Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


quinta-feira, 24 de dezembro de 2009



Milhões de pessoas em todo o mundo terão uma noite de natal diferente.

Milhões de cristãos em todo o planeta não poderão celebrar publicamente a vinda do Cristo.

Estima-se que mais de 200 milhões de cristãos vivem em regimes opressores, onde o cristianismo é perseguido pelo estado e a fé verdadeira impiedosamente combatida.

Há países onde professar publicamente a crença em Nosso Senhor Jesus Cristo é o suficiente para ser encarcerado ou mesmo condenado à morte. Nos países comunistas, as ditaduras proíbem ou restringem reuniões de cristãos, impressão e distribuição de Bíblias, manifestações públicas de fé e devoção.

Em alguns países seguidores da lei islâmica, um muçulmano que se converte ao cristianismo deve ser morto. Cristãos são mortos, agredidos, expulsos de suas casas e terras, oprimidos, sob o silêncio sepulcral da mídia internacional.

Esses cristãos não podem celebrar livremente o natal. Na verdade, arriscam a liberdade e muitas vezes a própria vida para adorar o Deus verdadeiro, a Salvação dos homens, a Verdade e a Vida.

Hoje à noite, celebraremos em paz e junto a nossos familiares a vinda daquele que é o motivo de nossa alegria, o sentido de nossa existência, o fim último de nossos desejos, nossa paz eterna. Aquele que por Ele todas as coisas foram criadas. Aquele que esteve desde sempre junto ao Pai e revelou-O a nós. Aquele que é a própria realização da história. O cobertor que aquece nossos corações solitários, o alimento para nossa alma dispersa.

Essa noite, celebramos com alegria e paz o VERBO.

No conforto de nossos lares, comemos e bebemos, trocamos presentes, nos alegramos, ficamos felizes. Comemoramos a vinda dAquele que se tornou humano para sermos verdadeiramente humanos.

Enquanto isso, milhões de irmãos na fé sofrem incessantemente sob um manto de silêncio ensurdecedor. Através de seu sacrifício, sua abnegação, seu martírio gritam ao mundo, ainda que sem voz, que Jesus Cristo vive e é o Senhor!

Ouçamos o grito dessas testemunhas vivas do amor de Deus para com a humanidade! Lembremo-nos desses que sofrem em nome do Senhor, em nome de Sua verdadeira Igreja, Una, Santa, Católica, Apostólica! Unamo-nos junto a eles, em oração sincera, e peçamos o fim das perseguições aos cristãos no mundo! Entremos em comunhão espiritual com nossos irmãos através da oração.

Capela catolica ‘clandestina’ em aldeia do Yunnan, China, 1994. Fonte: Site “Pesadelo Chinês” (http://pesadelochines.blogspot.com/)

E cabe agora uma reflexão, para cada um de nós. Será que teríamos a coragem de arriscar a própria vida pelo nome de Jesus? Milhões arriscam a vida diariamente pelo Seu Santo nome. E nós? O que fazemos para que o nome do Senhor seja amado e seu Evangelho levado até os confins da Terra?

Que noite de esperança! Esperança para aqueles que sofrem, aqueles que são agredidos, humilhados e mortos em nome do Senhor Jesus! Que recompensa terão!

Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós (Mateus 5, 11-12).

Que sejam exemplos para nós, que teremos uma noite tranqüila, serena, junto a familiares, amigos, pessoas que amamos. Eles, no entanto, terão uma noite de sofrimento, medo, angústia. Mas, confortados pelo amor de Deus e a fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, terão uma noite de paz, a verdadeira paz, em meio às turbulências, ao ódio à Verdade, em meio às injúrias, calúnias e terror.

No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo (João 16, 33).

Oremos pelos cristãos perseguidos! Oremos pelos irmãos católicos, segregados e marginalizados! Nesta noite santa, guardemos em nossos corações esses milhões de fiéis que, com suas próprias vidas, lembram modestamente à humanidade que não há paz nesta terra. A verdadeira paz só o Cristo nos dá: Ele é a fonte de nossa esperança em um dia podermos contemplar o Pai.

Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá. Não se perturbe o vosso coração, nem se atemorize! (João 14, 27).

Vem Senhor Jesus! Vem nesta noite salvar seu povo!

Postado às 12:16 | Tags: , ,

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: