Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


segunda-feira, 20 de abril de 2009



“Sou bom pastor ovelhas guardarei, não tenho outro ofício e nem terei…” Foi cantando esta música que mais de 1.200 pessoas emocionadas, acolheram, ontem à noite, 16, o Arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, na solenidade de entrega do prêmio Cardeal Von Galen. A premiação é concedida pelo grupo pró-vida Human Life International, que atua em 86 países. O evento aconteceu no auditório do Colégio Damas, bairro das Graças, Recife.

O prêmio Cardeal Von Galen é concedido a pessoas que lutam em defesa da vida e leva o nome do Cardeal Clemens August Von Galen (1878-1946), bispo de Münster (Alemanha) durante a era nazista, o qual levantou a voz em defesa dos pobres e dos doentes, protestando contra a eutanásia, a perseguição dos judeus e a expulsão dos religiosos. Por causa de sua coragem, ficou conhecido como o “Leão de Münster”.

Dom José foi contemplado por causa de sua postura firme diante do caso da menina de 9 anos, da cidade de Alagoinha, grávida de gêmeos, após ter sido vítima de estupro. O diretor de programações para os países de língua portuguesa da Human Life, Raymond de Souza destacou a coragem do Arcebispo e criticou a ação da mídia: “Dom José enfrentou tudo e todos para ensinar a doutrina Católica. Ele não se abateu com os ataques da mídia, pois ele não estava fazendo uma coisa má, estava fazendo uma coisa boa”.

O Arcebispo agradeceu a todos que colaboraram direta e indiretamente na luta pela vida das três crianças e também pelas mensagens de apoio vindas de vários lugares do Brasil e também de outros países. “Ofereço essa homenagem, especialmente, as duas criancinhas mártires e também a sua mãe”, completou o Arcebispo.

Também foram homenageados o Vigário Geral da Arquidiocese de Olinda e Recife, Monsenhor Edvaldo Bezerra, o chanceler padre Cícero Ferreira, o reitor do Seminário Menor, padre Moisés Ferreira, o padre da cidade de Alagoinha – PE, José Edson e o advogado da Arquidiocese, Márcio Miranda. Eles receberam uma medalha de prata com a inscrição do rosto do Papa Bento XVI, pela atuação ao lado de Dom José no caso da menina de Alagoinha.

Fonte: Arquidiocese de Olinda e Recife. Para ver mais fotos do evento, clique aqui.

Postado às 22:31 | Tags: , , , , , , ,

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: