Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


terça-feira, 10 de março de 2009



Eu achava que a frase da jornalista de O Globo (ver o post seguinte)  já era eminentemente representativa para o fenômeno da burrice que se espalha como vírus de computador entre todos os boçais que se proclamam “católicos”. Mas li uma coisa de autoria da dotôra Ivone Gebara (quem?) que é de doer o fígado. Trata-se de um texto publicado no blog A Igreja Católica é a Igreja Una e Santa, de Danilo Augusto. É uma temeridade de horrendo o que está escrito, e o blogueiro comenta as bobagens de dona Ivone com muita competência. Chamou-me mais a atenção determinado trecho, o qual comentarei logo abaixo.

Babando sobre o caso da meninha de nove anos violentada pelo padrasto em Alagoinha (cidade que tristemente vai ficando conhecida como cenário desse horrendo episódio), ela rascunhou a seguinte pérola:

Os bispos tanto a nível nacional quanto internacional, e aqui incluo também o Papa, como bispo de Roma, tornaram-se cismáticos em relação à comunidade de cristãos católicos, isto é, romperam com grande parte dela em várias situações.

Vejam bem o que esse gênio da teologia disse aqui: que o Papa, e os bispos (quais dentre eles? Todos?) são cismáticos, ou seja, estão separados da “verdadeira” “igreja”. E por que? Porque esses membros da hierarquia se negam a seguir o que a sociedade (“a comunidade de cristãos católicos”) determina como correto. Vejam bem a gravidade do que foi escrito: não é a Igreja quem deve inspirar e sustentar a moralidade de uma sociedade, através dos seus valores e da sua espiritualidade; ao contrário, é a sociedade quem deve definir as posturas da Igreja, e em última instância determinar o que ela ensina e mesmo acredita!

Ou essa mulher é mau caráter mesmo ou tem algum problema grave de percepção, de ser incapaz de perceber a realidade como tal. Vejam o que está nas entrelinhas da frase: não é a hierarquia da Igreja (bispos e padres) que deve ensinar e corrigir os pecados dos fiéis; é a “comunidade dos cristãos” que deve passar o pito justamente naqueles que deveriam ser a autoridade moral deles – e isso quando bispos e padres ensinarem algo desagradável, que não for aceito pela “comunidade”! Vocês já conseguiram imaginar os seguidores de Jesus discutindo com ele, exigindo que ele mudasse algum ensinamento? Em João 6, 59-61, está escrito:

Tal foi o ensinamento de Jesus na sinagoga de Cafarnaum. Muitos dos seus discípulos, ouvindo-o, disseram: “Isto é muito duro! Quem o pode admitir?” Sabendo Jesus que os discípulos murmuravam por isso, perguntou-lhes: “Isso vos escandaliza?”

Ou seja: muitos discípulos ouviram o que Jesus ensinava e reclamaram. O que esse homem diz é muito duro! Jesus mudou seus ensinamentos?

Não! Não modificou em nada sua doutrina.

O que aconteceu? Os versículos seguintes o dizem:

“Que será, quando virdes subir o Filho do Homem para onde ele estava antes?… O espírito é que vivifica, a carne de nada serve. As palavras que vos tenho dito são espírito e vida. Mas há alguns entre vós que não crêem…” Pois desde o princípio Jesus sabia quais eram os que não criam e quem o havia de trair. Ele prosseguiu: “Por isso vos disse: Ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lho for concedido”. Desde então, muitos dos seus discípulos se retiraram e já não andavam com ele.

Ou seja: muitos o abandonaram.

Da mesma forma: a Igreja tem que permanecer inflexível em seus ensinamentos. Aqueles que não concordarem… O que farão? Abandonarão a Igreja, tal como abandonariam o próprio Cristo em pessoa.

Pelo menos aqueles que abandonaram a Jesus naquela ocasião não parecem ter depois espalhado para outras pessoas comentários do tipo “Esse Jesus rompeu com sua comunidade!” Ao menos tiveram a vergonha na cara de se mandarem, reconhecendo-se incapazes de seguirem a mensagem de Jesus – não permaneceram no grupo dos discípulos para dividir, confundir, desafiar a autoridade do Mestre ou mesmo tentar corrigi-lo.

O que essa dona diz está me parecendo nada menos que um sintoma de parafrenia, ou seja, um delírio crônico. O absurdo da frase é tão galopante que todo o resto do texto se torna uma baita encheção de lingüiça, um distúrbio esquizofrênico que não quer dizer coisa com coisa. Se for analisado com um pingo de coerência e senso da realidade, não faz sentido algum.

Para refutar todo esse excremento teológico expelido pela dona Ivone, basta uma única citação do Catecismo da Igreja Católica:

869 A Igreja é apostólica: está construída sobre fundamentos duradouros: “Os doze Apóstolos do Cordeiro”; ela é indestrutível; é infalivelmente mantida na verdade: Cristo a governa por meio de Pedro e dos demais apóstolos, presentes em seus sucessores, o Papa e o colégio dos Bispos.

Uma igrejola “servidora da comunidade dos fiéis” tal como sonham a dona Ivone e muitos outros cabeças de vento é insustentável! É um verdadeiro descalabro tanta insanidade, falta de reflexão, conhecimento, inteligência mesmo. Repito o que postei aqui ontem: a igreja anglicana será extinta nas próximas décadas porque primeiramente permitiu a ordenação de mulheres e agora sagrou um bispo homossexual! Sob qual alegação? Ora, a alegação de que os tempos são outros, a sociedade mudou e a igreja tem que se adaptar a uma nova realidade. Segundo esse “raciossímio“, o cristianismo deve mudar e adaptar sua doutrina para se adequar às mudanças que ocorrem na sociedade. Isso é exatamente o contrário daquilo que ensinou Nosso Senhor Jesus Cristo:

Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição. Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei. Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos céus (Mateus 5,17-19).

Nem Jesus Cristo ousou mudar o que diziam “a lei e os profetas”. Com qual justificativa então aqueles que se dizem seus servos têm a cara de pau, o atrevimento, a falta de vergonha na cara, de ensinarem algo diferente daquilo que é ensinado há 20 séculos?

Desde sempre a Igreja Católica condenou o aborto e ela não pode mudar seu ensino a respeito, pois estaria traindo a missão que lhe foi confiada. Será que isso não é claro?

Toda essa conversa fiada e ridícula da dona Ivone não tem a menor sustentação. É senso comum grosseiro e dos mais vagabundos. Esse discurso visa destruir a Igreja Católica por dentro, solapando a sua autoridade moral, minando sua hierarquia – que é o que de fato sustenta a Igreja. Não sei se dona Ivone tem a menor noção disso, mas muita gente dentro da Igreja tem plena consciência de que está lá com o intuito de destruí-la e apoia esses discursos justamente tendo esse objetivo.

Postado às 18:34 | Tags: , , , , , , , , , , ,

10 Comentários

  1. André Serrano disse:

    Matheus, antes de mais nada parabéns pelo Blog.
    Excelente trabalho! Deus te abençoe…
    Bom, vamos ao assunto em questão: li também no Blog do Danilo a reflexão desta “dotôra”. Reflexão? Aí é ser bonzinho de mais, né? Delírio! Acho que é a palavra mais adequada.
    Infelizmente há muito deste tipo de teólogo espalhado pelo nosso querido Brasil. E o pior é que tem muito “católico” que bate palma e defende esta gente… Dá pra acreditar?!
    Rezemos meu irmão, rezemos…
    Que Deus nos dê muita paciência para tolerar esta gente fraca na fé (para não dizer apóstata) e que a Virgem Maria nos proteja com seu imenso amor de mãe…
    Um abraço…

  2. Paulo Rogério disse:

    Caro Matheus,
    ” Não tenhas cumplicidade com as obras estéreis das trevas; ao contrário, denuncie tais obras” , Efesios V, 11.

    Caro Matheus, ao exste melhor versiculo biblíco para começar a denuncia contra essa vigarista chamada Ivone Gebara.
    Bem, li algumas coisas que essa mulher escreveu sobre a Igreja e a Bibla. São todas risíveis!
    Mas o pior é que a escola dela de comunistas não cessa de crescer. As comundades com as fotos dos infames Helder Camara e Leonardo Boff crescem avassaladoramente. Os comentários de lá são carregados de heresia, frustração e ódio cerrado contra a beleza. Não são de Cristo e da Igreja aqueles que pregam odio entre as classes. ” Rico e pobre se encontram: foi Javé quem fez os dois ” , Pr XXII, 2.
    As baboseiras feministas dessa ” freira ” são ruins demais. Pior mesmo é o que vemos nas comunidades da pretensa esquerda ” católica ” . Aliás, como sepre digo: comunista e protestante se encontram pois a História comprova isso ( abigense, valdense, anabatista etc). Mas voltando ao tema em questão, gostaria de dizer que nas comunidades orkutianas da esqerda pseudocatólica só encntramos besteiras, como os lunáticos que afirmam que a Renum Novarum acrescentou coisas ao ideário dos nazistas e dos fascistas. Pelo amor de Deus!
    O que mais deixa o católico tradicional em intrigas é a questão de como essa gente chula e extravagante quer posar de genial e culta.
    Tenhamos a Verdade ao nosso lado!
    Que repreendamos tais posturas!

    Obs: ia esquecendo de frisar que essa falsa freira participou do banquete protestante que tenta ser uma paródia da Missa Tridentina.

    Por Cristo El Rey,
    Paulo.

  3. Leonel disse:

    Sou cristão/anglicano e creio que só através de JESUS CRISTO pode-se chegar á salvação.Passou disso é obra maligna e blá-blá-blá furado.Concordo em quaze tudo com o senhor Mathews e admiro-o muito como um verdadeiro seguidor de JESUS CRISTO e um humilde servo do DEUS-VIVO.Com o maior respeito peço licença para discordar de uma coisa:Daqui há 100 anos(se o mundo tiver de pé claro)a Igreja Episcopal/Anglicana ainda estará de pé.Faz parte dela(desde suas origens primitivas celta)ser polêmica e ter em seus fundamentos uma suposta ordem anárquica(infelizmente).Mas não existe nenhuma denominação cristã visível perfeita,pois a verdadeira Igreja do SENHOR somos nós(o Corpo Mistíco).Não conheço teologia,nem teorias escatológicas e muito menos me interesso em vãs discussões,porque em minha humilde caminhada, aprendi que a Bíblia(Revelação/Palavra de DEUS)contém os ensinos exatos para que toda humanidade seja salva em JESUS CRISTO.Quanto as baixarias que existem na Igreja Anglicana,sempre existirão enquanto for uma Igreja visível, assim como existirão em qualquer denominação genuina cristã.Mas creio que toda Igreja que tem JESUS CRISTO como única referência e o único intermediário é uma Igreja Triunfante.JESUS CRISTO VOS AMA,EU TAMBÉM. PAX IN YESHUA

  4. Allex disse:

    gostaria que se possivel você passasse por email a fonte de onde você retirou esta fala da teóloga Ivone. Certamente, se a informação procede, não foi uma das melhores e mais felizes que a teóloga ja fizera.
    Obrigado!
    agardo resposta.

  5. JORNADA CRISTÃ disse:

    Prezado:

    O texto completo desta senhora (intercalado com comentários do autor do blog) pode ser acessado através deste link:

    http://igrejauna.blogspot.com/2009/03/cisma-e-ficar-dentro-da-igreja.html.

  6. Flor disse:

    Cara sapientíssimo cristão,
    Quanta raiva!!!! Lembre-se que Jesus foi crucuficado para salvar todos e todas. Não seja pedra de tropeço para ninguém… não estimule o ódio. E não pense que a “santa” igreja católica é infalível, seria muita ingenuidade de sua parte.

  7. JORNADA CRISTÃ disse:

    Pois é, hoje em dia falar a verdade é “estimular o ódio”… Basta alguém dizer o que é certo com firmeza, sem titubear, e eis que surge um boboca para ficar magoadinho e ofendidinho… Certa vez, Nosso Senhor disse assim: “Não julgueis que vim trazer a paz à terra. Vim trazer não a paz, mas a espada. Eu vim trazer a divisão entre o filho e o pai, entre a filha e a mãe, entre a nora e a sogra, e os inimigos do homem serão as pessoas de sua própria casa”. (Mateus 10, 34-36). Certamente, a dona Flor iria considerar essa fala como um “estímulo ao ódio”… Quê isso, Jesus??? Você, falando assim??? Botando gente da própria família uns contra os outros? Dividindo as pessoas??? Que feio!!! Olha que a Florzinha, tão sensível, vai achar que você está sendo “pedra de tropeço” para os outros, hein! Já pensou ficar mal perante essa “Flor”? Vê se te emenda, Jesus! Que horror!

    Seguindo, a Santa Igreja Católica Apostólica é infalível naquilo que ensina, em sua doutrina, não no comportamento de seus membros. Jesus Cristo prometeu assistência divina ao Magistério, não a infalibilidade dos cristãos, é isso o que a própria Igreja sempre ensinou e Nosso Senhor já havia advertido na parábola do joio semeado no meio do trigo (Mateus 13, 24-30). E por fim, não pense que Jesus foi crucificado para dar licença a todos e todas fazerem o que bem entendessem, entrassem em qualquer religião ou igreja que quisessem, distorcessem seus ensinamentos falando qualquer maluquice, ou mesmo dissessem qualquer idiotice como as que você diz aí no seu comentário: seria muita estupidez de sua parte.

  8. Eduardo Araújo disse:

    Boa resposta, Matheus!

    A comentarista “Flor” parece saidinha do forno dessa porcaria de New Age, com todo o relativismo nojento e falso humanitarismo que essas seitas horrorosas apreciam. Uma verdadeira “droga” dos nossos tempos.

  9. Nilsa disse:

    Escreve=se “doutora”. É um título recebido por ter defendido uma Tese de Doutorado.

  10. JORNADA CRISTÃ disse:

    Não me diga! É mesmo?

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: