Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


segunda-feira, 12 de janeiro de 2009



Você sabia que a KGB, o antigo serviço secreto da ex-URSS, não foi extinta? Ela apenas trocou de nome.

A KGB, hoje FSB, que desde o tempo de Lênin já mudou de nome uma dúzia de vezes mas jamais parou de crescer, é a maior, mais rica e mais poderosa organização de qualquer tipo que já existiu no mundo, e está capacitada para criar e implementar planos de longo prazo que ultrapassam o horizonte de visão da maioria dos analistas ocidentais, pelo menos os que escrevem na grande mídia.

Fonte: “O orvalho vem caindo”, texto de Olavo de Carvalho publicado em seu site. Para ler a íntegra, clique aqui.

O excelente blog Notalatina, de autoria da jornalista Graça Salgueiro, cita uma palestra do ex-agente da KGB Yuri Bezmenov, publicada no Youtube. Citando trecho de seu post a respeito deste assunto:

Nesta palestra, bastante didática e coroada pelo seu bom humor, também oferecida em 1983, ele explica uma das principais funções do KGB que, longe de centrar-se no campo da espionagem – que abrangia apenas 15% de suas funções – ocupava-se do esquema da subversão nos países-alvo da extinta URSS. Esse processo, que foi idealizado para dar seus frutos após 20 anos, obedecia a etapas rigorosas e consistia em desmoralizar, dominar e destruir esses países através de seu sistema religioso, político, econômico, da ordem e da lei, da cultura, de suas tradições. Os subversores eram na maioria das vezes pessoas que vinham para intercâmbio como estudantes, atores, diplomatas, jornalistas que levavam anos estudando na Universidade Patrice Lumumba – como muitos brasileiros que hoje ocupam cargos no governo brasileiro, e nós sabemos quem são – e depois retornavam a seus países para cumprir a missão.

(…)

Não vou me alongar mais porque a palestra dispensa comentários. Peço apenas que façam um paralelo com o que este homem diz – e ele foi um agente desta transformação, enquanto jornalista do Novostia Press – e o que vivenciamos hoje no Brasil e em todo o continente latino-americano, sobretudo com a ditadura da mídia, toda ela prestimosa subversora.

A palestra está dividida em sete vídeos, de cerca de nove minutos cada. A primeira parte divulgo aqui mesmo em JORNADA CRISTÃ. O vídeo está em inglês, mas estão disponíveis legendas em português, inseridas graças aos esforços de David Carvalho. Para inserir as legendas, clique no triângulo na barra inferior direita do vídeo, e em seguida no retângulo que aparecer imediatamente acima.

E por quê divulgo este vídeo? Muito simples: a desmoralização da Igreja e dos valores cristãos, patrocinada pela mídia e pelos meios de comunicação em geral, não estaria relacionada ao processo descrito pelo ex-agente soviético?

Transcrevo o que Bezmenov diz em determinado momento da segunda parte da palestra:

Na etapa de desmoralização, obviamente há tendências em cada sociedade, em cada país, que estão indo na direção oposta dos princípios e valores morais básicos. Tirar vantagem destes movimentos, faturar em cima deles, é o maior propósito do originador da subversão. Então, nós temos religião, temos educação, temos vida social, temos estrutura de poder, temos relações de trabalho, sindicatos, e finalmente temos lei e ordem. Estas são as áreas de aplicação da subversão. O que significa, exatamente? No caso da religião, destrua-a. Ridicularize-a. Substitua-a por várias seitas, cultos, que levem a atenção das pessoas, a fé, seja ela ingênua, primitiva… não importa muito, desde que o dogma religioso basicamente aceito seja erodido devagar e levado para longe do propósito supremo da religião – manter as pessoas em contato com o Ser supremo – isto serve ao propósito. Logo, substitua as organizações religiosas aceitas, respeitadas, por organizações fajutas. Distraia a atenção das pessoas da fé real e atraia-as a várias fés diferentes.

Assista aos vídeos e tire suas próprias conclusões.

Postado às 01:28 | Tags: , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: