Para a glória de Deus, em comunhão com a Santa Igreja Católica Apostólica Romana

Jornada Cristã


domingo, 29 de março de 2009



A mídia transmitiu uma imagem equivocada da África

ROMA, sexta-feira, 27 de março de 2009 (ZENIT.org).- O Comitê de Estudantes Africanos em Roma convocou para este domingo, às 11h30, na Praça de São Pedro, uma manifestação de apoio a Bento XVI e a favor da mensagem que deixou em sua visita pastoral a Camarões e Angola, assim como de protesto contra as manipulações dos meios de comunicação.

A iniciativa, que acontecerá por motivo do Ângelus, «surgiu entre nós, e creio que no espírito de todo africano orgulhoso de sua cultura, a partir do primeiro discurso do Papa na África», explica à Zenit a responsável do Comitê de Estudantes Africanos em Roma, Pierre Baba Mansare.

«De toda a mensagem pastoral do Santo Padre, os meios de comunicação ocidentais enfatizaram só a frase sobre os preservativos com o objetivo de criar polêmica», constata.

Diante desta situação, os estudantes «decidiram reagir com uma pequena manifestação de agradecimento ao Santo Padre por seu diagnóstico lúcido e objetivo sobre a realidade africana, um diagnóstico que não foi ouvido pela comunidade internacional, distraída pela polêmica da mídia».

Por sua parte, Mollo Mari Anne, uma das organizações da manifestação, originária dos Camarões, explica à ZENIT que «os meios de comunicação apresentaram uma imagem da África feia, sofredora, cheia de doenças. Nós esperávamos que falassem da beleza da África, de seu espírito de acolhida, de seu sorriso».

«Os Camarões tiraram dois dias de férias para acolher o Papa, mas os jornalistas reduziram a viagem a falar do preservativo e diminuíram as afirmações do Papa», explica a estudante na Pontifícia Universidade Gregoriana.

A primeira coisa que a África precisa – diz referindo-se à polêmica sobre o preservativo – é de serviços de saúde e alimentação.

Segundo a estudante, «a promoção massiva do preservativo empobrece cultural, econômica e moralmente, pois leva as pessoas a assumir comportamentos irresponsáveis e isso vai contra nossa cultura».

«Por este motivo, dizemos ‘não’ ao desprezo de nossa cultura e de nossas tradições. Queremos caminhar com Bento XVI, seguir as linhas que ele traçou para nosso presente e futuro e escrever assim uma nova página.»

Um comunicado enviado pelos estudantes à zenit explica que a manifestação busca «dizer à comunidade internacional que as prioridades absolutas para a África são a comida, a água, a energia, os tratamentos médicos, uma renda estável para as famílias, um sistema comercial que facilite também a exploração dos produtos africanos e não só a exploração de matérias-primas, a valorização das próprias riquezas, em vez do saque de seus recursos».

Ao mesmo tempo, Pierre Baba Mansare quer que o encontro sirva para lançar uma mensagem clara aos meios de comunicação ocidentais: «não falem da África sem conhecer a realidade, pisoteando seus valores».

Fonte: Zenit.

Postado às 00:02 | Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário


Get Adobe Flash player Plugin by wpburn.com wordpress themes
%d blogueiros gostam disto: