Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


quarta-feira, 31 de dezembro de 2008



Na última edição do True Outspeak deste ano de 2008, Olavo de Carvalho comenta sobre a origem da idéia da razão, na Grécia antiga, demolindo um velho preconceito presente no establishment intelectual ateu, muito em voga hoje em dia: a falácia de que a fé é irracional e, por conseguinte, está relacionada ao atraso e à ignorância.

Henrique Garcia me pergunta: “Qual sua opinião sobre certas correntes de idéias, presentes sobretudo no meio liberal, que trabalham incessantemente por achincalhar a fé face à razão, atribuindo-a ao obscurantismo, quando não à irracionalidade pura e simples?” Olha aqui, Henrique: o pessoal que faz isso só mostra que é um bando de ignorantes, eles não sabem nem o sentido da palavra razão. A idéia da razão surge na Grécia exatamente como, vamos dizer, a tendência da alma para a contemplação do transcendente. É só a idéia do transcendente que permite o surgimento da razão. A idéia de um Deus transcendente é a idéia fundamental da razão, idéia que na verdade era impossível numa fase anterior da civilização, onde tinha aquela idéia dos “deuses espalhados” aí pela natureza, deuses mais ou menos fundidos na natureza. Na hora em que a idéia da divindade se destaca da natureza cósmica e se abre para a mente humana a idéia do Deus transcendente, do Deus que está para lá do universo, um Deus absolutamente invisível, infinito, aí é que começa a razão, isso é a base da razão. Agora, esses idiotas nem sabem o que é razão!

Para ouvir o programa na íntegra (uma hora de duração, aproximadamente), baixe o arquivo aqui. Novamente, uma observação aos desavisados: não se assustem com a quantidade de palavrões disparados pelo locutor!

Postado às 23:15 | Tags: , , , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes