Mensagem do dia (12/04/2022)

O Senhor olhou, portanto, para Pedro; no meio das calúnias dos sacerdotes, das mentiras das testemunhas, das injúrias dos que Lhe batiam e escarneciam dele, encontrou o seu discípulo, abalado por esses olhos que haviam visto antecipadamente a sua perturbação. A Verdade penetrou-o com o seu olhar, chegando aonde o seu coração precisava de ser curado. Foi como se a voz do Senhor se tivesse feito ouvir para lhe dizer: «Aonde vais, Pedro, porque foges? Vem a Mim, confia em Mim e segue-Me. Este é o tempo da minha Paixão, a hora do teu suplício ainda não chegou. Porque temes agora? Também tu o ultrapassarás. Não te deixes desconcertar pela fraqueza que assumi. Por causa do que tomei de ti é que tremi, mas tu não tenhas medo por causa do que vês em Mim».

São Leão Magno (Papa).

Mensagem do dia (21/01/2022)

Santa Inês, cuja festa hoje celebramos, não teria podido morrer corporalmente por Deus sem antes estar espiritualmente morta para os desejos da terra. Elevada aos píncaros da virtude, sua alma desprezou os tormentos e calcou aos pés as recompensas. Foi conduzida à presença de reis e de governadores rodeados de soldados, porém, permaneceu firme, mais resistente que os verdugos, superior mesmo a quem a julgava. E nós, adultos cheios de fraqueza, que vemos mocinhas caminharem para o Reino dos Céus por meio da espada, que diremos, face a tais exemplos, nós que nos deixamos dominar pela cólera, inflar de orgulho, perturbar pela ambição e enxovalhar pela luxúria?

São Gregório Magno (Papa).

Mensagem do dia (25/03/2021)

Graças a esta luz, ó Maria, não foste como as virgens insensatas, mas estavas cheia da virtude da prudência. Foi por isso que quiseste saber como se poderia cumprir o que o anjo te anunciava. Tu sabias que «a Deus nada é impossível» e não tinhas qualquer dúvida sobre isso; então porque disseste: «eu não conheço homem»? Não era a fé que te faltava; foi a tua humildade profunda que te fez dizê-lo. Não duvidavas do poder de Deus, mas consideravas-te indigna de tão grande prodígio. Se te perturbaste com a palavra do anjo, não foi por medo. À luz do próprio Deus, parece-me que foi mais por admiração. E que admiravas tu, ó Maria, senão a imensidade da bondade de Deus? Olhando para ti própria, julgavas-te indigna daquela graça e ficaste estupefacta. A tua pergunta é a prova da tua humildade. Não estavas cheia de medo, mas unicamente de admiração diante da imensa bondade de Deus, comparada com a tua pequenez, com a tua humilde condição.

Santa Catarina de Sena.

Mensagem do dia (30/12/2018)

Dentro das paredes domésticas reine aquela caridade que abrasava a Sagrada Família de Nazaré, floresçam todas as virtudes cristãs, domine a união dos corações, e brilhe o exemplo duma vida honesta. Não aconteça nunca – como pedimos ardentemente a Deus – que seja perturbada tão bela, suave e necessária concórdia.

São João XXIII (Papa).

Mensagem do dia (19/01/2018)

Há homens que dão tanta importância aos objetos de uso corrente, estão de tal maneira presos à necessidade deles, que se sentem incapazes de se entregar a ideais verdadeiramente grandes, pois sempre estão presos a uma multidão de coisas mesquinhas, de que são incapazes de se desligar. A menor perturbação das comodidades é bastante para lhes roubar a paz e a alegria. Quando, porém, incide sobre nós a influência de um valor elevado, quebram-se as amarras, esfumam-se os centros de interesse superficial e nada nos pode já reter.

Dietrich von Hildebrand.