Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


segunda-feira, 9 de março de 2009



…os casos em que se produzem imagens inadequadas da identidade e dos valores cristãos por parte da mídia e da política, que levam a mal-entendidos e preconceitos.

O parecer da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa está corretíssimo e se aplica perfeitamente ao que está acontecendo agora, no Brasil, nessa campanha contra o bispo Dom José Cardoso em particular e contra a Igreja Católica em geral (ver o post seguinte).

A imprensa está caindo de pau. Eliane Cantanhêde e Kennedy Alencar, jornalistas especializados em escrever bobagens (devem ter feito alguma pós-graduação nisso), já deram seus palpites na Folha. Artigos irados circulam pela internet. Aqui mesmo neste blog que vos fala o número de visitações deu um salto e já veio gente aqui espinafrar e insultar a Igreja e suas autoridades.

O caso da menina de Alagoinha é somente um pretexto. Se estivessem com boas intenções, dariam oportunidade para que membros da Igreja explicassem o que é excomunhão, porque ela foi publicamente anunciada, quais as conseqüências de uma excomunhão. Claro que essa gente não tem vontade de debater ou dialogar, a baba ressentida que exalam mostra muito bem que descobriram uma ótima oportunidade para atacar gratuitamente a Igreja.

Até parece que se importam com a garotinha. Quem dera se importassem! Se tivessem alguma compaixão por ela, estariam lamentando o trágico fim das crianças concebidas em seu ventre. Estariam lamentando o trauma que essa criança vai ter que enfrentar para sempre por ter abortado seus filhos. Estariam preocupados com as seqüelas psicológicas e físicas as quais essa menina está sujeita a sofrer a partir de agora. Como já mencionei em post anterior, nos Estados Unidos 31% das mulheres sofrem complicações de saúde após praticarem aborto – e isso acontece em um país onde o aborto é legalizado.

Acusar os católicos de não se importarem com o sofrimento da menininha violentada tem um nome: vigarice. Na verdade, eu duvido muito que esses arautos da liberdade se preocupem com ela.

A preocupação dos militantes anti-cristãos é uma só: destruir a autoridade moral da Igreja Católica para transformá-la em um clubinho onde as pessoas vão apenas para se entreter. O objetivo da perseguição aos cristãos no mundo é constrangê-los, silenciá-los através da imposição de leis (a lei “anti-homofobia”, por exemplo), da ridicularização de sua doutrina (através da repetição exaustiva pelos “formadores de opinião” de adjetivos tais como “retrógada”, “arcaica” e “ultrapassada” para descrevê-la), da exposição de seus líderes fiéis ao ridículo pela imprensa e pela mídia, voltados a distorcer e deturpar a mensagem católica para confundir os fiéis.

O catolicismo está sendo vítima de uma onda de intolerância em todo o mundo. Quem afirma que é católico fiel à doutrina da Igreja é imediatamente taxado de “fundamentalista”. Esse rótulo não é apenas estúpido: ele é deliberadamente mentiroso. Faz parte de uma etapa de fundamental importância para esse processo de implosão da Igreja Católica: corroê-la por dentro, com a ajuda dos falsos católicos, que relativizam sua fé, acreditando apenas naquilo que os convém. Como escrevi em post anterior, quem nega ou relativiza um ensinamento da Igreja, ataca de frente toda a sua autoridade, pois a torna falível – uma instituição como outra qualquer.

O Católico instruído e fiel sabe, ao contrário dos católicos vira-latas, que sua Igreja é a Igreja fundada sobre Pedro por Nosso Senhor Jesus Cristo (Mateus 16,18-19). Sabe também que sua Igreja é assistida pelo Espírito Santo (João 20,21-23). Sabe que Jesus transmitiu sua autoridade, dada diretamente a Ele pelo Pai, à Igreja que fundou (Mateus 28,18-20); para um verdadeiro católico, a autoridade da Igreja Católica para ensinar vem de Deus. Transformar o catolicismo em uma “igreja qualquer”, tal como desejam muitos católicos e clérigos, e agem dentro da própria Igreja para isso, é a melhor estratégia para desacreditar a instituição.

Vocês duvidam que esteja acontecendo agora, neste momento, uma ação coordenada no mundo inteiro para desmoralizar por completo a Igreja Católica? Então, saibam que isso já aconteceu com a igreja anglicana – em apenas poucas décadas, essa instituição, que era a própria representação da tradição religiosa inglesa, vai deixar de existir. Sua autoridade moral, anteriormente abalada pela “ordenação” de mulheres, foi recentemente destruída por completo com a eleição de um bispo assumidamente homossexual. A igreja anglicana passa por um processo interno de desestruturação que parece ser irreversível e que vai terminar por destruí-la em um espaço razoável de tempo.

Católicos, reajam… Cabe a nós a defesa da Igreja do Senhor Jesus, não aos anjos do céu!

Postado às 01:45 | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

8 Comentários

  1. Felipe Almeida disse:

    Gostaria que o autor do texto demonstrasse na lei brasileira ou na Constituição Federal onde é que está escrito que a Igreja tem o direito de se meter em questões fora de sua alçada. A batina não dá autoridade moral ou legal a ninguém para se achar o dono da verdade e interferir em questões de Estado. Se fôssemos guiar por esse parâmetro, em nome da reciprocidade, o governo teria todo o direito de interferir em questões internas da Igreja, como por exemplo na nomeação dos bispos. O autor decerto não gostaria do retorno do regime do padroado, vigente no Império, em que o Imperador nomeava os bispos. É a Igreja – e qualquer outra religião – que tem que se submeter ao Estado, não o contrário. O próprio Jesus Cristo afirmou: “A César o que é de César, a Deus o que é de Deus”.

  2. Gil Vicente disse:

    Muito bem, gostei do texto.
    Continue assim.
    Não quero ver o dia em que não poderemos mais opinar sobre “questões de estado”. Essa idéia de se “submeter ao Estado” me parece o sonho de um bom ditador. Somente o Estado é o dono da verdade? Quem quiser se guiar por sua consciência está se considerando dono da verdade e deve ser silenciado?
    A Igreja tem que se submenter ao Estado?
    Deus nos livre.

  3. Antónia da Silva disse:

    “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”. De fato, se isso fosse respeitado, ninguém julgaria por retirar a vida de duas inocentes crianças no ventre de sua mãe. Porque Deus é o Autor da Vida. E, portanto, Ele é que deve decidir quem vai nascer, viver ou morrer.

  4. Alfredo Valadares disse:

    A igreja tem sim que se submeter ao Estado. Todos têm. Ou por acaso você acha que não precisa pagar impostos ou não seguir as leis?

  5. JORNADA CRISTÃ disse:

    Enquanto instituição, tem sim que se submeter ao estado, seguindo suas normas e leis. A Igreja sempre pregou a obediência ao estado. Mas o estado não deve intervir na liberdade de expressão da Igreja, na sua organização interna, muito menos naquilo que a Igreja ensina. Se o fizer, como aconteceu várias vezes na história, estará transformando o regime em uma teocracia. E as conseqüências disso são as piores possíveis.

  6. Alfredo Valadares disse:

    Ninguém interviu na liberdade de expressão da igreja. O bispo cansou de dar entrevistas a vários órgãos de imprensa. O que se questiona é se ele pode ou tem o direito de intervir numa decisão judicial, fora de sua alçada. E não pode.

  7. JORNADA CRISTÃ disse:

    A intervenção na liberdade de expressão se dá pela intimidação. A Igreja está sendo caluniada, as declarações dos católicos estão sendo distorcidas, deturpadas e ridicularizadas. Qual intervenção houve por parte de qualquer autoridade eclesiástica que tenha extrapolado os limites da lei? O que o bispo fez foi apenas isso: expressar sua opinião e mobilizar recursos, dentro da lei, para convencer a família da menina a impedir o aborto.

  8. Maria Ires do sSB M disse:

    É óbvio que os arqui-inimigos da Igreja DE CRISTO JESUS, tiveram, agora, uma chance de ….para se aproveitarem e gerarem confusão na mente dos incautos, pois o único e explícito objetivo deste gênero de pessoas, que desconfio não são gente, humana, mas clones de demônios raivosos, porque, como tais, não podem procriar, por isso, soltam todo o tipo de enxofre na brecha mais fácil que encontram, para impedirem A Vida dos inocentes nascituros e de suas mãezinhas, vítimas de criminosos repulsivos! Maquinações espúrias, Mentiras, Hipocrisia, todo o tipo de mau imaginável! Sempre o fizeram, só que, agora, a coisa é PÓS-Graduada!
    E a Mídia- mundana-cúmplice, que vive do lucro fácil, pois o seu deus é o dinheiro, explode as mais disparatadas afirmações, porque notícia ruim é pegajosa, só a baba do “demônio, o pai e
    mestre da mentira”!

    “CRUZ SACRA SITE MIHI LUX
    NON DRACO SITE MIHI DUX

    VADE RETRO, SATANA!
    NUNQUAM SUADE MIHI VANA

    SUNTUM MALA QUAE LIBAS
    IPSE VENENA BIBAS”!

    AMÉM!!!

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: