Mensagem do dia (20/12/2021)

Contemple o tão amável menino Jesus que vai nascer em nossas comemorações da próxima festa. Vem-nos visitar por parte do seu Pai Eterno, e os pastores e os reis virão visitá-Lo no presépio. Visite-O também durante esta novena; acaricie-O, ofereça-Lhe hospitalidade no seu coração, adore-O intensa e suavemente e nEle sua pobreza, sua obediência e amabilidade, à imitação de sua Santíssima Mãe e de São José.

São Francisco de Sales.

Mensagem do dia (09/10/2021)

Neste momento, muitas coisas põem a nossa fé à prova. Não vemos o futuro; não vemos que o que parece agora ter êxito não durará muito tempo. Hoje, vemos filosofias, seitas e clãs alastrarem, florescentes. A Igreja parece pobre e impotente… Peçamos a Deus que nos instrua: temos necessidade de ser ensinados por Ele, estamos cegos. Quando as palavras de Cristo puseram os apóstolos à prova, eles pediram-Lhe: «Senhor, aumenta a nossa fé».

São John Henry Newman.

Mensagem do dia (16/04/2021)

Bernadete é a filha maior de uma família muito pobre, que não possui ciência nem poder, e é frágil de saúde. Maria escolhe-a para transmitir a sua mensagem de conversão, oração e penitência, em plena sintonia com a palavra de Jesus: «Escondeste estas coisas aos sábios e aos entendidos e as revelaste aos pequeninos».

Papa Bento XVI.

Mensagem do dia (19/03/2021)

Não devemos nos enganar com a pobreza de São José. O encarregado da educação do Rei do céu e da terra, o humilde José, pertencia à linhagem real do rei Davi. Pela injustiça, São José perdeu a ascendência de sucessão ao trono, em suas veias corria o sangue da linhagem de Davi, de Salomão e de todos os nobres reis de Judá; se a dinastia de Israel tivesse continuado, José seria reconhecido e teria direito ao trono. Desta forma, Jesus possui ascendência real, tanto divina como humana.

São Pedro Julião Eymard.

Mensagem do dia (17/02/2021)

Anotei no meu caderno minhas resoluções quaresmais, mas quero confirmá-las aqui. Devo verdadeiramente renovar minha vida, e é a Deus a quem peço com toda simplicidade transformar-me. Quero interiormente viver mais espiritualmente, exteriormente ser mais gentil e amável para fazer Deus melhor amado, que é o início e o fim de minha vida espiritual. Mais do que nunca, eu quero esconder no Coração de Jesus minhas boas obras, minha abnegação, pregar somente pelo exemplo, não falar nada de mim mesma e pouco de Deus, já que neste triste mundo só escandalizamos ou irritamos os outros mostrando nosso amor a Deus. Mas sempre que alguém se aproxima de mim, ou sempre que parecer ser a vontade de Deus que eu me aproxime de alguém, eu o farei simplesmente, muito prudentemente, e desaparecerei tão logo a tarefa estiver cumprida, não misturando pensamento de mim mesma na ação de Deus. E se tiver que ser incompreendida, criticada ou julgada desfavoravelmente, tentarei me alegrar lembrando-me de nosso divino modelo, e buscarei ser de nenhuma importância na estima dos outros. Eu que de fato sou tão pobre e pequena aos olhos de Deus.

Élisabeth Leseur.

Mensagem do dia (29/12/2020)

Todas as crianças suscitam o afeto de quem olhe para elas; quem, pois, não amaria com extrema ternura um Deus que contempla como menino, alimentado com um pouco de leite, tremendo de frio, pobre, desprezado, desamparado, a chorar e a gemer numa manjedoura, deitado sobre a palha? Este espetáculo levou São Francisco a exclamar: «Amemos o Menino de Belém!» Vinde, almas cristãs, vinde amar um Deus feito criança, tornado pobre por vós, um Deus todo amor, descido do céu para Se nos dar inteiramente.

Santo Afonso de Ligório.

Mensagem do dia (12/12/2020)

As aparições de Guadalupe são uma mensagem de esperança e um convite à conversão ao Deus verdadeiro. Maria é a mãe misericordiosa que apresenta seus filhos a Jesus. Ensina-lhes que a mensagem cristã é dirigida a todos, sem exclusão de ninguém. Escolhendo um pobre para se manifestar, deixa clara a preferência de Deus pelos mais necessitados. Ensina também que a pobreza evangélica exige total aceitação do plano de Deus, ilimitada confiança em sua palavra e generosa disponibilidade.

Dom Murilo Krieger.

Mensagem do dia (09/12/2020)

O tempo do Advento coloca-nos diante da miséria da humanidade, da pobreza e aperto da Igreja, da nossa própria miséria. Pobre humanidade: por mais que se julgue autossuficiente, é tão insuficiente, por mais que deseje ser seu próprio deus, não passa de pó que o vento leva… Pobre Igreja, tão santa pela santidade de Cristo, o Santo de Deus, mas tão envergonhada pelos pecados de seus filhos e até de seus pastores, que deveriam ser exemplo e orgulho do rebanho; tão difamada, tão vilipendiada, tão humilhada nos dias atuais. Pobres de nós, que vivemos uma vida tão cheia de percalços e angústias, de lutas e lágrimas, de desafios que, às vezes, pararem mais fortes que nós! Eis a humanidade!

Dom Henrique Soares da Costa.

Mensagem do dia (25/02/2020)

O meio para adquirires um tesouro imenso de méritos e obteres do céu as graças mais assinaladas, é seres fiel a Jesus Cristo em sua pobreza e fazer-lhe companhia neste tempo em que é mais abandonado pelo mundo. Como Jesus agradece e retribui as orações e os obséquios que nestes dias de carnaval lhe são oferecidos pelas suas almas prediletas!

Santo Afonso de Ligório.

Mensagem do dia (11/11/2018)

No Evangelho de Lucas, o Senhor ensina como devemos ser misericordiosos e generosos para com os pobres, sem nos determos a pensar na nossa pobreza; porque a generosidade não se avalia segundo a abundância do patrimônio, mas segundo a disposição de dar. É por isso que a palavra do Senhor deu preferência entre todos à viúva, acerca da qual diz: “Esta viúva deu mais do que todos”.

Santo Ambrósio.

Mensagem do dia (28/10/2018)

Hoje, o Evangelho nos apresenta a cura de Bartimeu, símbolo da condição de quem vive à margem de Cristo. Cego e mendigo, Bartimeu estava “sentado à beira do caminho” e só pôde aperceber-se da chegada de Jesus por causa da grande multidão que O acompanhava. A cegueira desse pobre habitante de Jericó sinaliza a nossa falta de fé, isto é, a incapacidade de enxergarmos a realidade à sombra luminosa de Deus, que nos revela o sentido e o valor verdadeiro das coisas do mundo; o Senhor nos desperta, por meio do dom da fé, para as riquezas espirituais que nos estão reservadas no Céu. Esta cegueira, como de resto não poderia deixar de ser, nos conduz à mendicância, quer dizer, ao estado deplorável em que, rejeitando aquela alegria eterna e perfeita que Deus deseja compartilhar conosco, nos apegamos às “esmolas” desta vida passageira: preferimos as migalhas e o pó aos bens celestes, à felicidade interminável dos filhos do Altíssimo.

Padre Paulo Ricardo.

Mensagem do dia (29/12/2013)

Meu bem-amado Jesus, Tu és o Rei do Céu e vejo-Te errar como fugitivo sob a aparência de uma criança. Que procuras? Diz-me. A Tua pobreza e o Teu abaixamento emocionam-me de compaixão; mas aquilo que me aflige mais é a negra ingratidão com que Te vejo tratado por aqueles que vieste salvar. Tu choras, e também eu choro, por ter sido um daqueles que Te desprezaram e Te perseguiram; a partir de agora, porém, preferirei a Tua graça a todos os reinos do mundo.

Santo Afonso de Ligório.

Mensagem do dia (24/12/2012)

Maria e José, sabendo que se aproxima a hora, são rejeitados pelas pessoas da cidade e vão para o campo em busca de um abrigo. Sou um pobre pastor; possuo apenas um mísero estábulo, uma pequena manjedoura, alguns tufos de palha. Ofereço-Te tudo isso; fica à vontade no meu pobre casebre. Ofereço-te o meu coração. Minha alma é pobre e desprovida de virtudes; as palhas das minhas muitas imperfeições vão espicaçar-te e tu chorarás – mas, meu Deus, o que esperas? Este pouco é tudo o que tenho. Comovo-me com a tua pobreza. Sou levado às lágrimas, mas não tenho nada melhor para dar-te. Jesus, honra a minha alma com a tua presença, enfeita-a com as tuas graças. Queima esta palha e transformá-a num divã para o teu Santíssimo Corpo.

Beato João XXIII (Papa).