Mensagem do dia (31/05/2022)

Pelo mistério da Anunciação e da Visitação, Maria representa o próprio modelo da vida que devíamos levar. Primeiro, acolheu Jesus na sua existência; depois, partilhou o que recebeu. Cada vez que recebemos a Sagrada Comunhão, Jesus, o Verbo, torna-Se carne na nossa vida – dom de Deus, ao mesmo tempo belo, gracioso, singular. Assim foi a primeira Eucaristia: o oferecimento por Maria do seu Filho, que estava nela, nela em quem Ele tinha estabelecido o primeiro altar. Maria, a única que podia afirmar com absoluta confiança: «Isto é o meu corpo», ofereceu, a partir deste primeiro momento, o seu próprio corpo, a sua força, todo o seu ser, para a formação do Corpo de Cristo.

Santa Teresa de Calcutá.

Mensagem do dia (03/07/2021)

A determinação de Tomé em seguir o Mestre é deveras exemplar e oferece-nos um precioso ensinamento: revela a disponibilidade total a aderir a Jesus, até identificar o próprio destino com o d’Ele e querer partilhar com Ele a prova suprema da morte. De fato, o mais importante é nunca separar-se de Jesus.

Papa Bento XVI.

Mensagem do dia (24/12/2018)

Cara Irmã, nesta santa noite, o Menino nasceu novamente em nossos corações. Ajudemos seu místico crescimento em nós através de nossas orações, sacrifícios e obras. Que seu crescimento em nós possa alcançar a plena medida da perfeição humana para que ele possa permanecer conosco para sempre. Que Ele partilhe sua vida divina em nós, permitindo a nós, pobres e fracos como somos, nos tornarmos mensageiros de seu amor na sua Igreja e para outros.

Élisabeth Leseur.


Mensagem do dia (30/04/2017)

O objetivo último da evangelização não é a transmissão de uma doutrina, mas o encontro com uma pessoa, Jesus Cristo. A possibilidade de tal encontro cara a cara depende do fato de que, ressuscitado, Jesus está vivo e quer andar ao lado de cada crente, do mesmo jeito que andou ao lado dos dois discípulos na estrada para Emaús; mais ainda, do mesmo jeito que estava presente no coração de ambos quando eles voltavam para Jerusalém, depois de recebê-lo na partilha do pão.

Padre Raniero Cantalamessa.

Mensagem do dia (11/04/2012)

A Paixão do Senhor e sua Ressurreição mostram-nos que há duas vidas: uma para a vivermos simplesmente, a outra para a desejarmos. Não foi Jesus que se dignou levar uma pobre vida na terra por nosso amor para nos dar a vida que desejamos? Ele quer que acreditemos nisso, que acreditemos em seu amor por nós, seu anseio em partilhar conosco suas próprias riquezas, uma vez que escolheu partilhar de nossa pobreza. Foi porque todos temos de morrer que ele escolheu morrer também.

Beato João XXIII (Papa).

Mensagem do dia (23/04/2010)

Aqueles que têm muito são frequentemente avarentos. Aqueles que têm pouco partilham sempre o que têm. Não me importaria nada de dormir sobre a erva fresca, no verão, e quando viesse o Inverno, de me abrigar junto do feno quente de um celeiro, ou no luxo de um estábulo, desde que tivesse amor no coração.

Oscar Wilde.