Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


quarta-feira, 15 de abril de 2009



Como já comentei por aqui, estou sem tempo para atualizar este site de forma decente. Tenho colocado algumas matérias sempre que possível, além de mediar os comentários uma vez por dia – atualmente travo uma discussão sobre aborto de anencéfalos que já me tem tomado um bom tempo que não tenho. Para quem não sabe, sou mestrando e escrevo atualmente minha dissertação.

Hoje, tive que despachar alguns imbecis, daqueles que ainda por cima se orgulham da precária inteligência – e me dá certo alívio, após ler as ignomínias que escrevem, enviar aquilo para o buraco negro da total insignificância, o lugar de onde tais comentários não deveriam nunca ter saído.

Isso por causa da notícia do prêmio a Dom José Cardoso, por ele não apenas ser um bispo exemplar, mas por ter tentado salvar a vida de três crianças inocentes – a menininha estuprada pelo pai e os bebês gêmeos que ela esperava. Veio valentão me xingando, me insultando, insultando a Igreja, a Dom Cardoso, aquela lenga lenga de gente civilizadíssima de sempre.

O comum a esses palhaços: em qualquer notícia divulgada pela mídia contra a Igreja, acreditam piamente na versão do jornal, da revista, da televisão. Nunca procuram ver o outro lado. Então, é uma estupidez treinada, parece um jogral, tudo é muito repetitivo. Neste caso, em particular:

  • A Igreja protegeu o estuprador;
  • Na Igreja só tem pedófilos;
  • Agora, a menina está abandonada;
  • O bispo é um retrógado…

É tanta demonstração de arrogância estúpida que é claro que não merece nem a mínima consideração: vai tudo direto pro lixo. Aqui em JORNADA CRISTÃ vários textos sobre o aborto dos bebês da menininha violentada foram postados e divulgados. Há informações as mais variadas vindas do outro lado, ou seja: da arquidiocese de Olinda e Recife, que tomou todas as medidas para proteger as três crianças – a menininha violentada e os bebês, que infelizmente foram mortos.

De qualquer maneira, dentre os comentários recebidos decidi reservar um para deleite de quem me acompanha. Trata-se daqueles casos de estupidez patológica – aquela pessoa que vomita sua ignorância e ainda acha muito bonito seu discurso “contundente”, “indignado” e “esclarecido” (risos):

Defesa da vida de quem? Do estuprador? Enquanto à menina? Será que o arcebispo já descobriu o nome dela, já que nem sabia de quem se tratava conforme entrevista da Veja? Lendo essa notícia, estou mais que convencida de que o valor do prêmio depende do premiado…

Não satisfeita, a comentarista ainda acrescentou em outro post a respeito do assunto:

E onde está a menina? Alguém ainda se lembra dela?

Lendo comentários como esse, lembro-me que respeito só é devido a quem merece.

Sobre o primeiro comentário, isso é que dá ficar lendo Veja: o cérebro definha, atrofia. Manda seu endereço que lhe mando um saco de alfafa de presente, moça. Sabe porque o arcebispo não sabia o nome da menina, idiota? Porque ele não assistiu diretamente o caso. Quem estava acompanhando a família foi o pároco de Alagoinha, o Padre Edson Rodrigues (link para seu blog aqui), que no texto Grávida de gêmeos em Alagoinha: o lado que a imprensa deixou de contar explicou toda a situação. Quanto à resposta à pergunta “E onde está a menina? Alguém ainda se lembra dela?”, pergunte aos médicos que lhe fizeram o aborto; pergunte às ongs feministas que mataram dois bebês com 20 semanas de gestação. Estes bebês provavelmente sentiram dor enquanto eram mortos. Eles levaram a menina para um lugar ignorado, sem que o pai dela pudesse se manifestar a respeito. Se você tivesse lido o texto todo (estava publicado apenas o trecho inicial, com um link para a íntegra), teria tido essa pergunta respondida. Será que é tão difícil assim para quem usa ferraduras mexer o mouse e clicar num link?

No post abaixo (anterior a este), resolvi publicar na íntegra uma ótima reportagem que o site LifeSiteNews fez sobre o assunto. Para outros textos, favor consultar a tag “Alagoinha”, aqui neste blog. E também há um importantíssimo dossiê a respeito do assunto, com muitas informações e detalhes que foram deliberadamente sonegados ao público pela imprensa, disponível para download neste endereço. Quer ter uma opinião realmente embasada a respeito deste assunto? Veja o que o lado que a imprensa não divulgou tem a dizer.

Update às 23:14: Como a estúpida nem leu o texto inteiro da matéria “Onde estão os gêmeos”, vou fazer-lhe um favor, não por merecimento, mas por caridade. Resolvi publicar o texto na íntegra – estava apenas publicado o trecho inicial, com um link para o restante.

Postado às 22:11 | Tags: , , , , ,

1 Comentário

  1. Demerval Jr. disse:

    Como diriam os Titãs:

    “E o pulso ainda pulsa…”

    Ao menos para esses estultos que não foram abortados…

    Que lástima!

    Deus continue te abençoando em teu apostolado, irmão. Coragem! ELE VENCEU O MUNDO…

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: