ó minha Mãe dolorosa, não vos quero deixar chorando sozinha. Quero acompanhar-vos com minhas lágrimas. Esta graça hoje vos peço: obtende-me uma contínua memória com uma terna devoção à Paixão de Jesus e à vossa, para que os dias que me restam de vida me não sirvam senão para chorar vossas dores, ó minha mãe, e as de meu Redentor. Essas vossas dores, espero eu, na hora de minha morte, me hão de dar coragem, força e confiança para não desesperar à vista do muito que ofendi ao meu Senhor. E elas me hão de impetrar o perdão, a perseverança e o paraíso, onde espero depois alegrar-me convosco, e cantar as misericórdias infinitas de meu Deus, por toda a eternidade. Assim o espero, assim seja.”

terça-feira, abril 24th, 2018

“As lágrimas correm às torrentes, mas a paz mantém-se… O Pai de família vem semear entre nós cruzes bem pesadas: é para que, desenvolvendo-se em nós mais profundamente as raízes da humildade, nos possamos desenvolver e elevar-nos mais e mais.”

quinta-feira, março 1st, 2018

“A sabedoria é filha da dor, e nasce com muitas lágrimas.”

terça-feira, março 22nd, 2016

“Boas lágrimas, as que lavam a falta! E aqueles para quem Jesus olha sabem chorar. Pedro negou uma primeira vez e não chorou, porque o Senhor não estava a olhar. Negou uma segunda vez, ainda sem chorar, pois o Senhor ainda não estava a olhar. Negou uma terceira vez; Jesus olhou para ele e ele chorou amargamente. Olha para nós, Senhor Jesus, para que saibamos chorar os nossos pecados.”

sábado, julho 2nd, 2011

Em vosso coração imaculado As lágrimas da dor tinham asilo, Ó! Rainha dos Céus! As lágrimas com vosso patrocínio Erguiam-se da terra, qual perfume, Ao trono do meu Deus! Camilo Castelo Branco.

segunda-feira, abril 18th, 2011

Senhor, quem o desejar pode ouvir-me e desprezar a minha confissão: que me olhe prostrado como a pecadora aos pés da Tua misericórdia, banhando-os com as lágrimas do meu coração, vertendo sobre eles o perfume de uma terna devoção. Guilherme de Saint-Thierry.

quarta-feira, março 4th, 2009

Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes