Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


terça-feira, 26 de maio de 2009



Enviada pelo Claudemir Júnior:

Mais uma vítima da perseguição da Gaystapo. Acessem o blog da psicóloga Rozangela Justino para se informarem melhor acerca do assunto (rozangelajustino.blogspot.com). Recomendo que apóiem e divulguem o quanto for possível, para dar a conhecer ao maior número de pessoas os perigos da “Ditadura Gay” que aos poucos está sendo implantada nesta Terra de Santa Cruz – e que corre o seríssimo risco de ser oficializada no país através do PLC 122/2006 (a famigerada “Lei da Mordaça Gay”) que está sendo avaliada no Congresso Nacional.

Pequeno comentário: o “crime” da psicóloga é ajudar pessoas que queiram, por livre e espontânea vontade, abandonar o vício do homossexualismo. Por agir assim, corre o risco de ter seu registro profissional cassado.

Não há nada pior para um “gay” que um… “ex-gay”. “Traidor do movimento!”, bradam aos quatro ventos. A modernidade é isso: perda completa do direito de escolher o próprio caminho. A identidade de um grupo, ainda que seja uma mera construção social, se sobrepõe à liberdade do indivíduo e de sua própria consciência. Agora, o que você faz na cama, algo que pertence à sua vida privada e à sua intimidade, dá a você “direitos”; o vício torna-se virtude, pela simples vontade e capricho de alguns. E ai de quem for contra… É silenciado pela força, sem chance de expor sua discordância através de um debate. Isso é ou não uma ditadura?

Postado às 20:18 | Tags: , , , , , ,

93 Comentários

  1. claudemiro soares disse:

    É uma pena que tudo isso ocorra desse modo. Entretanto, tenho certeza de que a verdade prevelecerá. Eu já estive gay e sei que é uma desgraça. Felizmente, estou livre dessa disposição mental torturante e constrangedora. Sugiro a leitura do meu livro: “Homossexualidade Masculina: Escolha ou Destino?”
    Que o Senhor tenha misericórdia de todos nós.
    Claudemiro Soares

  2. Augusto César disse:

    Concordo plenamente com o colega Claudemiro Soares, pois também estive homossexual por um período de 4 anos, tinha passado a curtir momentos de sexo homo, fiquei tão viciado que só procurava homens para transas, gostava de penetrá-los ativamente. Certo dia pude perceber que quanto mais praticava mais ficava insaciável, então, parei e pensei em resolver essa questão tão esquisita. O estilo de vida gay é pura ilusão, um mundo de fantasia passageiro, angustiante, insaciável, um mundo “cão”, onde ninguém confia em ninguém, tudo é muito perigoso em todos os sentidos e aspectos. O melhor que fiz deixar esse vício pecaminoso e resgatar minha verdadeira sexualidade sadia: Heterossexualidade Masculina. Tenho um exemplar do livro “Homossexualidade Masculina: Escolha ou Destino?”…

  3. Jones disse:

    Os caras aí de cima “estiveram” homossexuais? Ahahahaha!!!! Quer dizer então que alguém “está” homossexual??? Que piada!!! Pare de criar fakes e inventar bobagens, ô blogueiro estúpido!!! É a primeira vez que vejo falar de ex-gay!!! ahahaha!!! A gente vê cada uma…

  4. Joide Miranda disse:

    Estive homossexual por mais de 20 anos, passei todo esse período convicto que tinha nascido homo e iria morrer homo. Por motivos diversos resolvi siliconar meu corpo e fui travesti por muitos anos, morei cerca de 10 anos na Europa, nesta vida consegui muito dinheiro, beleza, fama e poder, demonstrava diante das câmeras, dos holofotes, da sociedade uma vida “aparentemente” feliz, porém no fim das noitadas, entre quatro paredes, onde a mídia não alcança, todos diziam “QUE VIDA MISERÁVEL É A QUE NÓS ESTAMOS VIVENDO”, mas achávamos que tínhamos nascido para viver assim, uma vida ilusória. Até o dia que descobri que havia um caminho de volta, que DEUS EM CRISTO JESUS PODERIA resgatar minha verdadeira sexualidade e foi o que aconteceu. Tive ajuda da família, dos pastores e de uma psicóloga. Hoje 18 anos liberto do vício da homo, das drogas, da prostituição… VIVO A VERDADEIRA FELICIDADE que o dinheiro, a fama e a homossexualidade não pôde me proporcionar, SOU UM HOMEM EXTREMAMENTE FELIZ, COMPLETO, TENHO UMA ESPOSA MARAVILHOSA, CONHECI O VERDADEIRO AMOR DE UM HOMEM PARA COM UMA MULHER, Tenho FAMÍLIA, pois este é o projeto de DEUS constituir FAMÍLIA e FAMÍLIA só se constitui com heteros, não é mesmo?
    Infelizmente o JONES não sabe o que está falando, julgando uma causa sem conhecimento, que DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE SUA VIDA.
    Você diz que é a primeira vez que vc houve falar de ex-homo, leia a Bíblia em I Coríntios 6:9 a 11 e verás que ex-homossexuais existem desde a época de Cristo.
    Para quem quiser saber mais sobre minha história, do milagre de DEUS em minha vida, acesse http://www.joidemiranda.wordpress.com
    É ISSO AÍ ROZÂNGELA JUSTINO , continue a fazer seu papel, pois são milhares de pessoas que desejam voluntariamente sair da homossexualidade e precisam de uma ajuda terapêutica, VOCÊ É UMA GUERREIRA, PARABÉNS.
    QUE DEUS O ABENÇOE GRANDEMENTE VOCÊ CARO LEITOR

  5. Washington disse:

    Apoio a liberdade e o livre arbitrio de cada um. Os cristãos deveriam estar preocupados em amar o seu próximo e a Deus ao invés de entrarem no mérito da condenação desta ou daquela conduta. Agora, uma psicóloga deveria entender que deve-se dar à Cézar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus, nada justifica que ela desobedeça os principios concercentes as regras do Conselheiro Federal de Psicologia.

    Entre as considerações da norma estão as de que a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem perversão e de que há na sociedade, uma inquietação em torno de práticas sexuais desviantes da norma estabelecida sócio-culturalmente. A psicologia pode e deve contribuir com seu conhecimento para o esclarecimento sobre as questões da sexualidade, permitindo a superação de preconceitos e discriminações. O artigo 4 dessa norma é bem claro no que diz respeito atuação do psicólogo, veja o que diz. Art. 4° – Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.

    Se existem pessoas que acham que estão homossexuias que procurem outro meio e não psicologos para buscarem uma mudança, está mulher deveria saber distinguir entre a religião e a psicologia e saber respeitar a lei de Deus e a lei dos homens, coisa que parece que ele não sabe respeitar.

    Em respeito as normas do Conselho Federal de Psicologia torço para que a mesma tenha o diploma caçado… e se quiser ajudar quem quer que seja dentro deste ambito de atuação que o faça numa igreja qualquer e não num consultório de psicologia.

  6. JORNADA CRISTÃ disse:

    Em primeiro lugar, para um cristão, libertar o próximo do pecado é a maior demonstração de amor a ele – e, para a doutrina católica, o homossexualismo é um pecado gravíssimo contra a castidade. A conduta é condenada pela Bíblia e pelo Magistério da Igreja. Portanto, ao condenar o pecado (não o pecador), a Igreja chama todos os seres humanos, sem distinção, à conversão e ao abandono das práticas homossexuais. Se essa conduta é pecaminosa, deve ser condenada sim, e com veemência – caso contrário, o cristão pecará por omissão.
    Quanto ao homossexualismo não ser mais considerado distúrbio psiquiátrico, esse parecer não foi científico, e sim político. Em 1973, militantes gayzistas pressionaram a Associação Americana de Psiquiatria (APA) para que a prática não mais fosse considerada patológica. Ver informações aqui. Não há consenso sobre o tema entre psicólogos e psiquiatras. Caso deseje informar-se, visite o site da NARTH – Associação norte-americana de pesquisa e tratamento da homossexualidade; a prática da psicóloga Rozangela Alves Justino tem respaldo científico e é uma imprudência o Conselho Federal de Psicologia proibir sua atuação como psicóloga.
    Agora, uma pergunta: se uma pessoa que deseja não mais praticar atos homossexuais não puder procurar o psicólogo, a quem poderá recorrer? Ao pajé? Ao Pai-de-santo?

  7. Claudemiro Júnior disse:

    Concordo plenamente…

    O homossexualismo é um vício que precisa ser combatido. A Bíblia condena o homossexualismo, e para isso precisamos ajudá-los a ficar curados, ainda que seja por força de lei.

    NÃO A ADOÇÃO POR HOMOSSEXUAIS
    NÃO AO CASAMENTO HOMOSSEXUAL

    SIM AO SENHOR JESUS CRISTO!!!

  8. Tamara disse:

    É muito interessante que a liberdade que vc meu caro amigo Claudemir Júnior e as pessoas que seguem a sra. Rozangela Justino pregam é válida somente para as pessoas que querem se tornar ex-gays ou ex-lésbicas. Ou seja, pelo que entendi, não importa se as famílias são destruídas por homens bêbados que sequer podem ser chamados de pais de família, que batem em suas esposas e filhos; o importante é que não seja uma família homossexual… Pra pessoas como vocês não importa o fato que as famílias homossexuais vivem MUITO MELHOR que as famílias que se encaixam em padrões tradicionais.
    Eu realmente espero que um dia as pessoas consigam se preocupar mais com suas próprias vidas e deixarem de “se sentar em cima do próprio rabo” pra ficarem se preocupando com as vidas alheias..
    É incrivel como pessoas que parecem ser tão inteligentes como vc Claudemir ao invés de estar se preocupando em levar palavras boas de Deus para as pessoas que REALMENTE querem ouvir fique dando apoio a uma senhora que deveria ter vergonha de se dizer psicóloga.
    Espero que ela seja condenada, então vou acreditar que a justiça realmente não falha..

  9. JORNADA CRISTÃ disse:

    Ou seja, pelo que entendi, não importa se as famílias são destruídas por homens bêbados que sequer podem ser chamados de pais de família, que batem em suas esposas e filhos; o importante é que não seja uma família homossexual…

    “Pelo que entendi” quer dizer que não entendeu bulhufas. Meu Deus!!! O que uma coisa tem a ver com a outra??? Um problema exclui automaticamente o outro??? Mais uma figura que não sabe raciocinar invade aqui meu blog, ó céus!!!! Chuck Norris, me ajuda!!!!

    Pra pessoas como vocês não importa o fato que as famílias homossexuais vivem MUITO MELHOR que as famílias que se encaixam em padrões tradicionais.

    Prove isso que a srta. chama de FATO: apresente dados estatísticos que demonstrem isso que a srta. está dizendo. Caso não apresente, vou considerá-la uma falastrona embrulhona, que só sabe repetir slogans politicamente corretos.

    Entre alguns dados e fatos concretos, tenho esse aqui para mostrar à srta.:

    Mulher criada por homossexual pede a governos proteger matrimônio entre homem e mulher

    MADRI, 2006-10-12 (ACI).- Uma mulher canadense que foi criada em um lar homossexual se dedica agora a assistir a outras pessoas que atravessam pela mesma situação e a pedir aos governos do mundo que protejam o matrimônio entre homem e mulher. Conforme informa ForumLibertas.com, Dawn Stefanowicz vive em Ontario, Canadá, com seu marido de toda a vida e seus dois filhos, aos que educou em casa. Atualmente prepara sua autobiografia e desenvolve um ministério especial no website (em inglês) : Brinda ajuda a outras pessoas que como ela cresceram a cargo de um pai homossexual e foram expostos a este estilo de vida.

    Stefanowicz explica no site “como em sua infância esteve exposta a trocas de casais gays, praias nudistas e a falta de afirmação em sua feminilidade, como lhe feriu o estilo de vida no qual cresceu, e oferece ajuda, conselho e informação para outras pessoas que cresceram feridas em um ambiente de ‘família’ gay, um estilo de ‘família’ que ela não deseja para ninguém e que acredita que as leis não deveriam apoiar“.

    Seu testemunho

    Em seu relato, Stefanowicz explica que devido a uma doença grave de sua mãe teve que ficar aos cuidados de seu pai homossexual quando ainda era uma menina. “Estive exposta a um alto risco de doenças de transmissão sexual devido ao abuso sexual, aos comportamentos de alto risco de meu pai e a vários casais”, relata.

    “Inclusive quando meu pai estava no que pareciam relações monógamas, continuava fazendo ‘cruising’ procurando sexo anônimo. Cheguei a me preocupar profundamente, a amar e entender com compaixão o meu pai. Compartilhava comigo o que lamentava da vida. Desgraçadamente, sendo criança alguns adultos abusaram sexual e fisicamente dele. Devido a isto, viveu com depressão, problemas de controle, acessos de raiva, tendências suicidas e compulsão sexual. Tentava satisfazer sua necessidade pelo afeto de seu pai, por sua afirmação e atenção, com relações promíscuas e transitórias. Os (ex) parceiros de meu pai, com os que tratei e cheguei a apreciar com sentimentos profundos, viram suas vidas drasticamente cortadas pela AIDS e o suicídio. Tristemente, meu pai morreu de AIDS em 1991″, recorda.

    Texto completo aqui. Os grifos são meus.

    A srta. provavelmente deve entender o fato acima relatado como um exemplo para o que afirmou: “as famílias homossexuais vivem MUITO MELHOR que as famílias que se encaixam em padrões tradicionais.”

    Eu realmente espero que um dia as pessoas consigam se preocupar mais com suas próprias vidas e deixarem de “se sentar em cima do próprio rabo” pra ficarem se preocupando com as vidas alheias..

    Sim, porque se depender do entendimento brilhante que a srta. tem das coisas, o sujeito que quiser parar de praticar o homossexualismo que se dane, não é verdade? Cada um que cuide de sua própria vida, não é mesmo? Diga isso a sra. Dawn Stefanowicz!

    É incrivel como pessoas que parecem ser tão inteligentes como vc Claudemir ao invés de estar se preocupando em levar palavras boas de Deus para as pessoas que REALMENTE querem ouvir fique dando apoio a uma senhora que deveria ter vergonha de se dizer psicóloga.

    E é incrível que pessoas falastronas como a srta. não tenham nem receio em se fingirem inteligentes, muito menos vergonha em parecerem tão idiotas.

    Por que Rozangela Alves Justino deveria ter vergonha de ser psicóloga? Hein? Por estar seguindo a cartilha de psicólogos e psiquiatras tais como Sigmund Freud, Alfred Adler, Viktor Frankl e Carl Jung, entre vários outros, que defenderam a anormalidade da conduta homossexual em alguns de seus trabalhos? A srta. não tem vergonha da sua ignorância sobre o assunto? A srta. pensa que isso aqui é o programa da Ana Maria Braga?

    No mais, vai estudar e pára de ficar dando “opinião” politicamente correta por aí, como se isso valesse alguma coisa.

  10. Eddie disse:

    Ex-gay? Isso não existe…. o que existe é ex-hetero!!!! ou seja, pessoas que devido às fortes pressoões sociais se apresentavam como heteros mas que, devido ao conhecimento, educação e percepção da sua natureza, resolveram ser felizes e assumir o papel que Deus lhes reservou. Falar em nome de Deus para coagir pessoas ignorantes é uma sacanagem…. e na concepção medíocre da maioria das religiões, para usar um termo afeito a essas crendices, é o mais puro “pecado”.

  11. JORNADA CRISTÃ disse:

    Deixa eu ver se entendi o “raciocínio”: ex-gay não existe; o que existe é ex-hétero..

    Olha, eu só publico comentários lamentáveis como esse aí para que a gente perceba o nível de argumentação desse pessoal.

    Volto a pedir aos sabichões como o doutor aí de cima: refutem os argumentos de psicólogos e psiquiatras tais como Sigmund Freud, Alfred Adler, Viktor Frankl e Carl Jung, que em uníssono afirmaram a anormalidade das relações homossexuais.

    Não vão refutar. E por quê? Porque não estudaram, não sabe do que falam, só repetem o senso comum politicamente correto. São um bando de bobocas, repetem um discurso pré-estabelecido e não têm a menor idéia da origem das opiniões que defendem, que é meramente política. São um bando de fantoches manipulados pelo movimento gay.

    Por fim… Esse comentário me levou a refletir: será que existem “ex-idiotas”?

  12. roberto quintas disse:

    “o “crime” da psicóloga é ajudar pessoas que queiram, por livre e espontânea vontade, abandonar o vício do homossexualismo”.
    segundo denuncias, as pesoas não estão procurando o serviço dessa senhora de forma voluntária, mas depois de serem induzidas/convencidas de que estão doentes, que precisam de cura e a cura é a conversão ao Cristianismo professado por essa senhora.

  13. JORNADA CRISTÃ disse:

    Pois bem: prove essas denúncias.

  14. denis disse:

    As pessoas apenas deveriam aprender a respeitar o próximo. Esqueçam essa história de pecado, religião e tudo mais.

    Respeitem o direito do ser humano ser feliz.

    Nasci, cresci e sempre soube que era homossexual. Assim como meu irmão nasceu, cresceu e sempre soube que era heterossexual. Qual o problema? Nunca fomos inimigos por sermos diferentes.Ele sempre me respeitou e eu o respeitei.

    Se a pessoa não é feliz sendo homo ou hetero, que tente mudar,que procure ajuda. Se conseguir mudar sua sexualidade e dessa forma conseguir encontrar a felicidade, ótimo para ela.

    Particularmente acho que não existe ex-gay.
    Tenho amigos evangélicos que por um tempo se disseram “curados”, mas na realidade por pressão familiar, religiosa e social apenas deixaram o lado homossexual adormecido. Alguns estão casados até hoje.

    Mas quando conversamos. confessam que estão infelizes e o pior, sem saída para reverter um casamento de fachada, pois não estão mais sozinhos, agora com esposa e os filhos, num casamento “perfeito” perante a familia, a igreja e amigos.

    Infelizmente alguns escolheram o caminho duplo, são casados, mas de vez em quando saem com homens e depois voltam para a esposa, as vezes só com o peso da culpa por enganar alguém, outros nem isso sentem.

  15. JORNADA CRISTÃ disse:

    Denis, não posso como católico esquecer-me dos ensinamentos de minha Igreja. Respeitá-lo é desejar a você o melhor, e tenho convicção em dizer que o melhor não é praticar o homossexualismo. Não aceito que ninguém lhe falte com respeito, e sou absolutamente contrário à criminalização do comportamento homossexual.

    Entretanto, não posso deixar de convidá-lo a refletir sobre suas condutas. Sou tão pecador quanto você, e você pode me ajudar a superar meus pecados como irmão e amigo, assim como tenho o dever de alertar a você a respeito da escravidão do pecado.

    Ser feliz é mais que ter prazer ou satisfação momentânea. Já imaginou o que poderia ser a felicidade eterna junto de Deus? Não estou falando pra você deixar de ser o que é, mas para refletir sobre seus atos.

    Você tem toda a razão sobre a vida dupla que tantas pessoas levam, ao dizer que tais atitudes não são boas. Mas isso não diminui a gravidade do pecado do homossexualismo. E as atitudes dessas pessoas, seus pecados, não excluem a possibilidade do perdão de Deus, Sua misericórdia e Seu amor.

    Denis, você é muito amado por Deus, saiba disso. E saiba que está nos braços do Pai, independentemente de seus pecados. Reconhecer-se pecador é confessar a insignificância de cada um de nós perante Ele, é tentar melhorar e lutar com forças avassaladoras, que podem nos afastar de Deus para sempre.

    É isso que a Igreja quer dizer quando afirma: amor ao homossexual; ódio ao pecado do homossexualismo.

    Você estará em minhas orações. Um abraço fraterno e obrigado por visitar meu blog.

    Matheus Cajaíba.

  16. J. Felicci disse:

    “´Lamentamos que haja ainda grupos de pessoas interessadas em amordaçar e reprimir aqueles que se entregam ao ofício de ajudar aqueles que precisam de ajuda. É repulssiva a posição do Conselho regional de psicologia que quer suprimir da Dra. Rozângela Alves Justino, de socorrer aqueles que a ela recorrem, com o discurso de que a homossexualidade é uma opção consciente de um indivíduo, sendo que, na maioria dos casos, os homossexuais tem o desejo, ainda que inconsciente de encontrar sua heterossexualidade. Estes pequenos grupos defensores dos direitos gays é uma minoria que pretende agradar a este grupo, óbviamente com interesses mercantis. Mais grave ainda é o fato de que o CRP, representante da psicologia, deveria primar pelo equilibrio e bom senso, uma vez que é para este tipo de tratamento que os psicólogos são formados. Repudiamos veementemente este comportamento e manifestamos todo apoio e solidariedade á esta profissional, Dra. Rozângela.”

  17. Claudemiro disse:

    Podem fazer a defesa que vocês quiserem. Há fatos que não podem ser simplesmente descartados com argumentos ideologicamente construídos. Estive gay e hoje estou livre dos pensamentos e desejos homossexuais. Sou casado e plenamente satisfeito com a minha sexualidade.
    Dizer que “não existe ex-gay” é algo fácil, frágil e fraudulento. Além disso, acreditar nesse dogma é se fazer “crente” numa religião vazia e neurotizante: a religião do Movimento Gay.

  18. Iara disse:

    O ser humano é um eterno errante dele mesmo.O mau tem libertade para atacar o bom,mas o bom quando fala … Todos nós podemos mudar.Deus não nos fez e pronto,mas esta sempre nos recriando a cada momento de nossa existência.Deus nos deu a libertade não para fazer o que queremos,mas para fazer sua vontade,pois a vontade de Deus na nossa vida sempre será o melhor caminho.Cada qual responderá diante de Deus por suas escolhas.Se escolheram á Ele ou o reflexo pálido de uma existencia mediocre.

  19. Eduardo Araújo disse:

    É cada imbecilidade.

    O sujeito diz que segundo “denúncias” (comprovadas?, transitadas em julgado? se assim não for, DENÚNCIA não é argumento, a não ser para levianos estúpidos) as pessoas não procuram a Dra. Rozangela “voluntariamente”, porém quando CONVENCIDAS de que estão doentes.

    Entenderam? As pessoas tomam decisões a partir do convencimento e suas ações decorrentes desse convencimento não são voluntárias, segundo as “denúncias” …

  20. Denise Denise disse:

    Pelo o que estou percebendo Rozangela foi mal interpretada, ela por ser evangelica pode ter dado o discuido de envolver seus pensamentos religiosos em seus discursos! Cada um realmente tem o direito do que fazer com seu destino, o caso dela tem me chamado a atenção á dois dias e procuro está me informando do que está acontecendo! Espero que nada venha acntecer com essa brilhante psicologa.

  21. Barbosa - Baru disse:

    Parabéns, Claudemiro.
    Para dar uma contribuição, entro nesta discussão por achar que somos mesmo vampiros, canibais e ouroboros. Construímo-nos e destruímo-nos, no meio disso, ficamos a contar favas ou vantagens um para o outro, prá passar o tempo, com provas científcas ou não Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. (risadas, ok? registre!)
    É patente que o sofrimento está na unilateralidade do nosso modo de ser, ou pensar.
    As pessoas dizem acusadoramente que não se deve “ficar em cima do muro”, e acusam de indignidade quem desce dele e resolve ajudar a minorar o sofrimento (não falo exclusivamente da Dr. Rozângela Alves Justino, a qual pode estar certa em alguns pontos e definitivamente perdida em outros). Devemos discutir abertamente sobre os limites da consciência.
    PARACELSUS, segundo Jung, parece ter reconhecido o poder de cura (e também do adoecer) inerente à maneira de ver o mundo pelo indivíduo, pois ele disse em “De ente Dei” que “qualquer doença é purgatório”, e isso num sentido religioso. Religião e alma estão entrelaçados desde o início, portanto, psicologia tem lugar certo na busca da compreensão da alma humana.
    A medicina, gerada pelo mesmo espírito que gerou a nossa pscologia moderna, faz o que quer com o corpo das pessoas, por vontade delas e por necessidade de salvar uma vida, imagine o que as células genéticas nos podem fazer sem nossa escolha soberana!? E sabe-se da plasticidade cerebral, do SNC…
    Michael Jackson quis ser o que ele quis ser. A mediocridade de nossas instituições o condenou, mas ele foi um dos maiores artistas de nosso tempo, amado de uma forma estupenda pelo mundo todo, com defeitos inclusos, pois o amor é incondicional, experienciando o “vencer limites!” da vida moderna. Quem pode dizer a outrem o que pode e o que não pode?
    Ainda que tudo seja marcado pela relatividade, apoiar-se em demasia na religião e em seus dogmas (que são conceitos), pode ser um erro, pois “um conceito não é portador de vida. O único portador natural de vida é o indivíduo… “Sociedade” ou “Estado” é uma soma de (indivíduos) portadores de vida. Por isso, não é bem verdade que o indivíduo só pode existir como partícula de uma sociedade”…(Jung, p.101, em “Prática da Psicoterapia”, 7ª Ed.Vozes). Chego, assim, ao fim da minha humilde contribuição a este debate. Paz a todos.
    Se procurarem ler este livro, vejam nota de pé de página nº 9, traduzida de Pestalozzi.
    Saudações cordiais.

  22. Questão disse:

    Alguém procurou entender o que aconteceu antes de ficar criticando? A psicologia nào reconhece homossexualismo como doença nem sua cura como algo a ser buscado. Por isso ela foi censurada por falar enquanto psicóloga. Ela pode achar e fazer o que quiser como pessoa, mas não como parte de uma categoria profissional. Não pode prometer ou oferecer serviços de psicologia pra algo que a psicologia não diz. Se quiser inventar outro método, que o faça. Mas reconheça que não é psicologia enquanto não for reconhecida pela classe.

  23. Marco A. Fontana Oliveira disse:

    Gostaria de parabenizá-la de maneira sincera pela lucidez, dignidade, honradez e coragem por desafiar o mal e o erro!

    Seguindo as teorias de Hermes de Trimegisto, idealizador da teoria da dualidade……

    Porém antes terei que me apresentar.

    Meu nome a doutora já sabe!

    Sou Engenheiro Mecânico, tenho 52 anos de idade, pai de um casal de filhos, um homem com 20 anos de idade, e uma moça com 17. Sou casado há 24 anos com uma mulher, que me concede a felicidade do amor, companheirismo, cumplicidade, apoio, fidelidade, harmonia e finalmente um bom sexo.

    Com os anos vividos, aprendi distinguir precisamente as diferenças entre o prazer produzido pelos momentos de alegria e a verdadeira felicidade. E fazendo essa distinção concluí que quanto mais felizes somos, mais próximos ficamos do criador, o nosso Grande Arquiteto do Universo!

    Como engenheiro, meu pensamento é cartesiano, podendo tudo ser traduzido para fórmulas ou equações. Então, com as devidas desculpas pela arrogância, elaborei uma fórmula para a felicidade que exponho para seus comentários.

    A ordem é fundamental para o resultado.

    – Primeiro ingrediente: Crer em Deus! Não a crença dos fanáticos religiosos. Sou católico, fui batizado, casei na igreja, freqüento com certa regularidade a igreja, mas nunca aceitei certos ensinamentos. Não acho que Deus realize punição, Ele tem necessidade de punir, Ele está presente em tudo e em todos. Causou-me arrepio quando li, em sua entrevista, sua experiência com o disco. No ano 2000 meu filho sofreu um grave acidente automobilístico e teve um trauma craniano com direito a um edema cerebral, uma contusão na base do cérebro causado pela fratura do osso óptico. O neurocirurgião que o operou (numa cirurgia que durou cerca de 9 horas) naquele dia, após insistente pergunta minha, disse-me que haveria cerca de 1% de chances dele não apresentar nenhuma seqüela. Muito bem! Meu filho não tem seqüela alguma! A partir daquele dia, o da cirurgia, me aproximei de maneira forte a Deus! Não fiquei fanático, pois o fanatismo cega e aprisiona! Sou livre e de bons costumes!

    – Segundo ingrediente: Procure sempre ser justo! Ser justo em minha opinião é mais importante do que ser bom. Para sermos verdadeiramente bons temos que anular totalmente nossa maldade, (nosso lado mal). Pelo dualismo hermético, não há a necessidade de se perder energia tentando anular, temos que aprender a controlar. Quando li sua entrevista, fiz a analogia: Quando a pessoa controla seus desejos, seus instintos, ela se cura de seus demônios, tornando-se equilibrada, serena e feliz. Todo mundo julga, e sempre será assim, então a qualidade de seus julgamentos tem grande importância não para o próximo, mas para o próprio íntimo. Quando olho para meu íntimo, sinto-me feliz, tenho paz! Mesmo com todos os problemas que qualquer pessoa tem.

    – Terceiro ingrediente: Trabalhe com devoção e alegria! Seja qual for seu trabalho, realize-o sempre com alegria e disposição. Competência é a somatória de Conhecimento, Habilidade e Boas Atitudes. Durante os vinte e seis anos que atuo na engenharia, vivendo em ambiente industrial onde a mediocridade impera de maneira soberba, concluí que não poderia jamais ser diferente. Os seus colegas do Conselho Federal não são apenas gays, são medíocres também.

  24. JORNADA CRISTÃ disse:

    “A psicologia nào reconhece homossexualismo como doença nem sua cura como algo a ser buscado.”

    Já afirmei aqui nesta discussão: não há consenso sobre isso. Breve, vou postar um texto demonstrando que a “psicologia” (ou os conselhos de psicologia, em geral) deixou de considerar homossexualismo como doença ou distúrbrio sem que houvesse qualquer base científica, mas o fizeram por pressão da militância gay.

    Não há consenso científico sobre a normalidade das relações homossexuais. É isso que tem que ficar bastante claro. Por isso, a psicóloga Rozangela Justino tem o direito de defender, como psicóloga, o seu ponto de vista.

  25. JORNADA CRISTÃ disse:

    “Crer em Deus! Não a crença dos fanáticos religiosos.”

    Hum, então qual é a crença dos fanáticos religiosos? O que é fanatismo religioso?

    “Sou católico, fui batizado, casei na igreja, freqüento com certa regularidade a igreja, mas nunca aceitei certos ensinamentos. Não acho que Deus realize punição, Ele tem necessidade de punir, Ele está presente em tudo e em todos.”

    Xi… Do que a Igreja ensina, você só aceita aquilo que lhe convém, é isso? Quem está mais propenso a estar certo: você, com seus 52 anos de idade, ou a Igreja, com seus 2000 anos de assistência do Espírito Santo e a autoridade que lhe foi confiada pelo próprio Senhor Jesus? Já procurou saber o ponto de vista da Igreja sobre esses assuntos os quais você discorda para estar assim tão confiante no seu ponto de vista?

    E como assim, Deus está presente em tudo e em todos?

    Cuidado, pois você pode estar brincando com Deus de “achologia”, e isso é uma coisa muito séria. Obrigado pela visita.

  26. sergio ariel disse:

    Yo tambien soy discriminado, enfoco la cuestion del homosecsualismo , en un gran porcenatje , como una moda shick, ese adjetivo de (gaystapo) es fantastico , pues es verdad , es impresionante como funciona , si estas en contra , sos un descriminador y un enemigo del nuevo orden mundial , que escondido atras del escudo de modernidad , libertinaje y falta de dios , destruye las bases de lo mas imprtante , en el mundo que es , la familia , yo pienso que el mal , tambien tiene sus negocios en la tierra , ejemplo , la droga , prostitucion , pirsens tatuages y demas derivados , por que sera que sus mayores victimas , son la JUVENTUD ? . hoy el periodismo junto al poder , dentro del cual los grupos pro homosexuales se encuentran , no tienen la minima conciencia ni percepcion, que cada uno de ellos mismos , fueron cazados por su propio mal . hoy se creen duenos del mundo , pero la historia ya vio negocios de mal similares en otros tiempos , roma sadoma gomorra y demas , el fin es desastroso y caotico , por eso concuerdo con la Dra Rosangela , tengo hijos maravillosos , nunca voy a dejar, que nadie en mi familia sea tomado por esta nueva dictadura pro gay , estare siempre atento , para que este flagelo del nuevo orden no haga de mi familia nuevas victimas .Entiendo que existen muchos casos de personas que nacen con sexos indefinidos o hermafroditas , a estas persona debemos ayudar y cuidar con mucho carino , pues ellos no estan homosexuales ni hemafroditas , ellos si son asi . diferentemente a la contaminacion que los grupos progay infieren a nuestros jovenes , cuantos mas socios en el grupo , mas poder , MAS dinero , mas corrupcion , MENOS etica y moral .

  27. Marco A. Fontana Oliveira disse:

    Prezada Jornada Cristã.

    O da intolerância! Quando se é tolerante, não aceitamos apenas o que nos convém, mas aceitamos também aquilo que não nos convém. Desde que não agrida a moral e os bons costumes, nem produza o mal ou prejudique o próximo, tudo pode ser discutido e aceito. Entre o certo e o errado, o falso e o verdadeiro, existe uma infinidade de assuntos que podem ser discutidos exaustivamente e nunca chegaremos a uma verdadeira conclusão.
    Durante minha juventude, fui criticado inúmeras vezes por ser intolerante e autoritário. E talvez eu fosse mesmo! Não preciso viver 2000 anos para aprender e refletir sobre o que aprendi. Algumas coisas que estou aprendendo, e outras que ainda vou aprender, possuem muito mais do que 2000 anos.
    Não sou perfeito, tenho total e amplo conhecimento do meu íntimo, por ter sido durante boa parte de minha vida intolerante, essa virtude foi muito bem estudada e trabalhada por mim. Hoje suporto críticas com uma naturalidade incomum, não sinto ódio, não perco minha calma e tranqüilidade e respeito as opiniões do próximo. Volto a frisar, desde que não produza o mal e nem prejudique o próximo. Do contrário, fico furioso e me torno um corajoso combatente!

  28. JORNADA CRISTÃ disse:

    Prezado Marco,

    Acredito que seu comentário esteja subjetivo demais. Intolerantes, devemos ser contra o erro, caso contrário seremos cúmplices dele. E o que é errado? O que produz o mal ou prejudica o próximo? O aborto, por exemplo, é um bem ou um mal? É um direito? Ou significa a morte de um inocente? Se não tivermos uma visão aprofundada sobre o tema, poderemos fazer um juízo falseado a respeito e chegarmos a uma conclusão precipitada, você não acha?

    Você não é perfeito, assim como eu também não sou. Nem o papa é infalível – atenção, infalibilidade papal é outra coisa. Mas a doutrina que a Igreja Católica ensina é perfeita. Ela é que deve nortear o caminho dos católicos. Aquilo que o Magistério católico ensina deve ser a fonte de inspiração do católico, e o verdadeiro fiel sabe disso. Você mesmo se reconhece como não sendo perfeito; mas aquilo que a Igreja Católica ensina é perfeito, é a Verdade. E você, como católico, tem a obrigação de conhecer a verdade e defendê-la.

    Respeitar o próximo não significa respeitar o erro que ele pratica ou propaga. O próprio Jesus ensina a corrigir o irmão de seu erro, ao mesmo tempo que nos adverte sobre a nossa própria falibilidade.

    Se você discorda de certos ensinamentos da Igreja, convido-o a estudar o Magistério com carinho e atenção, para que você entenda o ponto de vista que lhe é contrário. Você, como católico, pertence a uma instituição de 2000 anos que é o ponto de referência do ocidente e que transformou a humanidade graças à inspiração do Espírito Santo. Conheça seus santos, heróis indomáveis, que deram suas vidas pelo próximo e por Jesus Cristo. Aprenda sobre seus feitos e seus frutos. Leia o texto “O Cristianismo Visto por um Agnóstico“, publicado aqui neste blog.

    Insisto na pergunta, propositalmente provocadora: você, com sua experiência de vida de 52 anos, está mais certo sobre certos assuntos que todo o Magistério da Igreja, com 2000 anos de caminhada e a insipiração e assistência do Espírito Santo – garantidas à Igreja Católica por Nosso Senhor Jesus Cristo?

    Reflita bastante antes de responder! Abraço fraterno.

  29. Marco A. Fontana Oliveira disse:

    Prezada Jornada Cristã,

    Em 1996 estava caminhando em Amsterdã quando uma moça me ofereceu um livro. Respondi em português que não entendia sua língua. Ela virou e respondeu: Pois eu entendo a sua! Ela era Testemunha de Jeová, nascida em Portugal, tendo vivido no Rio de Janeiro por 15 anos. Na conversa ela me perguntou porque eu era Católico. Naquele momento não tive resposta, porém sua pergunta me forçou a refletir e logo pude responder pra mim mesmo essa pergunta.
    Desde jovem tive curiosidade em conhecer minhas raízes e quem eram meus ancestrais, pois se as conhecemos, poderemos entender muitas de nossas atitudes, de nossos instintos e acredito que seja de muita importância o auto conhecimento.
    Meus ancestrais por parte de meu pai eram judeus que viviam em Lisboa, não consegui identificar seus nomes. Eles eram avos de meus avos paternos. Por parte de minha mãe meu avô era da região de Veneto na Itália, e por parte de minha avó tenho um pouco de sangue de indio Tupi, portugues e alemão.
    A inquisição obrigou que esses ancestrais abandonassem suas crenças e se tornassem cristão novos, caso contrário morreriam!
    Essa descoberta permitiu-me entender por que motivo meus avós paternos não estiveram presentes no casamento de meus pais.
    Defendo e por toda minha vida defenderei a Santa Igreja Católica, nunca e em momento algum fui contrário a ela.
    Reconheço que a Igreja Católica seja a verdadeira religião para divulgar a palavra de Jesus Cristo. As outras surgiram pela vaidade, pela ganância e intolerância dos homens, de parte a parte.
    Li o texto do Prof. Leo Moulin, porém nunca fui agnóstico. Sempre professei a fé. A Igreja Católica é fundamental na minha formação, sendo uma das responsáveis por eu ser digno e honrado.
    Preciso dar minha resposta?

  30. Wilson Ramiro disse:

    Muito bom

    Interessante este site, muitos dos comentários são tendenciosos e não buscam a verdade, procuram apenas defender pontos de vista ou direitos pretendidos, é muito triste que católicos ou pretensos católicos, não conheçam nossa Igreja.
    Achei perfeito responder aos comentários de forma lógica e coerente de pronto, sei que isto nem sempre é possível, mas a jornada cristã está de parabens.
    Nada tenho a acrescentar, a não ser, incentivar as pessoas que desejam ser católicas, conhecer as obras dos pais da igreja e as cartas enciclicas, são fontes de sabedoria.

    Na Paz.

    Wilson de Paula Ramiro
    Paróquia Santa Efigênia (Ctba/PR)

  31. roseanne disse:

    fiquei muito feliz de lendo a ravista veja desta semana encontrar aiguém que pensa o que penso!Quero encoraja-la em seu trabalho e lhe dizer que gostaria muito de participar dele por todos os motivos óbvios que as pessoas senssatas tem em seus corações sinceros.

  32. andre disse:

    Acabei de comprar a nova revista VEJA numero 32 de 12 de agosto de 2009. Me chamou a minha atenção a reportagem HOMOSSEXUAIS PODEM MUDAR por JULIANA LINHARES, onde a entrevista se remeteu a psicóloga ROZÂNGELA ALVES JUSTINO. Parabenizei a minha colega de profissão e o texto do Sr. CLaudemir Junior, deste blog. Estou de acordo com a posição profissao da psicóloga Rozângela a assistência psicológica as pessoas, homens e mulheres, que encontram-se transtornadas psiquicamente com a prática homossexual em suas vidas e desejam mudar para práticas heterossexuais. Sou contra o uso de auxílio psicológico a estas pessoas com cunho religioso, com a intenção de implementar culpa e castigo religioso em práticas homossexuais. A partir de 1973 a Psiquiatria norte-americana deu um fim a homossexualidade como “doença”. Antes disso era considerada uma parafilia sexual.
    Circula-se de forma errônea o emprego das práticas homossexuais pela internet, chamado de “homossexualismo”, onde esta psiquiatria norte-americana também considerou inadequado este termo e usar a partir agora o termo “homossexualidade” como uma variação do comportamento sexual.
    Segundo minha percepção profissional vejo um “modismo gay” em nossa sociedade, onde muitos rapazes e moças praticam comportamentos bissexuais, sem vínculo afetivo, do tipo “ficar e transar”, muitos deles de forma promíscua, para viver uma “sexualidade moderna” diferente dos rígidos valores sociais de nossos pais e avós. Isto me preocupa bastante, como profissional de saúde mental. Há uma libertinagem geral, sem freios, onde muitos jovens não se preocupam com a possibilidade de adquirir doenças sexualmente transmissíveis e o H.I.V, e continuar com relacionamentos promíscuos e irresponsáveis. Muitos destes tem condutas bissexuais, e não os considero que tem uma orientação bissexual. Mas possivelmente tem conflitos sexuais com o mesmo sexo e preferem socialmente se vincular-se patologicamente com o sexo oposto, sem maiores vínculos afetivos.
    Não nascemos e/ou somos hetero (homo ou bi) ssexuais. Estamos hetero (homo ou bi) ssexuais quando temos consciência de nossa preferencia sexual, do que gostamos pra nós mesmos. Pessoas incomodadas com várias experiencias sexuais (hetero ou homo) que procuram assistência psicológica merecem o direito de tratamento para avaliação e revisão de suas atitudes e valores pessoais.

    ANDRÉ MADEIRO

    Psicólogo Clínico

  33. Maximiliano disse:

    Nenhum dos dois comentarios ( e pergunta que fiz) foram respondidos…porque será????

  34. JORNADA CRISTÃ disse:

    Favor ver o post “Atenção! Mediação de comentários continua suspensa!”.

  35. Gerson disse:

    Conceito de família retirado do dicionário Aurélio:s.f. O pai, a mãe e os filhos: família numerosa. É interessante definir como família (como faz a senhorita Tamara) um casal gay e dizer que os mesmos são uma família, e que vivem melhor do que uma família de padrões tradicionais, como ela mesma fala. Como você chegou a essa conclusão? Onde está divulgada essa pesquisa? Essa onda de que o mundo é gay isso é um ardil dos homossexuais para cada vez mais imporem suas idéias, em detrimento da opinião da grande maioria que não concorda com essa conduta, e o pior é que o Governo Brasileiro está entrando nessa roubada, é a Ditadura de uma minoria (gays , lésbicas e sei lá o que o valha) obrigando, com o apoio de um Governo omisso e injusto democraticamente a aceitação de que nós e nossos filhos são obrigados a ver um casal gay aos beijos e abraços no meio da rua, e e ter que explicar que isso é “normal”, não farei e não faço isso se isso acontecer vou falar para os meus filhos “Filhos isso não é normal, mas , Papai não pode questionar porque pode ser preso” Grande Democracia esta. Vou fazer uma pergunta : O que seria da raça humana se após uma catástrofe a missão de perpetuar a espécie dependesse de um casal gay? Todos n´s sabemos a resposta.

  36. Matheus disse:

    Gerson, falas como se os homossexuais fossem tiranos impondo uma ditadura, quando, na verdade, eles são vítimas de padrões sociais que julgam “erradas” suas condutas afetivas. Os homossexuais não querem, de forma alguma, exterminar a população heterrossexual. E, sim, infelizmente, a grande maioria é contra a conduta homossexual, entretanto há héteros irrelevantes ou até mesmo a favor da causa gay. A liberdade de expressão não pode servir de escudo para propagação de ideias de ódio, discriminação ou preconceito, tais vistas claramente em teus comentários rudes. Abraço!

  37. Maria Clara - Por Favor, pensem nisso disse:

    Só uma única pergunta:

    Se uma pessoa heterossexual se queixasse de insatisfação com uma vida promíscua, de envolvimentos sexuais vazios ou danosos de alguma forma, será que alguém pensaria que sua solução seria tornar-se homossexual?

    Eu acredito que o conselho seria para que ela enfrentasse os seus diversos desconfortos ligados à sua “vida sexual”, e não à sua “orientação sexual”.

    Da mesma maneira, um(a) homossexual que esteja tendo uma vida sexual que não lhe proporciona satisfação pode e deveria ser auxiliado a buscar simplesmente a mudança dos comportamentos que lhe afligem:
    Por que não, por exemplo, um envolvimento estável, compromissado, entregue, e mais do que de corpo, mas sim de alma, com alguém por quem pudesse se apaixanor, fosse homem ou mulher, tanto faz….

    Eu acredito que muito do que impede um homossexual de descobrir-se pleno numa relação é exatamente a marginalização que a sociedade lhe impõe. Caso fosse possível para todos os homossexuais viver à luz, em liberdade, respeito e plenitude não haveria a mínima diferença em ser homo ou heterossexual.

  38. JORNADA CRISTÃ disse:

    Por que não, por exemplo, um envolvimento estável, compromissado, entregue, e mais do que de corpo, mas sim de alma, com alguém por quem pudesse se apaixanor, fosse homem ou mulher, tanto faz….

    É, parece que você levou muito a sério aquele filme “O Segredo de Brokeback Mountain”…

    Milhões de pessoas participam das “paradas gays”, homossexuais têm presença maciça na mídia e em setores da alta sociedade com seu estilo de vida não apenas referendado mas incentivado pelos meios de comunicação e você diz que não há “liberdade” para eles?

    Uma pergunta: e se houver uma relação intrínseca entre promiscuidade e homossexualismo? Já pensou sobre isso?

  39. Gabriel Teixeira disse:

    Imagino a loucura que deve ser para esta corrente religiosa saber que dentro dos muros desta casta crfistandade existem milhares sde homossexuais que se realizam em banheiros, cinemas, apartamentos escondidos e que se deliciam nas experiências homo-eróticas mas seguem com este discurso hipócrita.
    Está na hora de retirar a máscara e deixar o rosto respirar o ár que se tem à frente da face.

  40. JORNADA CRISTÃ disse:

    Primeiro: aprenda a escrever. Quem sabe você daqui a algumas décadas você não aprenda a falar como gente civilizada? Raciocinar… Bem, aí já acho muito difícil. Segundo, na Igreja o que mais tem é pecador – Simão Pedro negou a Jesus e praticamente todos os apóstolos fugiram, abandonando o próprio mestre, num ato de extrema covardia. Ainda assim, Jesus, após a Ressurreição, confiou a esses homens fracos e medrosos a Sua Igreja. Hipócrita é você, seu vagabundo, que não tem a menor idéia do que fala porque não passa de um palhaço anti-clerical, cujo maior prazer está em difamar a Santa Igreja Católica Apostólica e se deliciar no próprio vômito, que são suas calúnias. É assim que você e outros da sua laia se realizam, nesta pocilga de infâmias e verborragia barata.

  41. Michele Oliveira disse:

    “Hipócrita é você, seu vagabundo, que não tem a menor idéia do que fala porque não passa de um palhaço anti-clerical, cujo maior prazer está em difamar a Santa Igreja Católica Apostólica e se deliciar no próprio vômito, que são suas calúnias. É assim que você e outros da sua laia se realizam, nesta pocilga de infâmias e verborragia barata.”

    Onde eu assino?

  42. Erica Maria disse:

    rozangela para de ser ante etica…e obvil que naum tem comu uma pessoa homosexual virar hetero sexual….para de ser idiota…
    vey se as pessoa que vc conhcem virou hetero e pq eles naum eram um gay ou lesbica de verdade e sim poser …eles estavam de modinha….vey vc e muito burra ..quero que vc se der mal muito mal;eu apoio pessoas serem o que elas quiserem…deixa as pessoas serem elas mesmo por favor…assim vc vai destruir a personalidade das pesoas…pow tenho so 16 anos e sou bisexual,posso naum tem vivido minha vida toda mas eu sei q o que vc estar fazendo e errado..bjos erica

  43. JORNADA CRISTÃ disse:

    Pois é. Acabamos de ver acima um belo exemplar de nossa “linda juventude”…

  44. Eduardo Araújo disse:

    A propósito, Matheus, lembrei-me de um bordão que vingou até pouco tempo, segundo o qual o Brasil era o país do futuro.

    Lendo comentários como o dessa jovem, ocorre-me o tipo de “futuro” que nos aguarda: aqueles das piores distopias, tipo Laranja Mecânica, 1984, Fahrenheit 451. Especificamente, o primeiro título é sobre uma gang de jovens, estupidificados pela insensibilidade social, sem norte moral, sem peso algum na consciência a limitar-lhes as ações, que por isso mesmo, são de pura agressividade e violência.

    Já a distopia de 1984 calha mais com a polícia de pensamento que criminaliza qualquer opinião não estabelecida para ser aceita socialmente por um governo totalitário, que dissimula suas atrocidades com manipulação retórica e lingúistica (novilíngua e duplipensar). Vejo isso, em estágio embrionário, nesse governo marxista que tomou conta do país.

    Em Fahrenheit 451, a malversação chega ao ponto de os bombeiros terem por função não apagar o fogo, mas ateá-lo nos “perigosos” livros, assim considerados por um governo e uma sociedade no extremo da intolerãncia e cerceamento da liberdade de expressão.

    Do jeito que a coisa vai, com essa extrema intolerância gayzista, o próximo passo será converter isso em criminalização da divergência e no estágio seguinte a materialização do ódio contra quem não concorda em agressão física. Eis o futuro mais provável, fomentado pelo gayzismo, abortismo, marxismo cultural, o politicamente correto, enfim, o “outro mundo possível”. Uma mescla de Laranja Mecânica, 1984 e Fahrenheit 451.

    Detalhe: nas três distopias citadas, a religião é marginalizada, desprezada ou, mesmo, ignorada. Vê-se a “beleza” de mundo resultante.

  45. Karina disse:

    A Érica é brasileira?! Eu estou tentando entender o que ela escreveu… está em português?

  46. Matheus disse:

    jornada cristã, tua ironia é sarcástica e cruel. Depois deste trecho:
    “Hipócrita é você, seu vagabundo, que não tem a menor idéia do que fala porque não passa de um palhaço anti-clerical, cujo maior prazer está em difamar a Santa Igreja Católica Apostólica e se deliciar no próprio vômito, que são suas calúnias. É assim que você e outros da sua laia se realizam, nesta pocilga de infâmias e verborragia barata.”

    Me pergunto: onde estão teus ideais cristãos de amor ao próximo? Entendo que, como disseste, o que mais há são pecadores dentro da Igreja (todos o são), mas também entendo que o homem, dentro do pecado, tem que se esforçar para pecar o menos possível. Você não parece tentar, muito pelo contrário. De qualquer forma, respeito o fato de não seguires ideais cristãos com afinco. Os homossexuais exigem APENAS respeito à sua condição, no sentido de compreender e aceitar as atitudes do grupo. Obrigado pelo espaço para debate :)

  47. Matheus disse:

    Uma pergunta: e se houver uma relação intrínseca entre promiscuidade e homossexualismo? Já pensou sobre isso?

    hahaha e se houver uma relação intrínseca entre promiscuidade e homossexualidade? Já pensou sobre isso?

    Jornada cristã, podes me exemplificar essa relação e explicar-me teu pensamento?

  48. JORNADA CRISTÃ disse:

    Primeiro: já falei aqui, repito novamente, amar ao próximo não significa legitimar todas as suas práticas e atitudes. Você está certo ao dizer que o ser humano tem que se esforçar para pecar o menos possível. Entretanto, confunde tudo, porque sua concepção de amor ao próximo inclui a tolerância ao erro – e isso não é amor, é covardia.

    Segundo: se você fica escandalizado porque sou respondão (e sou mesmo), tente perceber que minha agressividade é propositalmente expressa para exigir respeito às coisas Divinas. Eu não respeito quem falta com respeito à fé católica, à Igreja, a Nosso Senhor Jesus Cristo. Você reproduziu aqui a minha resposta, mas esqueceu-se de reproduzir também o comentário mal-educado que deu origem a ela. Você parece escandalizado com o que escrevi, mas ignorou as ofensas que me levaram a escrevê-la. Saiba também que Jesus tratou sem nenhum respeito àqueles que faltavam com respeito às coisas sagradas (já comentei sobre esse assunto aqui).

    Terceiro: você diz aqui “respeito o fato de não seguires ideais cristãos com afinco”. Ideal cristão é fechar os olhos ao pecado? De onde você tirou isso? Respeito a condição do homossexual, sou contra qualquer discriminação injusta dirigida a eles. Mas não compreendo e não aceito o pecado, ou seja, a prática do homossexualismo, muito menos a sua propagação como algo natural e até benéfico aos indivíduos. Nosso Senhor Jesus Cristo jamais compreendeu e aceitou o pecado. Jesus foi aos pecadores para convertê-los, sempre abominando o pecado.

    Se você tivesse a menor idéia do que significa amor ao próximo, saberia que amar ao próximo é adverti-lo do pecado, das suas conseqüências e dos riscos de irmos para o inferno. Homossexualismo é pecado, sempre foi assim considerado pelos ensinamentos milenares da Igreja. E por que então você me acusa de não seguir os “ideais cristãos com afinco”, se procuro seguir com afinco o que o Magistério da Igreja ensina sobre este tema? Você procede dessa forma não por seguir algum ideal cristão, mas sim porque é seguidor, ainda que não tenha consciência disso, dos ideais de Satanás, muito bem resumidos pelo bruxo Aleister Crowley em sua infame doutrina através de instruções tais como “Faze o que tu queres há de ser toda a lei”, ou ainda “Tu não tens direito a não ser fazer a tua vontade. Faze aquilo e nenhum outro dirá não.”

  49. JORNADA CRISTÃ disse:

    Pois não:

    “E quando falamos sobre homossexualidade, não seria honesto que certos dados fossem deliberadamente omitidos em uma abordagem técnica sobre o tema. Um estudo conduzido por Bell e Weinberg revelou que 78% dos relacionamentos afetivos, com intenções de compromisso, entre indivíduos homossexuais do sexo masculino, duraram menos do que 3 anos. Apenas 12% desses relacionamentos duraram por um período de 5 anos ou mais. (Study by Alan P. Bell and Martin S. Weinberg, “Homosexualities: A Study of Diversity Among Men and Women”, New York, Simon and Shuster, 1978, p.314). Bell and Weinberg reportaram ainda evidências de compulsão homossexual difusa entre homens homossexuais. 83% dos indivíduos homossexuais do sexo masculino entrevistados estimaram que haviam tido relações sexuais com 50 ou mais parceiros em suas vidas, 43% estimou que fizeram sexo com 500 ou mais parceiros e 28% com 1000 ou com mais parceiros. (Study by Alan P. Bell and Martin S. Weinberg, “Homosexualities: A Study of Diversity Among Men and Women”, New York, Simon and Shuster, 1978, p.308, grifos meus).

    Recomendo para quem quiser aprender alguma coisa a leitura atenta do texto inteiro: http://dradnet.com/Artigos/homossexualismo-e-homossexualidade.html

    Quer um exemplo prático do que estou afirmando? Leia a respeito do principal líder e mentor do movimento gay no Brasil, o sr. Luiz Mott, neste texto aqui. Em seu site pessoal, ele mesmo afirma, orgulhoso de suas proezas sexuais:

    “Nos últimos 36 anos de prática homoerótica, calculei que devo ter transado mais ou menos com uns 500 homens diferentes”.

    Concluindo, faça você mesmo uma visita a qualquer portal dirigido ao público gay.

    Assim que puder, escreverei mais a respeito.

  50. Matheus disse:

    haha, Jornada Cristã, felizmente, não sigo ideais de Satanás. Sigo a convicção ateísta. A moral homossexual, entretanto, não resume-se, necessariamente ao que disseste “Faze o que tu queres há de ser toda a lei”, ou ainda “Tu não tens direito a não ser fazer a tua vontade. Faze aquilo e nenhum outro dirá não.”
    E se a moral homossexual fosse baseada na lei de “Faço o que quero desde que não fira a integridade, dignidade ou liberdade alheia”? Quais são tuas críticas a isto?

    Respeito a condição do homossexual, sou contra qualquer discriminação injusta dirigida a eles. Mas não compreendo e não aceito o pecado, ou seja, a prática do homossexualismo, muito menos a sua propagação como algo natural e até benéfico aos indivíduos.

    Tu discriminas injustamente a condição homossexual, fazes um claro canto ao repúdio gay, generalizando erroneamente esses indivíduos. Abraço.

  51. JORNADA CRISTÃ disse:

    felizmente, não sigo ideais de Satanás. Sigo a convicção ateísta.

    Ainda que não tenha consciência disso, você age conforme a vontade de Satanás sim, ao negar o pecado e a Graça de Deus, que liberta o homem das conseqüências maléficas do mal.

    Como escreveu Dostoievski, “Se Deus não existe e a alma é mortal, tudo é permitido”. O assunto é realmente muito complexo, mas posso resumir a nossa discordância no seguinte: você atribui uma moral a uma conduta. Ou seja: haveria uma “moral homossexual”, como se o indivíduo pudesse ser reduzido a essa categoria – ele é homossexual, portanto deve agir assim ou assado.

    Indivíduos não podem ser reduzidos simplesmente a sua atividade sexual. O ser humano é muito maior que isso. O comportamento homossexual não pode definir simplesmente o indivíduo.

    Repudiar o comportamento de uma pessoa é bem diferente de repudiá-la. Você tenta justificar o que a pessoa faz, como se simplesmente esse pecado determinasse aquilo que ela é. Isso é reduzir o indivíduo a suas vontades e impulsos – compreensível, já que você fechou-se por completo ao transcendente e a qualquer possibilidade de que o indivíduo seja mais que mera matéria, alguém sujeito a suas pulsões e vontades que não podem ser reprimidas, pois o ser humano teria apenas que dar vazão as suas pulsões.

    Dentro dessa perspectiva reducionista e materialista, não faz sentido a luta contra o pecado, e “dignidade” e “liberdade” dizem respeito a poder fazer qualquer coisa que não prejudique a outras pessoas.

    Como já disse, eu e o Vaticano somos contra a criminalização da conduta homossexual. Portanto, as pessoas são livres para escolherem o erro. Mas não devemos, enquanto cristãos, nos calar e respeitar o que não pode ser respeitado, tolerar o que não pode ser tolerado – a conduta homossexual.

    Portanto, discrimino nem mesmo a condição homossexual, mas os atos homossexuais; nem mesmo o desejo, mas a concretização desse desejo em relações pecaminosas e ilícitas. A crítica é ao ato, ao comportamento, ao pecado, e à militância gay, que faz apologia destas práticas, legitimando-as e caluniando e intimidando seus adversários. Quando digo “amor ao pecador, repúdio ao pecado”, estou claramente separando a prática do homossexualismo (ilícita) do homossexual, pecador como eu e como qualquer outra pessoa, ser humano muito amado por Deus, que precisa lutar e repudiar o pecado, seja qual for, e isso inclui as práticas homossexuais.

    Concluindo: “gay” é apenas um rótulo, por trás do qual um pecador tenta se esconder do pecado através de mil e uma justificativas. Amar o indivíduo que peca é adverti-lo dos riscos de irmos para o inferno, se não rejeitarmos enfaticamente o pecado.

  52. Matheus disse:

    Como escreveu Dostoievski, “Se Deus não existe e a alma é mortal, tudo é permitido”.
    Então sou incapaz de seguir uma conduta moral sem a crença em Deus?

    “você fechou-se por completo ao transcendente e a qualquer possibilidade de que o indivíduo seja mais que mera matéria”
    O quê? Tem certeza que estamos falando a mesma língua?

    “Quando digo “amor ao pecador, repúdio ao pecado”, estou claramente separando a prática do homossexualismo (ilícita) do homossexual, pecador como eu e como qualquer outra pessoa, ser humano muito amado por Deus, que precisa lutar e repudiar o pecado, seja qual for, e isso inclui as práticas homossexuais.”

    Criticar as AÇÕES do agente é , claramente, uma crítica comportamental subjetiva.

  53. Matheus disse:

    “você atribui uma moral a uma conduta. Ou seja: haveria uma “moral homossexual”, como se o indivíduo pudesse ser reduzido a essa categoria – ele é homossexual, portanto deve agir assim ou assado.”
    Também concordo que o indivíduo não resume-se às suas práticas sexuais, por isso admito ser inapropriado o termo que utilizei “moral homossexual”. Acredito, entretanto, que, sim, a moral não hipócrita está, intimamente, ligada à conduta.

  54. Nina disse:

    opção sexual não é que nem roupa que vc troca quando quer e ainda mais digamos induzidos a moda gospel do momento… fui evangelica de berço ate meus 18 anos e vou falar se preocupam muito mais com a vida dos outros, em pensar uma imagem clean do que na verdade Deus quer da gente…. penso da seguinte forma desde que o mundo é mundo existem muitas maneiras de nos encontrarmos com Deus um exemplo pensa so se todo mundo fosse gordo ou magro que graça teria??? para isso existe a liberdade que tá bem clara na biblia pra gente viver de fato bem, onde nos sentirmos melhor seja na opção sexual, religião no dia-a-dia…

  55. JORNADA CRISTÃ disse:

    Mais um exemplo de relativismo total e irracional. “Desde que o mundo é mundo existem muitas maneiras de nos encontrarmos com Deus”. Então, com qual objetivo o Pai enviou o Filho ao mundo? Foi a passeio?

    “para isso existe a liberdade que tá bem clara na biblia pra gente viver de fato bem, onde nos sentirmos melhor seja na opção sexual, religião no dia-a-dia…”

    Precisa comentar essa besteira? Desde quando a Bíblia legitima o erro? Desde quando “liberdade” significa satisfazer todas as nossas vontades para que possamos “nos sentir melhor”?

    É dose…

  56. Dimitri disse:

    Como católico e como cidadão acho importantíssimo a discussão em volta desse assunto e até conclamo aos verdadeiros cristãos a demonstrarem apoio público a essa corajosa profissional que teve a coragem de quebrar o silêncio que nós cristãos temos feito diante dessa campanha subliminar e sórdida que se espalha na sociedade por meio de todas as formas de mídia,sugiro não votarmos mais nos políticos que defendem ideias como casamento homossexual,ou a PLC que nos impedirá de conclamarmos a verdade de cristo de que o homossexualismo é pecado e constitui um verdadeiro cancer social alimentado cada vez mais pela nossa inércia disfarçada de tolerância social!

  57. Matheus disse:

    “Precisa comentar essa besteira? Desde quando a Bíblia legitima o erro? Desde quando “liberdade” significa satisfazer todas as nossas vontades para que possamos “nos sentir melhor”?

    É dose…”

    A questão é simples: não há erro. Outra questão é que a Bíblia não precisa legitimar alguma coisa para ela ser verdade. Isso seria um tolitarismo intelectual. Abraço!

  58. JORNADA CRISTÃ disse:

    Matheus, você está pegando um trecho do que escrevi ignorando que se trata de uma resposta a um comentário anterior, que afirma “para isso existe a liberdade que tá bem clara na biblia pra gente viver de fato bem, onde nos sentirmos melhor seja na opção sexual, religião no dia-a-dia…”.

    Do ponto de vista cristão, homossexualismo é considerado erro. E a Bíblia é a Palavra de Deus, infalível quando ensina doutrina religiosa, cuja interpretação correta para os católicos é de responsabilidade do Magistério da Igreja Católica. O assunto aqui é o homossexualismo sob o ponto de vista cristão. A moral que você diz seguir não se baseia no cristianismo, então somente segundo seus próprios julgamentos morais “não há erro” no homossexualismo.

    A questão é simples: para a moral cristã, homossexualismo é pecado grave, condenado inclusive pela Bíblia. É disso que o comentário trata. A moral cristã insiste: não pode haver liberdade para o erro. Portanto, a Bíblia não dá a ninguém a “liberdade” de pecar para “viver bem” ou se “sentir melhor”.

  59. osvan disse:

    EIS A VERDADE, HOMOSSEXUALIADE É DOENÇA E TEM CURA…
    TANTO A PROMISCUIDADE MASCULINA ,COMO FEMININA…
    O PARECER DESTE HOMOSSEXUAIS DEMONSTRA OS FATOS
    e não as fantasias, da irracionalidade simiesca dos inconformados
    com as determinaçoes legais da Lei divina e mundana.
    MEUS PARABENS DR. ROZANGELA JUSTINO , VC É A JOANA DÁRC
    DO SECULO 21. MEUS PARABENSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
    OM KRIYA BABAJI NAMAH AUMMMMMMMMMMMM

  60. Julia K. disse:

    Como psicóloga, e entendendo que houve uma enorme, política e inconsequente arbitrariedade por parte do Conselho Regional de Psicologia, solidarizo-me com a colega Rozangela e lamento muito o acontecido. Minha vontade, depois disso, é abrir mão do meu CRP. Estou seriamente cogitando isso. Coragem, Rozangela, você não está sozinha.

  61. Marta disse:

    Meteus, Deus esta lhe chamando. Quanto rancor o dio em seu coracaozinho meu filho. Não desista. Continue participando deste forum, mesmo que de forma veemente demais às vezes. Faz parte do processo. Que Deus te abençoe forte Mateus.

  62. manoel barbosa disse:

    vejo um bêbado, sei que e um Bêbado. vejo um fumante, sei que é um fumante e explico isso a minha filha.sei que os dois podem procurar tratamento, ou será que nasceram bêbado e fumante. vejo um gay(passa quase todos os dias aqui em frente do meu estabelecimento) minha filha pergunta porque ele é assim: a Lei vai me proibir de falar a verdade. obviamente que vindo do senado já não me estranha mais pois lá só tem mentiras.
    penso que os cristãos católicos ou evangélicos devem proteger os bons costumes, mas sei que seremos todos julgados por nossos atos e temos nós que vivermos na graça de Deus, penso que a Lei civil não se sobrepõe sobre a divina.

  63. Rodrigo disse:

    Sou Psicologo e concordo com a colega Rozângela. Já atendi diversos homossexuais pedindo ajuda e demonstrando arrependimento pelas escolhas feitas – i.e, querem mesmo mudar. O interessante é que, a meu ver, nenhum Psicólogo sai por aí procurando atender homossexuais, prometendo ajuda, isso não ocorre. São os próprios homossexuais que insatisfeitos com suas escolhas sexuais, procuram ajuda. Conheço muitos que também não precisaram de Psicólogos, apenas passaram a professar Jesus como salvador de suas vidas para abrir mão de suas práticas. Eu mesmo atualmente atendo uma menina de 11 anos e dois meninos de 9 e 11 anos que dizem ser homossexuais.

  64. J.ALCANTARA disse:

    AO PARTICIPAR AQUI EU QUERO DEIXAR BEM CLARO QUE SOU EVANGÉLICO, E TENHO MINHAS CONVICÇÕES COMO HOMEM.

    EU CREIO QUE A IGREJA CATÓLICA, EVANGÉLICA E OUTRAS QUE TEEM A BÍBLIA COMO SEU NORTE ESPIRITUAL SABEM O QUE A PALAVRA DE DEUS DIZ A RESPEITO DO ASSUNTO. CREIO QUE TODOS NÓS QUE VIVEMOS O EVANGELHO TEMOS TESTEMUNHADO O QUANTO HOMENS E MULHERES TEEM NOS PROCURADO BUSCANDO UMA SOLUÇÃO PARA SEUS PROBLEMAS SEXUAIS, NÃO PROCURAMOS NINGUEM, NÃO BATEMOS NA PORTA DE NINGUEM, SINPLISMENTE VÃO A IGREJA EM BUSCA DE PAZ. SÓ QUERO PASSAR POR AQUI PARA DEIXAR PARA TODOS QUE SÃO CONTRA OU A FAVOR , EU COMO UM HOMEM DE IDADE TORÇO PARA QUE HAJA UM ENTENDIMENTO EM TORNO DESSE ASSUNTO E DIZER QUE SEGUNDO A BÍBLIA NÃO TEM ACORDO NASCEMOS HOMENS E MULHERES DISTINGUIDOS POR CROMOSSOMOS, E FIM DE PAPO NASCEMOS EM UM PAÍS LIVRE E VAMOS AMAR A TODOS E AJUDAR AQUELE QUE QUER SER AJUDADO.

    QUANDO OS DÍSCIPULOS FORAM ENVIADOS EM NÚMERO DE DOIS A RECOMENDAÇÃO ERA: NÃO LEVAR NADA, DAR A PALAVRA DA SALVAÇÃO E LIBERTAÇÃO, E SE ALGUEM NÃO QUIZESSE RECECER SACUDIR A POEIRA E SEGUIR SEU CAMINHO. A PALAVRA DE DEUS EH TÃO PURA QUE EH COMPARADA AS PEROLAS .

    DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS

  65. J.ALCANTARA disse:

    PARA A PSICÓLOGA ROSANGELA

    NÃO SE PREOCULPE A LUTA NÃO EH CONTRA A CARNE E NEM CONTRA O SANGUE, MAS CONTRA OS PRINCIPADOS E POTESTADES QUE VIVEM NAS MANSÕES CELESTIAIS, ESTOU ORANDO POR VOCÊ . NÃO HA JUSTIÇA MAIOR QUE A DE DEUS. CONTINUE A LUTA ESTAMOS COM VOCÊ

  66. Helena disse:

    Após ler todos os comentarios, gostaria de lhes dar um pouco de minha vivencia no assunto: Tenho 56 anos, fui casada por quase vinte anos e tenho 2 filhos,um hetero e um homossexual. Casei por amor e sei que durante alguns anos tambem fui muito amada. Meu ex é gay e eu nao sabia quando me casei. Só apos me separar é que me dei conta do quanto sofreu querendo ser o que nao era de sua natureza, pois os sinais estavam todos lá e só quem ama nao enxerga. Náo estes sinais que voces estao pensando, mas a infelicidade, a depressão a inadequação e tantas outras atitudes, ou falta delas, que me deixavam pensativa, querendo saber o que exatamente estava errado. Aí um dia aconteceu, de meu filho assumir que era gay, o que eu ja sabia desde que meu filho era pequeno. Algum tempo depois meu ex saiu do armario e nos separamos. Contei este relato para dizer que nao acho que ser homossexual seja opção, pois sofri na carne vendo meu filho crescer diferente, discriminado pelos amiguinhos, sofrendo com isso sem entender porquê, pois quando entendeu ja era adolescente, sendo que criei os dois filhos exatamente da mesma forma. Após a separação, entendi porque meu ex acendia tantas velas, rezava tanto e fazia tantas novenas. Nunca se aceitou do jeito que era, mas chega um momento na vida que a natureza fala mais alto. Me interessei pela reportagem desta abençoada advogada, e acho que ela nao está fazendo nada de errado por fazer o seu trabalho, que é ajudar as pessoas a se adequarem ao modo como se sentem melhor.E na minha opinião, se hoje existem tantos gays, a culpa é da sociedade que não os aceita, e eles, covardes, se casam para se adequarem à sociedade. Acho tambem, com todo respeito, que Deus os ama e nao os discrimina, pois são sua obra tambem. Conheço muitos gays amigos do meu filho, e posso lhes garantir, são ótimas pessoas, honestos e muito unidos. E eu e toda mãe que tem um filho igual ao meu sabe que homossexualismo não é doença. Só quem vive uma situação como a minha entende, e observo que as pessoas são preconceituosas por pura ignorancia. Não pensem voces que foi facil pra mim aceitar esta situação. Estudei muito sobre o assunto, desde que meu filho era pequeno e eu percebi algo diferente nele. Desculpe tomar-lhes seu tempo com o meu relato, mas achei que seria útil, pois vi neste espaço muita discriminação e falta de vivencia sobre o asunto.
    Que Deus os abençõe.

  67. Cibelle Torres disse:

    agora vai ter que ser assim…

    …a pessoa procura um psicologo por que não se sente feliz com sua homossexualidade.

    Então a psicologa vai ter de dizer: olhe meu filho sinto muito… mais você está condenado a viver assim, ache ruim ou ache bom…Tenho nada a ver com isso….Eu poderia até lhe ajudar né….mais você sabe…o pessoal do moviento só aceita hétero que se torna homo, mais homo que se torna hétero…Não pode!!!

    Minha gente…até onde esse povo vai hein…

    Estão ditando e impedindo a realização da Ciência, da Psicologia!!!

    Já inventaram esse termo rídiculo da homofobia….sem nenhum respaudo científico…

    ahfi…

  68. Francisco disse:

    E tem pessoas que acham isso parte da “natureza” do homem.

  69. Fer disse:

    Para tratar de alguém que se apresente com um problema de saúde, desde que este seja considerado desta natureza, por que daríamos razão a qualquer conselho da área médica??? No entanto, como está posto pelo próprio site, ainda não existe consenso sobre o homossexualismo ser ou não uma doença. Caso não seja, o Conselho de Psicologia não tem suas razões para coibir tais tratamentos??? Não sei…sou leigo. Quanto à politização do assunto ou enxergar o problema como um pecado(religião), tornará a briga mais acirrada e sem elementos suficientes para tratar a questão. É lógico que, enquanto não se sabe a natureza do problema, aqueles que acham que podem ser ajudados por um psicólogo ou um orientador espiritual não deveriam ter esse direito restringido.

  70. Servo de Jesus disse:

    Amigos,

    Saudações a todos com a paz do Senhor Jesus

    Muita gente fala que os evangélicos são homofóbicos (ou seja, que eles têm ódio dos homossexuais). Acho que alguns pontos precisam ser devidamente esclarecidos.

    Como servo de Jesus, já tive a oportunidade de pregar pessoalmente a Palavra de Deus para muitos homossexuais. Vejam bem: eu apenas falei da Bíblia, ou seja, eu fiz a minha parte. O próprio Jesus ordena: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15). Nunca usei de violência contra nenhum homossexual (e também sou contra quem age assim). Nunca obriguei ninguém a se converter, pois somente quem tem esse poder é o Espírito Santo. Alguns até ouviram com atenção, outros fizeram pouco caso. Só sei que de uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: esses que me ouviram já não são mais inocentes diante de Deus!

    Uma verdade tem que ser dita: JESUS AMA O PECADOR (O HOMOSSEXUAL), MAS JESUS CONDENA O PECADO (A PRÁTICA HOMOSSEXUAL). É preciso que isto fique bem claro para não confundir a mente das pessoas. AMAR UMA PESSOA É UMA COISA, CONCORDAR COM A ATITUDE DESSA MESMA PESSOA É ALGO TOTALMENTE DIFERENTE!

    É verdade que Jesus é amor, MAS JESUS TAMBÉM É JUSTIÇA! Se o homossexual não quiser se arrepender de sua conduta agora (enquanto ainda está vivo), ele não terá outra oportunidade após a morte. A Palavra de Deus diz claramente:

    “Aos homens está ordenado morrer uma única vez, vindo, após isso, o juízo” (Hebreus 9:27).

    “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer. Porque tudo o que o homem semear, isso ele também ceifará” (Gálatas 6:7).

    “Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus” (1 Coríntios 6:10).

    Será que esses textos bíblicos não são mais do que suficientes para que os homossexuais se conscientizem de que eles serão condenados ao inferno após a morte se não se arrependerem de sua atitude agora (enquanto ainda estão vivos)?

    Jesus veio para todos os pecadores. Porém, Ele quer que todos se arrependam. Na parábola da mulher adúltera, Jesus disse a ela: “VAI-TE E NÃO PEQUES MAIS!” Vejam: JESUS PERDOOU A MULHER ADÚLTERA, MAS DISSE QUE ELA NÃO DEVERIA MAIS PECAR. Se aquela mulher voltasse a pecar depois de perdoada (e não se arrependesse), com certeza ela seria condenada ao inferno quando morresse!

    A Palavra de Deus ainda diz mais: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas aquele que as confessa e as deixa alcançará a misericórdia” (Provérbios 28:13). O que esta passagem quer dizer? Que o pecador que não quiser se arrepender nunca será perdodado, mas aquele que se arrepender e deixar de pecar será perdoado e abençoado por Deus.

    Vejam bem: não estou julgando ninguém (até porque eu não tenho esse direito). E não sou melhor que ninguém. Porém, estou apenas mostrando o que a Bíblia diz a respeito do homossexualismo: é uma abominação perante Deus. Se os homossexuais não concordam com o que a Bíblia diz, então que eles reclamem com Deus (que é o Autor da Bíblia).

    De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará em breve. E todas as pessoas deste mundo (inclusive homossexuais) serão julgadas por Ele. Todas as pessoas terão que dar conta do que fizeram aqui na Terra. A Bíblia é bem clara neste sentido: “Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus” (Romanos 14:12)

    Sei que muitos homossexuais vão zombar de mim quando lerem isto. Eles podem pensar o que quiserem de mim. Eu estou apenas cumprindo o meu dever de servo de Jesus. Um dia, este mesmo aviso que está sendo deixado aqui servirá de testemunho para aqueles que ignorarem o que eu disse. Quando os homossexuais que morrerem sem ter se arrependido estiverem diante de Jesus, Ele vai perguntar: “Por que vocês não leram o que o Meu servo disse naquela página da Internet sobre o homossexualismo?” O que esses homossexuais dirão? Eu não quero estar na pele deles nessa hora!

    Que estas palavras sirvam de alerta para os homossexuais. Quando Jesus voltar, não haverá mais tempo para o arrependimento! Pensem nisso!

    Um grande abraço a todos,

    Servo de Jesus

  71. Luanda disse:

    Gente, li todos os post. E vejo que, sinceramente, embora cada um tenha sua opnião, e que possa ter a liberdade de expressá-la acredito que devam se respeitar, e ficar discutindo através de blog para ter a razão não leva a lugar nenhum. Mais senti de comentar neste blog, e de antemão vier a ofender alguém já peço desculpa, caso comente algo que seja ignorante, ou que eu desconheça.

    Bom, a minha opnião reférente ao que a psicóloga Rozângela Alves Justino, está passando, é que se a PSICOLOGIA pode ajudar pessoas que NÃO SE SENTEM bem referente a uma conduta que ELA MESMO SE AUTO-DISCRIMINA, uma atitude, ação, que ELA MESMA NÃO ACEITA, e não se sente bem, sendo a questão homossexual, ou não, ela deve procurar uma ajuda SIM.
    Referente a questão da religiosidade da psicóloga e o trabalho que ela está desenvolvendo, pode sim haver uma ligação no que ela acredita e realmente prega. Se ela é uma cristã, conhecedora da palavra de Deus, sabe muito bem que Deus criou o “homem para mulher, e a mulher para o homem”, por que ela deveria pregar o contrário?. Sendo que foi assim que ela aprendeu. Se ela não se sente bem ajudando um homossexual que queira assumir sua identidade HOMOSSEXUAL, ela encaminhe a um especialista, não é a área dela está mais do que certo.
    Agora a questão dela ir para mídia, que o COnselho Federal de Psicologia proíbe é a manifestação da opnião dela, que como psicóloga é proibida, e falta de ética. Realmente é falta de ÉTICA. Mais prestem atenção, que é que a denunciou como “CAÇADORA DE HOMESSEXUAIS”? QUEM FOI QUE A LEVOU PARA MÍDIA?

    Foi o movimento Gay!
    Não foi uma atitude dela. Vejo que há muita contradição de informações, e pegaram uma simples mulher para tacar pedras. E que tinha uma vida comum, ajudava quem dela necessitasse. Mais provavelmente Um Cidadão não gostou da atitude, por que não quer perder um Gay do Movimento, pqr o movimento vai fraquejar? E o coração daquela pessoa? Estão realmente preocupados com a situação pessoal, intima, dela ou com o “Movimento”?

    É mais relevante a vida, ou um “MOVIMENTO”?

    Olha, eu respeito os homossexuais, não atiro pedra em nenhum, mais pqr atiraria em uma PSICOLOGA?

    Outra, tmbm não defendo o fato de eu conhecer a palavra de Deus me utilizar dela para humilhar, julgar ou sair por cima em uma discução!

    Deus bem sabe das coisas, e bem conhece o coração humano!

    Então, acho que ninguém necessita estar CITANDO versículos da bílbia para ganhar a razão de ninguém, não temos a necessidade de Sermos mais que Deus, e isso sim é pecado.

    Eu não vou levantar uma bandeira, e dizer: NA bíblia diz isto e isto. Mesmo pqr Deus tudo sabe gente, e Deus tudo pode vê! Então se meu irmão não conhece a palavra de Deus, eu simplesmente DEVO orar para que Deus tenha sim misericórdia desta pessoa, e que possas um dia poder provar do seu amor da maneira QUE DEUS DESEJAR!

    Entende, que em primeiro LUGAR É A VONTADE DE DEUS!!!!! E não a nossa!

    Outra, a quem cabe JULGAR??? A Deus.

    Sinceramente, oro para que Deus esteja realmente na vida desta psicóloga, e que seja feito a VONTADE dele na vida dela, pqr se for para permitir que Deus permita, senão será do jeito dele. Deus não deixa um filho seu queimar no fogo, a não ser que ele tenha um propósito na vida dele.

    Não devemos julgar, nem ela, nem os gays, e assim eles deveriam agir assim contra quem não é, muito menos quem quer deixar de ser.

    Sabe, a falta de RESPEITO E DO AMOR, está de uma maneira tão grande que os valores realmente estão sendo perdidos!

    Eu acredito na palavra de Deus, e fico feliz pelos testemunhos de EX-GAYS! Assim como EX-DROGADOS, assim como EX-LADRÂO.

    Gay, não é uma RAÇA, como estão querendo difundir no MUNDO TODO. Ser gay, estar gay, ou sei lá, os HOMENS ESTÃO CRIANDO TANTAS Definições que não levam a lugar nenhum hoje em dia.

    Então, ser gay, estar gay, não implica, nem aumenta e nem diminui o fato de ele ser UM SER HUMANO, UM CIDADÃO, UM CRISTÃO, UMA PESSOA AMÁVEL, E TMBM NÃO cria nenhuma barreira para ser alguém desprezível. Não é o fato de sua opção sexual que vá mudar o seu caráter a não ser que já seja assim!

    Concluo que, devemos nos respeitar mais, ter posições de amor diante ao que CRISTO REALMENTE ENSINOU e devemos agir de acordo com a vontade de Deus, e sob o Espírito Santo de Deus.
    Caminhar aos passos de JESUS CRISTO, o que vem sendo esquecido por muitos a todo tempo.

    Obrigada pelo espaço, e mesmo não concordando com algumas atitudes, eu ainda assim fico feliz pela discução, pqr é importante expressar opniões. Só não acho que caiba a querer humilhar ou vexar alguém por não ter informações suficientes para não poder argumentar.

  72. Rafael disse:

    Irei apenas fazer algumas perguntas: Os homosexuais afirmam que é uma escolha, escolha da opção sexual… então porque é tão dificil um que escolheu a opção homo desejar tornar-se hetero? Porque ja que é uma escolha, não paro e volto na hora que quiser sem ficar pensando ou desejando. Outra… se e uma opção sexual, porque os homosexuais não aprovam que a pessoa na condição de gay, agora escolha a opção HETEROSEXUAL.

    Meus amigos, não é tão simples assim que nem a mordaça dos ativistas homosexuais disseminam.
    Jesus , só ele pode ajudar a fazermos a escolha certa e abandonar práticas e vicios. Ele não condena a pessoa e sim o ato.

    Forte abraço para gays e não gays

  73. Michele Oliveira disse:

    Rafael,
    Nem toda escolha é fácil, há escolhas difíceis.
    Escolher a estrada estreita é um caminho difícil, que a maioria evita.Mas é recompensador.

  74. Ailton disse:

    Parabens a Dra. Rozangela, e caso precise estarei ao dispos da mesma, pois, não da mesmo para aguentar tanta besteira, hoje no caso estamos enfrentando o naior problema de chuvas no sudeste e bandidos no Rio, e nosso ministro da fazenda está envolvido no problema de gays, daqui a pouco sai lei que seremos obrigados a ser gays, pare com isso. Tamos assuntos muito mais importantes a tratar e deixar que a Dra. trabalhe com quem a prtocure, pois, o conselho de medidina deveria tb. saber que esta tirando a livre escolha em querer sair desta vida, isso sim é discriminação, agora nunguem mais pode escolher…..

  75. Andeilda disse:

    Fico impressionada com tanta ignorância, Vocês não acreditam em Deus? Acredito que muitos de vocês precisam ler a Bíblia para saber que Deus condena o Homossexualismo. Em Romanos: 1 e Levítico 20 não me recordo os versículos, fala que todos que cometem este ato pagarão pelo seu erro. Em João 8:32 diz: conhecereis a verdade e a verdade vos libertará, a verdade é a palavra de Deus que é a Bíblia, com certeza se lessem errariam mas reconheceriam seu erro e pecado. Em Provérbios diz: Bem aventurado o homem que acha sabedoria e adquire conhecimento, a sabedoria vem de Deus e o conhecimento você adquire. Também em II Crônicas 7:14 diz: Se o meu povo, que se chama pelo seu nome, se humilhar, e orar, buscar minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Está faltando muito nas pessoas procurarem ler a Bíblia, pois ela é o manual do ser humano. A Bíblia fala que em breve Jesus voltará e muitos falarão Senhor, Senhor e ele não os ouvirá, porque deixaram de obedecer a ele. Voltando ao assunto sobre Homossexualismo, muitos acreditam que é doença, claro que não, se fosse doença Deus não condenaria na Bíblia, pois doença Deus cura e não condena.

  76. gyzw disse:

    O homossexualismo pode não ser doença pode não ser distúrbio
    Pode não ser demônio, mais que é muito estranho isto é

  77. Andeilda disse:

    Minha querida Luanda, Você está confundindo as coisas, se Jesus diz na Bíblia em Marcos 16:15 e 16, “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura, quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado,” a palavra será está no futuro, quer dizer que será salvo ou condenado. Você disse que ninguém pode ficar citando versículos da Bíblia para ganhar a razão de ninguém, pecado é não mostrar a palavra de Deus. Você mesma disse que devemos caminhar aos passos de Jesus Cristo, então minha querida temos que obedecer o que está escrito na Bíblia, você fala uma coisa e contradiz outra, realmente você está precisando de ler mais a Bíblia. Em mateus 22:29 diz: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. Ou você está sendo contra Deus!

  78. Andeilda disse:

    A propósito querida Luanda e todos que quizerem ler, quero passar os versículos da Bíblia que diz que Deus condena o homossexualismo. Leia: Romanos 1:26 e 27, Levítico 20:13 e I Coríntios 6:10, Deus pede na Bíblia que obedeçamos a ele, se ele está condenando, porque questionar a ele? Deus é Santo e puro, não aprovaria um ato totalmente contrário a sua criação. Deus criou o homem para a mulher e a mulher para o homem. Muitos acham que seus atos são certos e querem tentar se justificar, Jesus diz em sua palavra que não podemos seguir a Deus e ao diabo, ou segue a Deus ou segue ao diabo. As coisas deste mundo são passageiras e momentâneas, não vale a pena fazer coisas que não agradam a Deus, são passageiras, não vão nos levar a nada neste mundo, mas obedecer a Deus nos levará a vida eterna. leiam: João 12:46 a 48.

  79. Jotamendes disse:

    Andeilda, gostei de suas colocações. Aproveito para lembrar que o coito anal é uma perversão (O anus é uma via de eliminação de dejetos), e que portanto imprópio e condenável naturalmente. Como é uma zona erógena acaba, se estimulada, sendo usada para chegar ao libido. Sendo assim, este tipo de prazer é, e sempre será, uma distorção para aqueles que a praticam. As consequências são fisicas e/ou psiquicas : Fissura anal, hemorróidas, neoplasias, doenças sexualmente transmitidas, disturbios do comportamento (depressões, etc…). Devemos como cidadãos e sobretudo cristãos, nos posicionarmos contrários a estas práticas tão deletérias para a saúde fisica e espiritual dos
    irmãos,que infelizmente nesta época pós-moderna insistem em
    legalizar este ato abominável procurando transformá-lo em natural; alertando nossos filhos e interlocutores sobre o perigo que isto acarreta, pois nos afasta de uma procriação saudável e
    portanto não condizente com Deus.
    À propósito: que estamos fazendo de concreto para defendermos a Dra.Rozangela Alves Justino. Não está na hora de organizarmos um manifesto com abaixo assinado? Afinal pelo que me interei, ela apenas tentava ajudar aqueles que a procuravam como auxilio na resolução de suas angústias, não?!

  80. Romilda disse:

    Sou professora de uma escola pública e estou sendo vítima de calúnia, porque na outra escola uma professora de inglês e um professor de geografia (acadêmico de direito) ficaram chateados comigo achando que eu andava falando mal deles,ela virou-se para mim dizendo que eu estava incomodada com a vida deles,depois perguntou se eu estava afim dela,respondi que não,porque não sou homossexual,sou mãe e bem casada e não pratico nenhum ato homossexual,pois não tenho preconceito com pessoas homossexual,sou contra o que eles fazem, homossexualismo.Então resoulveram se vingar,querendo mostrar pra outros colegas e até para os alunos uma imagem distorcida sobre minha pessoa.Hoje não trabalho nessa escola, mas na atual escola tem outro grupo que soube da história e outra resoulveu se insinuar para mim,pedi respeito e disse que não pertenço ao grupo deles.Para se vingar a maioria dos homossexuais utilizam algo tão baixo que é a calúnia,porque eles mesmos sabem que homossexualismo não é normal,por isso que eles utilizam o mesmo termo para atacar as pessoas que não praticam esse ato pecaminoso.Deus sabe que eu nunca fui e não sou homossexual.Os homossexuais que se utilizam da calúnia para dar a entender que os heteressexuais são como eles deveriam procurar ajuda psicológica porque nem eles mesmos se aceitam.Por que muitos homossexuais perseguem os heteressexuais quando descobrem que nós somos contra ao homossexualismo?

  81. disse:

    Enquanto vcs estão preocupados em criticar, sem ao menos saber o que estão falando; nós homossexuais estamos VIVENDO e muuito felizes.

    Nossa!Quantos comentários ridículos, vcs deveriam ter vergonha de falar sobre coisas tão absurdas no qual desconhecem como ”estive homossexual”, ”homoxessualismo”, ”libertar o próximo”… Sinceramente me acabei de rir, retiro minhas risadas se quem falou sobre libertar foi Jesus Cristo.
    Gostam tanto de falar em Deus,de mostrar trechos da Bíblia, não devem saber que não se pode usar o nome de Deus em vão.

  82. Paula disse:

    Verbete Rozangela Justino na Wikipedia poderá ser apagado

    Mais um exemplo de como a Wikipédia é controlada pela militância gayzista:

    O artigo sobre a Dra Rozangela Justino na Wikipédia foi colocado em votação para ser eliminado. Quem propôs a eliminação foi um dos muitos defensores da causa gay que comandam aquele espaço, um sujeito extremamente agressivo, que lá assina “Heitor C Jorge”, e que toma conta do artigo igual um cão feroz, impedindo qualquer inclusão de informação que não seja conveniente ao movimento homossexual.

    Tentei participar da votação, mas precisa ser usuário cadastrado já há um tempo para poder votar.

    Acho que vale a pena dar uma lida lá e, se for de seu interesse, se manifestar sobre a questão.

    Abaixo, os links (leiam as discussões):

    Página de votação: Wikipedia:Páginas para eliminar/Rozângela Justino – http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipedia:P%C3%A1ginas_para_eliminar/Roz%C3%A2ngela_Justino

    Rozângela Justino (verbete) – http://pt.wikipedia.org/wiki/Roz%C3%A2ngela_Justino (provavelmente será apagado em breve)

    Rozângela Justino (verbete-discussão) – http://pt.wikipedia.org/wiki/Discuss%C3%A3o:Roz%C3%A2ngela_Justino (provavelmente será apagado em breve)

  83. Ozivan disse:

    Olá, acredito que Deus pode mudar muitas coisas inclusive a pessoas que desejam sair da vida gay. Eu penso isto ñ é fácil a té pq a homo é uma prática k está atrelada a carencias de pessoas ou ausencias de referencias de homens ou mulheres k vivem a vida gay. Mas em Rm 12.2 e Rm 2 diz que tudo ñ passa de uma ação humana na qual eles, os seres humanos caem em seus proprios enganos. Parabens a Rozangela Justino.

  84. Não posso dizer disse:

    Se você disser a estes psicopatas, que não quer mensagens subliminares nos programas de televisão, nem professores aplicando sutilmente uma engenharia social, meticulosamente estipulada para perverter as mentes dos nossos filhos, que ainda virão a gostar de coisas, que inevitavelmente, refletirão essa engenharia social, ou seja, cercados por todos os lados. Bom, aí você é taxado de intolerante.
    Se você ajuda pessoas a superarem os transtornos íntimos de um estilo de vida, que nem sempre foi escolhido por elas, é isso que lhe acontece. Vai parar no tribunal! Essa revolução, anti-repressiva, vai me saindo uma bela duma ditadura! E dura de engolir ainda por cima, desde seus argumentos, até o seu autoritarismo.

  85. Romilda disse:

    Uma profissional exemplar é a psicóloga Rozângela Justino, que deve continuar exercitando o seu trabalho, pois o mundo precisa de muitos profissionais como ela. Infelizmente muitos não conseguem enxergar a lei da natureza que Deus criou com perfeição e equilíbrio, essas pessoas cegas querem destruir famílias tradicionais e invadir espaços de pessoas que não concordam com homossexualismo, a maioria destes atacam sem respeitar ninguém, criam histórias mentirosas para destruir casais heteressexuais. Fui vítima de calúnia, talvez porque sou uma pessoa que cumprimenta todo mundo, um desses confundiu a minha educação pela hipocresia e imoralidade mental. Nunca desejei pessoas do mesmo sexo, tenho abominação. Hoje já sou mais cautelosa pra não ser confundida como um deles. Nasci mulher, vou morrer mulher, sendo amada e desejada pelo homem maravilhoso como o meu marido. Que os valores, a ética e a moral não se apaguem. Que o mundo dê espaço para pessoas trabalharem para o bem, equilibrado a harmonia social com a finalidade de fazer os grupos se respeitarem.

  86. Andeilda de Andrade Fonseca disse:

    Fico muito triste em saber que realmente as pessoas não estão dando atenção a palavra de Deus. Tem muitos comentários e versículos Bíblicos citados, inclusive meus também que realmente não entram na mente de ninguém, querem acreditar que porque a pessoa escolheu o homossexualismo tudo bem, o que importa é a felicidade, que hipocrisia, achar que um pecado desse seja felicidade. Deus fala na Bíblia que não amemos o mundo e as coisas do mundo, quem é a favor do mundo é contra Deus. Realmente só tendo uma mente muito debilitada para achar que Deus aprovaria um ato como este, já que Deus é puro e Santo. Me admiro tantos comentários citados, dá pra ver que escrevem bem, mas que realmente não tem sabedoria para entender a palavra de Deus que condena tais pecados. Quem não quiser viver princípios Bíblicos cuidado! Porque Deus em breve voltará e levará com ele os escolhidos, isto é aqueles que obedecem e seguem a Ele. Reflitam mais e procurem ler a Bíblia que encontrarão respostas assim como encontrei e encontro a cada dia. Se querem ler mais sobre o homossexualismo leiam os versículos e vejam que Deus condena: Levítico 20.13, Romanos 1.26-27.

  87. ELIAS disse:

    SÛ,

    Li a sua colocação aqui, e, aproveitando a oportunidade de que disponho neste mesmo espaço, gostaria de questionar alguns pontos que você menciona e também manifestar a minha opinião.

    Logo de início, você disse:

    “Enquanto vocês estão preocupados em criticar, sem ao menos saber o que estão falando, nós, homossexuais, estamos vivendo e muito felizes”.

    Existe uma diferença muito grande entre criticar conduta e discriminar pessoa. Como servo de Deus, eu não posso, em hipótese nenhuma, aceitar o homossexualismo como algo normal ou correto. Eu obedeço o que a Bíblia ensina. O homossexualismo, segundo a Bíblia, é uma blasfêmia contra Deus. No caso, eu estou criticando somente a sua conduta (que é o homossexualismo). Estou te dizendo o que eu penso sobre isso (e também o que a Bíblia diz). Se você não quer concordar com o que eu digo (ou não quer aceitar o ensinamento da Bíblia), é um direito que lhe assiste (até porque, da mesma forma que eu, você tem o livre arbítrio para discordar do que eu estou te dizendo).

    Agora, se eu te xingasse de algum nome feio, se eu dissesse alguma piada por você ser homossexual, ou se eu te desrespeitasse de alguma forma, aí sim eu estaria te discriminando, te ofendendo, enfim, eu estaria agindo de forma errada. E aí eu teria que responder perante a lei por este meu erro. Será que deu para você perceber a diferença entre ambas as coisas (criticar conduta e discriminar pessoa)?

    Você disse que nós nem ao menos sabemos o que estamos falando. Acho que você se equivocou. Nós sabemos muito bem do que estamos falando. Estamos falando do pecado (que é o que Jesus condena). Como servos de Jesus, nossa obrigação é sempre pregar contra todo e qualquer pecado (seja ele qual for, inclusive o homossexualismo). Mesmo que ninguém aceite a nossa pregação (ou mesmo que ninguém se converta), temos que obedecer ao que Jesus nos ordena: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15). Aceita ou acredita quem quiser (até porque todo mundo é dotado de livre arbítrio).

    E tem mais um detalhe que vocês (você e os demais homossexuais) precisam entender: JESUS AMA O PECADOR (QUE É O HOMOSSEXUAL), MAS JESUS CONDENA O PECADO (QUE É A PRÁTICA DO HOMOSSEXUALISMO)! AMAR UMA PESSOA É UMA COISA, CONCORDAR COM AS ATITUDES DESSA MESMA PESSOA É OUTRA COISA TOTALMENTE DIFERENTE!

    Infelizmente, os homossexuais confundem amor com permissividade ou tolerância. Devido a essa distorção (ou melhor, deturpação) de conceitos, eles acham que amar significa aceitar naturalmente o pecado (e não dizer nem fazer nada). Só porque eu amo uma pessoa, eu tenho que, obrigatoriamente, aceitar as coisas erradas que ela faz? Não! Quem ama sempre corrige quando é preciso! O próprio Jesus disse: “Eu repreendo e castigo a todos quanto amo” (Apocalipse 3:19). Na verdade, quem faz isso (ou seja, quem tolera o pecado e fica indiferente) é cúmplice do pecado, ou melhor, é tão (ou mais) culpado quanto o próprio pecador. Em relação a isso, a Bíblia diz claramente: “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado” (Tiago 4:17).

    Quem ama sempre corrige, ou sempre diz a verdade quando é necessário (mesmo que esta verdade seja muito dura). Quer ver um exemplo de amor (mas também de correção)? A parábola da mulher adúltera. Eis o que a Bíblia relata:

    João, capítulo 8, versículos de 3 a 11:

    3 E os escribas e fariseus apresentaram a Jesus uma mulher apanhada em adultério;
    4 E, pondo-a no meio, disseram-Lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando.
    5 E na lei, Moisés disse que tais mulheres devem ser apedrejadas. E Tu, pois, o que dizes?
    6 Isto diziam eles, tentando-O, para que tivessem de que O acusar. Mas Jesus, inclinando-Se, escrevia com o dedo na terra.
    7 E, como se insistissem, Ele Se endireitou e lhes disse: Aquele dentre vós que estiver sem pecado, que atire nela a primeira pedra.
    8 E, tornando a Se inclinar, escrevia na terra.
    9 Quando ouviram isto, começaram, aos poucos, a saírem, um por um: primeiramente os mais velhos, até os últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio.
    10 E, endireitando-Se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
    11 E ela respondeu: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Eu também não te condeno; vai-te, e não peques mais.

    Observe atentamente o que Jesus disse à mulher no versículo 11: “VAI-TE E NÃO PEQUES MAIS”. Eu pergunto: Jesus aceitou o pecado dela (ou concordou com o que ela fazia)? A resposta é “NÃO!” Jesus teve amor pela pecadora (a mulher adúltera), mas Ele condenou o pecado dela (o adultério). Jesus não aceitou o que ela estava fazendo de errado. Jesus não disse a ela: “Viva como você quiser, Eu não Me importo”. Muito pelo contrário: Ele foi taxativo em relação ao que ela fazia de errado. Ele deu uma ordem bem direta a ela: “NÃO PEQUES MAIS”. Será que você ainda tem alguma dúvida disso (de que quem ama, corrige)?

    Vamos supor que você tenha um filho que você ama muito. Agora vamos imaginar que ele quer colocar o dedo numa tomada. Ora, sabemos que uma tomada dá choque. O que o seu filho quer fazer é totalmente errado (e é uma atitude que pode colocar a própria vida dele em perigo). Será que você, por amar seu filho, vai deixar ele fazer isso (e não vai fazer e nem dizer nada para impedir)? É isso que você chama de amor, ou seja, amor, na sua concepção, é deixar qualquer um fazer o que quiser (e não assumir as conseqüências)? E se (que Deus não permita) ele tomar um choque que o mate, será que a sua consciência não vai ficar pesada? Onde está o amor que você tem pelo seu filho? Se você diz amar seu filho, por que você deixou ele colocar a própria vida dele em perigo? E agora, o que você tem a dizer sobre isso?

    Você diz que vocês (homossexuais) estão vivendo muito felizes. Na verdade, vocês dizem estar felizes por estarem fazendo coisas erradas enquanto nada de errado acontece (ou enquanto ninguém é seriamente prejudicado). Isso porque vocês estão todos presos no pecado, estão cegos pelas mentiras de Satanás (2 Coríntios 4:4). O pior de tudo é que vocês não querem admitir isto! Mas esta é a dolorosa verdade que vocês precisam saber!

    A Palavra de Deus é bem clara (e bem direta) em relação ao pecado: “Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer. Pois tudo que o homem semear, isso ele também ceifará” (Gálatas 6:7). Em outras palavras: todas as coisas erradas que os homossexuais estão fazendo agora terão, cedo ou tarde, as suas devidas conseqüências. E a pior delas, sem dúvida, será a AIDS. Como vocês (homossexuais) viverão a partir do momento em que algum de vocês for (ou já estiver infectado) por esta doença (que é incurável)? Será que vocês ainda continuarão a serem felizes (como supõem), quando souberem que morrer será somente uma questão de tempo? Não seria bom se vocês refletissem seriamente sobre isso?

    Depois, você ainda disse:

    “Nossa! Quantos comentários ridículos, vocês deveriam ter vergonha de falar sobre coisas tão absurdas no qual desconhecem como ‘estive homossexual’, ‘homossexualismo’, ‘libertar o próximo’… Sinceramente, me acabei de rir, retiro minhas risadas se quem falou sobre libertar foi Jesus Cristo”.

    Eu vou ser bem sincero em relação a essa sua colocação: eu não me assustei nem um pouco ao ver que você reagiu desta forma (dizendo que nossos comentários são ridículos). Aliás, isso já era esperado: quase todos os homossexuais (90% deles) têm o costume de ironizar os evangélicos. Eu mesmo já fui insultado por muitos deles ao falar de Jesus. Já me xingaram de homofóbico, de retrógrado, de antiquado, enfim, já me disseram uma porção de coisas terríveis. Eu não importei nem um pouco: apenas cumpri a minha obrigação, que é pregar a Palavra de Deus. Se eles não quiseram aceitar, é problema deles. No dia do juízo final, ninguém diga que não foi avisado (não vai ter desculpa)! Com certeza, Jesus vai perguntar a esses mesmos homossexuais: “Meu servo falou sobre o homossexualismo para vocês, mas vocês não quiseram se arrepender disso (que é algo que a Minha Palavra condena). Por que vocês não quiseram dar ouvidos ao que o Meu servo disse?” O que esses homossexuais dirão? Eu não quero estar na pele deles neste mesmo dia!

    Muitos homossexuais pensam que vão escapar do juízo de Deus. Ninguém se iluda: todos nós (inclusive eu e você) estaremos, um dia, diante de Deus para prestar conta do que fizemos aqui na Terra. A Bíblia diz com todas as letras: “Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus” (Romanos 14:12). Se você quer continuar sendo homossexual (e não quer se arrepender), é um direito seu. Mas saiba que um dia você estará diante de Jesus. E o que você dirá a Ele neste dia? Será que você tem coragem o suficiente para encarar Jesus face a face no dia do juízo? Ou você pensa que Ele não vê as coisas erradas que vocês (você e os demais homossexuais) fazem às escondidas?

    Quanto ao que você disse que deveríamos ter vergonha de falar sobre coisas que, para você, são absurdas (“estive homossexual”, “homossexualismo”, “libertar o próximo”), acho que você se equivocou mais uma vez. Não existe nada de absurdo no que falamos. Quando uma pessoa diz que esteve homossexual, significa que a pessoa viveu, durante um certo tempo, na prática do homossexualismo, e que, hoje, esta mesma pessoa já não é mais homossexual. Em outras palavras: esta pessoa foi liberta por Jesus do homossexualismo. O próprio Jesus disse: “Se, porém, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8:36). Existem vários testemunhos (disponíveis inclusive na Internet) de ex–homossexuais (como Joide Miranda e Paulinho de Jesus). São testemunhos que mostram que somente Jesus pode transformar qualquer pecador (mesmo o pior de todos) em um servo fiel Dele. O próprio Jesus disse: “Aos homens isto é impossível, mas para Deus tudo é possível” (Mateus 19:26).

    Você disse que se acabou de rir com o que leu aqui. Se você quiser rir da minha cara, ou me criticar (como eu tenho certeza de que você fará isto ao ler esta minha mensagem), tudo bem: pode rir de mim à vontade, pode falar o que quiser (eu não me importo nem um pouco). Isso, para mim, não quer dizer nada (até porque eu já passei por situações como esta). Se você quer viver na sua vida de pecado (e não quer se arrepender antes da morte), continue assim. Agora eu te pergunto uma coisa (e quero que você responda com toda sinceridade): será que você vai rir quando você estiver diante de Jesus? E na hora em que Ele te disser: “Aparte-se de Mim, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”, será que você vai rir?

    Pelo menos num ponto você tem razão: quem falou sobre libertar foi realmente Jesus. Tanto é verdade que Ele mesmo disse: “Se, porém, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8:36). O que Jesus está querendo dizer é que somente Ele tem poder para libertar a pessoa dos pecados. Só que tem um detalhe: a própria pessoa tem que desejar ser liberta. Jesus não força ninguém a obedecer a Ele contra a vontade. Ele respeita o nosso livre arbítrio de querer ser liberto ou não.

    Vamos agora supor que Jesus te diga assim: “Sû, eu te amo muito e quero te levar para o Céu quando você morrer. Mas a condição que Eu exijo para te salvar é esta: você só vai para o Céu se você deixar de ser homossexual, aceitar a Mim como Salvador, e viver em obediência à Minha Palavra”. Diante dessa proposta, o que você responderia para Jesus? Será que você rejeitaria um convite desses? E se Jesus te dissesse: “Se você continuar sendo homossexual e não quiser se arrepender disso, Eu vou te condenar ao inferno após a sua morte!”, o que você responderia? Você teria coragem de dizer “não” a Jesus por causa do seu pecado?

    Depois, você ainda disse:

    “Gostam tanto de falar em Deus, de mostrar trechos da Bíblia, não devem saber que não se pode usar o nome de Deus em vão”.

    Falamos de Deus e da Sua Palavra porque esta é a nossa obrigação. Como eu disse anteriormente (e torno a repetir), a minha obrigação, como servo de Deus, é obedecer à ordem de Jesus: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15). Eu tenho a obrigação de pregar a Palavra de Deus por onde quer que eu vá (e a todo e qualquer pecador, inclusive o homossexual). Porém, ninguém é obrigado a aceitar a minha pregação (ou se converter). A Palavra de Deus diz que a pregação não é por força e nem por violência. Eu só faço pregar. Não vou (e nem posso) obrigar ninguém a se converter, até porque só quem pode convencer o homem do pecado é o Espírito Santo (como Jesus disse em João 16:8).

    Se eu não obedecer ao mandamento de Jesus (que é o de pregar o evangelho), eu estou sendo omisso. O que significa ser omisso? Significa deixar de obedecer a uma ordem dada por alguém. E, querendo ou não, eu vou prestar contas da minha omissão. Eis o que a Bíblia diz sobre isso:

    Ezequiel, capítulo 3, versículos de 18 a 21:

    18 Quando Eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio sobre o seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade; mas o sangue dele, Eu o exigirei da tua mão.
    19 Mas, se tu avisares ao ímpio e ele não se converter da sua impiedade e do seu mau caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma.
    20 Semelhantemente, quando o justo se desviar da sua justiça, e cometer a iniqüidade, e Eu puser diante dele um tropeço, ele morrerá: porque tu não o avisaste, no seu pecado morrerá; e suas justiças, que tiver praticado, não serão lembradas; mas o sangue dele, da tua mão Eu o exigirei.
    21 Mas, avisando tu o justo, para que ele não peque, e ele não pecar, certamente viverá; porque foi avisado; e tu livraste a tua alma.

    Traduzindo esse texto bíblico de modo bem claro (e para que não haja qualquer tipo de dúvida), Jesus está dizendo o seguinte: se eu não falar do evangelho para os homossexuais, eu vou ter que prestar contas do sangue (ou melhor, da alma) de cada um deles a Jesus no dia do juízo. E por quê? Porque eu deixei de alertar a eles contra o pecado (ou seja, eu fui omisso).

    Mas se eu já preguei a Palavra de Deus para todos eles, e, mesmo assim, eles não quiserem se converter, aí eu já não serei mais culpado pela perdição deles. Eu já fiz a minha parte, ou seja, do sangue deles eu já estou livre. Eles não se arrependeram porque não quiseram. E aí eles é que vão ter que se explicar a Jesus!

    Você disse que gostamos de mostrar trechos da Bíblia. Sim, isso é verdade. Mas o que mostramos são os trechos bíblicos que condenam o homossexualismo. Veja alguns deles:

    “Com varão não te deitarás, como se fosse com mulher: abominação é” (Levítico 18:22)

    “Quando também um homem se deitar com outro homem como se fosse mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; e o seu sangue será sobre eles” (Levítico 20:13)

    “Pelo que Deus os entregou às suas paixões infames. Pois até as mulheres mudaram o seu uso natural, contrário à natureza (ou seja, deixaram de se relacionar sexualmente com os homens). Semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher (isto é, deixando de ter relações sexuais com as mulheres), se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão (ou seja, os homens fazendo sexo com outros homens), cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a punição que convém ao seu erro” (Romanos 1:26–27)

    “Não erreis: nem os devassos (aqueles que se prostituem), nem os idólatras, nem os adúlteros (os que traem maridos e esposas), nem os efeminados (os homossexuais), nem os sodomitas (os que praticam o sexo anal e outros tipos de perversões sexuais), nem os ladrões, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus” (1 Coríntios 6:10)

    Biblicamente falando, o homossexualismo é uma verdadeira abominação. Sabe o que significa abominação? É algo que Deus detesta e condena, é uma coisa que é repugnante aos olhos Dele. Se os homossexuais pudessem ver o quanto a conduta deles é uma grave blasfêmia, é um pecado horrível contra Deus e, principalmente, o quanto Deus fica com nojo dessas coisas erradas que eles fazem, talvez eles se convertessem.

    Nós (eu e os demais servos de Deus) sempre pregamos (e continuaremos a pregar) contra o pecado (inclusive o homossexualismo) onde houver uma oportunidade. Por que fazemos isso? Porque temos amor pelas almas deste mundo que estão, momentaneamente, sem Jesus. E sabemos que, se elas não forem alertadas contra o pecado e não se converterem enquanto ainda têm tempo (ou seja, enquanto ainda estão vivas), elas serão condenadas ao inferno após a morte. Deus não quer condenar ninguém. Se dependesse somente Dele, todas as pessoas do mundo seriam salvas. Mas, infelizmente, Deus não pode fazer isso. E por quê? Porque Ele respeita o livre arbítrio de cada um em querer obedecer a Ele ou não. Ele não salva quem não quiser ser salvo.

    Outra coisa: você disse que não devemos usar o nome de Deus em vão. Nisso você tem razão. O próprio Deus disse que não devemos tomar o nome Dele em vão (Êxodo 20:7). Não podemos jamais desobedecer a este mandamento.

    Só que você, mais uma vez, está deturpando as coisas. Usar o nome de Deus em vão é uma coisa, pregar a Palavra de Deus contra o pecado é outra coisa totalmente diferente. Eu não posso, como servo de Deus, usar o nome Dele em vão. Agora, deixar de pregar contra o pecado só porque isso incomoda algumas pessoas (como você), isso eu nunca vou fazer.

    Na verdade, vocês (você e os demais homossexuais) não querem que ninguém fale nada contra as coisas erradas que vocês fazem, vocês querem viver como ímpios. Sabe o que significa ser ímpio? Ímpio é aquele que vive somente na prática do pecado e não quer se arrepender. Se dependesse exclusivamente de vocês, não existiria nenhum servo de Deus pregando contra o homossexualismo. Vocês gostariam de ter um mundo próprio, para viverem totalmente na libertinagem e na promiscuidade (como em Sodoma e Gomorra), não importando o que acontecesse (nem se alguém fosse contaminado pela AIDS). Não é isso que vocês (homossexuais) realmente querem?

    O que você gostaria é que a Bíblia não falasse nada contra o pecado. Saiba de uma coisa: a lei de Deus nunca poderá ser mudada por nada nem ninguém, porque é uma lei eterna e imutável. O próprio Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra” (Mateus 5:17–18). Se você não aceita que a Bíblia seja contra o pecado (inclusive contra o homossexualismo), vá reclamar com Deus (porque foi Ele mesmo quem estabeleceu isso). Se Deus criou a Sua lei para que ela seja desta forma (contra todo e qualquer pecado), assim será até o fim (e nós, como criaturas Dele, temos mais é que aceitar o que Ele determinou e também obedecer ao que Ele nos ordena).

    Outra coisa: eu nunca vou deixar de pregar contra o homossexualismo só porque vocês (você e os demais homossexuais) querem. Mesmo que ninguém aceite a minha pregação, eu jamais vou deixar de cumprir a minha obrigação de servo de Deus. Mesmo até que me ameacem de morte (como já me ameaçaram), ainda assim eu não vou deixar de obedecer ao Deus que eu sirvo, enfim, eu não vou (e não quero) ser cúmplice do pecado de ninguém.

    Eu vou dizer somente mais uma coisa: você quer continuar sendo homossexual? Continue. Quer rir da minha cara ao ler isto aqui? Pode rir. Quer me xingar de homofóbico (ou de qualquer outro nome feio)? Pode me xingar e me insultar à vontade. Quer viver fazendo pouco caso dos servos de Deus (como eu e outros) que nunca deixarão de pregar contra o pecado? Faça. Afinal, você é livre. Você tem livre arbítrio para fazer o que quiser da sua vida. Viva como você deseja.

    Só não se esqueça de uma coisa: eu já lhe alertei exaustivamente (desde o início desta mensagem) contra o pecado. Portanto, você já não é mais inocente a partir de hoje. E ainda tem um outro detalhe bastante crucial: um dia, você, querendo ou não, estará diante de Jesus. Com certeza, Ele vai te perguntar: “Sû, teve um servo Meu que te falou, numa página da Internet, sobre o homossexualismo. Você leu a mensagem dele, e, mesmo assim, você não quis se converter. Por que você não deu ouvidos ao que ele disse?” Que desculpa você vai dar a Ele neste mesmo dia? Falta de aviso eu te garanto que não vai ser!

    De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia. E Ele virá quando as pessoas menos esperarem (ou seja, Ele virá de surpresa). Ele mesmo garantiu: “Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã” (Apocalipse 22:10–16).

    Desejo, desde já, que esta mensagem que eu coloquei aqui faça você refletir melhor sobre a sua própria vida. Como eu disse antes, Jesus voltará um dia. E Ele virá para julgar a todas as pessoas (inclusive você). Espero que você saiba tomar a decisão certa enquanto ainda há tempo. Depois, não diga que ninguém te avisou!

  88. francisco disse:

    Senhores com a oficialização da sacanagem Gay, estamos criando um risco enorme para a sociedade e principalmente com a adoção de crianças por esta minoria de viciados e esquizofrenicos. a Biblia não permite de forma alguma a prática homosexual.

  89. Maria disse:

    Estranho estes depoimentos de ex-gays. Espero que suas esposas saibam o que vocês faziam antes do casamento. Só fico aqui me questionando qual a natureza desse desejo, tão forte que faz o indivíduo se dizer insaciável e buscar tratamento médico para se “curar”. É contraditório ver cristãos defenderem que a homossexualidade é uma escolha e ao mesmo tempo uma doença. Vou orar por vocês que são ex-gays, mas sinceramente não acredito em conversões. Eu, pessoalmente, e Deus me perdoe se estiver errada, deixaria meu marido se soubesse que ele já transou com outros homens!

  90. lucia disse:

    Como será a população do mundo se só tiver casamentos Gays.?
    Será que poderão também mudar as leis naturais? E se não conseguirem vão adotar velhos para saciarem seus desejos naturais de terem uma família?

  91. A.A disse:

    Sû, minha cara esta é para você. Nós estamos sabendo sim o que estamos falando, sabe porque? Porque lemos a Bíblia e a Bíblia nos mostra o que é certo e o que é errado. Falar do que Deus condena na Bíblia não é usar o nome de Deus em vão e sim mostrar a verdade que liberta. Quem não dá atenção a palavra de Deus está excluíndo Deus. Na Bíblia Deus diz que quem negar a Ele e a palavra DEle ele também o negará. Quer dizer que você está vivendo muito feliz, fazendo o que desagrada a Deus. É o que você acha. Sua felicidade é provisória até o momento em que a morte vier. Quando Jesus decidir se você viverá ou não e se der tempo de se arrepender dos seus pecados. Leia João 3:16.

  92. Lenny disse:

    eu sou homossexual,olha nós escolhemos uma opçao pela qual quaze ninguem aceita,ms voces estao julgando,e isso quem deve fazer nao é voces,,nós somos felizes,porque voces nao olham esse homemn que estrupam ,matam,e fazer absurdos,mas sabia q Deus ama todós nós,abraços fikem com Deus…

  93. ANGELO disse:

    MAIS UMA GUERRA! NOSSA QUANTAS!
    SOU HOMOSSEXUAL DESDE QUE ME CONHEÇO POR GENTE E NUNCA EM CIRCUNSTANCIA ALGUMA PRECISEI LEVANTAR BANDEIRA OU EXIGIR MEUS DIREITOS.
    SABE PORQUÊ?
    PORQUE SEMPRE TRABALHEI, PAGUEI MINHAS CONTAS, AMPAREI MEUS PAIS ATÉ A MORTE DELES E SOU BEM-VINDO EM TODOS OS LUGARES QUE ENTRO E SAIO . SABE POR QUE
    PORQUE SOU EDUCADO, NÃO DOU GRITINHOS, NÃO ESCULHAMBO OS OUTROS, NÃO DOU EM CIMA DE NINGUEM, TRABALHO ESTUDEI, ME FORMEI, SOU CATÓLICO, E A DOUTRINA DA IGREJA CATÓLICA A RESPEITO TAMBEM FICA DEVENDO MUITO. PORQUE EM PRIMEIRO LUGAR DEVERIAM AVALIAR A CONDUTA SEXUAL ATIVA DE PADRES, BISPOS E AFINS PRATICANTES DA VIADAGEM SIM.

    E ADEMAIS, NUNCA PRECISEI DA OPINIÃO DE NINGUEM NEM GAY, NEM HÉTERO.
    ME RELACIONO DE BOA COM AS PESSOAS SEM GRITAR UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUIIIIIIIIIII, SOU GAY MEU AMOR, COMO MUITA BICHINHA LOUCA VEM FAZENDO POR AE.
    POR ISSO SE PERDE O RESPEITO.
    E QUEM NÃO É GAY, TAMBÉM NÃO TEM QUE FICAR JULGANDO ISSO OU AQUILO. NÃOÉ. COMO PODE SABER?

    FALEI E ISSE E TO ABERTO A QUALQUER CONVERSA. CONVERSA EU FALEI E NÃO DISCUSSÃO. MESMO PORQUE ISSO NÃO TEM DISCUSSÃO, E CONTAS EU ACERTO COM O MEU CRIADOR, NÃO SERÁ COM HOMEM NENHUM.

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: